Ciência escolar e ciência fora da escola: opiniões e interesses de jovens brasileiros

Autores

  • Graciela OLIVEIRA graciela.ufmt@gmail.com
    UFMT
  • Nelio BIZZO bizzo@usp.br

DOI:

10.29286/rep.v28i67.3891

Palavras-chave:

Atitude, Ensino Médio, Relevância da ciência

Resumo

Buscou-se verificar as opiniões dos jovens brasileiros sobre a ciência escolar e o interesse pela ciência fora da escola. Houve a participação de 2.404 estudantes matriculados no 1º ano do Ensino Médio de 78 escolas. As coletas de dados foram por meio de questionários e para as análises utilizou-se Software Statistical Package for Social Science (SPSS) - 18.0. Os resultados apontam que os estudantes reconhecem a importância das aulas de ciências e o seu papel no cotidiano, mas a proporção de interessados em aprofundar sobre temas científicos em outros espaços de informação é menor.

 

Palavras-chave: Atitude. Ensino Médio. Relevância da ciência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Graciela OLIVEIRA, UFMT

Mestrado e Doutorado em Educação - USP

Nelio BIZZO

Professor titular (MS6) Senior de Metodologia de Ensino de Ciências Biológicas da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo. coordenador científico do Núcleo de Pesquisa em Educação, Divulgação e Epistemologia da Evolução (EDEVO-Darwin), da Pró-Reitoria de Pesquisa da USP. Av. da Universidade, 308 - Cep: 05508-040, Cidade Universitária - São Paulo/SP.

Referências

AWAN, R. et al. Attitudes toward science among school students of different nations: A review study. Journal of College Teaching & Learning (TLC), v. 8, n. 2, p. 43-50, 2011.

BENNETT, J.; LUBBEN, F.; HOGARTH, S. Bringing science to life: A synthesis of the research evidence on the effects of context‐based and STS approaches toscience teaching. Science & Education, v. 91, n. 3, p. 347-370, 2006.

BENNETT, J.; HOGARTH, S. Would you want to talk to a scientist at a party? High school students’ attitudes to school science and to science. International Journal of Science Education, v. 31, n. 14, p. 1975-1998, 2009.

CHRISTIDOU, V. Interest, attitudes and images related to science: Combining students’ voices with the voices of school Science, teachers, and popular Science. International Journal of Environmental & Science Education, v. 6, n. 2, p. 141-159, 2011.

COURI, C. Nível socioeconômico e cor/raça em pesquisas sobre efeito-escola. Est. Aval. Educ., v. 21, n. 47, p. 449-472, 2010DANAIA, L.; FITZGERALD, M.; MCKINNON, D. Students’ Perceptions of

High School Science: What has Changed Over the Last Decade? Research in Science Education, v. 43, p. 1.501-1.515, 2013.

ESHACH, H. Bridging in-school and out-of-school learning: Formal, non-formal, and informal education. Journal of science education and technology, v. 16, n.2, p. 171-190, 2007.

FALLIK, O.; ROSENFELD, S.; EYLON, B. School and out-of-school science:

A model for bridging the gap. Studies in Science Education, v. 49, n. 1, p.

-91, 2013.

JIDESJÖ, A.; OSCARSSON, M.; KARLSSON, K. G.; STRÖMDAHL, H.

Science for all or science for some: What Swedish students want to learn about in secondary science and technology and their opinions on science lessons. Nordic Studies in Science Education, v. 5, n. 2, p. 213-229, 2009.

KIESLER, C. A.; COLLINS, B. E.; MILLER, N. Attitude change: a critical

analysis of theoretical approaches. New York: John Wiley & Sons, 1969. 377 p.

LOGAN, M.; SKAMP, K. Engaging students in science across the primary secondary interface: Listening to the students’ voice. Research in Science Education, v. 38, n. 4, p. 501-527, 2008.

LYONS, T. Different countries, same science classes: Students’ experiences of school science in their own words. International Journal of Science Education, v. 28, n. 6, p. 591-613, 2006.

MASSARANI, L.; MOREIRA, I. C. Ciência e público: reflexões sobre o Brasil. Redes, v. 15, n. 30, p. 105-124, 2009.

MOTA, H. S. Evolução Biológica e Religião: atitudes de jovens estudantes

brasileiros. 2013. 275p. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013.

OSBORNE, J.; COLLINS, S. Students’ views of the role and value of the science curriculum: a focus-group study. International Journal of Science Education, n. 23, p. 441-467, 2001.

QUINN, F.; LYONS, T. High School Students Perceptions of School Science

and Science Careers: A Critical Look at a Critical Issue. Science Education

International, v. 22, n. 4, p. 225-238, 2011.

SANTOS-GOUW, A. M. As opiniões, interesses e atitudes dos jovens brasileiros frente à ciência: uma avaliação em âmbito nacional. 2013. 242p. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2013.

SIMPSON, J. S.; PARSONS, E. C. African American perspectives and informal science educational experiences. Science Education, v. 93, n. 2, p. 293-321, 2009.

SJØBERG, S.; SCHREINER, C. Update on the ROSE project: Students

perceptions of science and technology. IOSTE Newsletter, v.8, n.1, p. 7–10, 2005.

VAN AALDEREN‐SMEETS, S. I.; WALMA VAN DER MOLEN, J. H.;

ASMA, Lieke J. F. Primary teachers’ attitudes toward science: A new theoretical framework. Science Education, v. 96, n. 1, p. 158-182, 2012.

VOGT, C. A.; CASTELFRANCHI, Y. Interesse, informação e comunicação:

Cultura científica em Iberoamérica: encuesta em grandes núcleos urbanos. In: ALBORNOZ, M.; MARCHESI ULLASTRES, A.; ARANA, L. Cultura científica en Iberoamérica. Encuesta en grandes núcleos urbanos. Proyecto Estándar Iberoamericano de Indicadores de Percepción Pública, Cultura Científica y Participación Ciudadana (2005-2009), 2009, p. 21-36.

VOGT, C.; MORALES, A. P.; RIGHETTI, S.; CALDAS, C. Hábitos informativos sobre ciência e tecnologia. In: POLINO, C. Los estudiantes y la ciencia: encuesta a jóvenes ibero-americanos. Buenos Aires: Organización de Estados Iberoamericanos para la Educación, la Ciencia y la Cultura, 2011, p. 155-182.

Downloads

Publicado

2018-12-30

Como Citar

OLIVEIRA, G.; BIZZO, N. Ciência escolar e ciência fora da escola: opiniões e interesses de jovens brasileiros. Revista de Educação Pública, [S. l.], v. 28, n. 67, p. 195–217, 2018. DOI: 10.29286/rep.v28i67.3891. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/educacaopublica/article/view/3891. Acesso em: 12 abr. 2024.

Edição

Seção

Educação em Ciências e Matemática