A FORMAÇÃO POLÍTICA DE JOVENS NO AMBIENTE ESCOLAR MINEIRO

Autores

DOI:

10.29286/rep.v33ijan/dez.13687

Palavras-chave:

Juventude, Escola, Política

Resumo

Este artigo tem por tema a formação política de jovens pela escola, considerando-se a ausência destes do cenário político-eleitoral. Objetiva analisar e compreender as contribuições de uma escola estadual da cidade de Uberaba/MG para a formação política desses jovens. A metodologia é de abordagem qualitativa, valendo-se da pesquisa documental e de campo. Por meio da Análise Temática, apresenta-se o tema “Papel da Escola na Formação dos Jovens”. Como resultados, verificou-se que os professores adotam práticas ativas de socialização política. Entretanto, a escola ainda reproduz práticas autoritárias e indiferentes às ideias juvenis, prejudicando a construção do conhecimento pela juventude escolar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alexandre Barbosa PETERMANN, Universidade de Uberaba (UNIUBE)

Mestre em Educação pela Universidade de Uberaba - UNIUBE (Fevereiro/2022). Pós-graduado em Direito Processual pela Universidade do Sul de Santa Catarina / Curso Luiz Flávio Gomes (Dezembro/2008). Graduado pelo Centro Universitário de Sete Lagoas, no Curso de Direito (Dezembro/2003). Exerceu a advocacia no período de Janeiro/2005 a Agosto/2006. Atuou com Oficial de Apoio Judicial pelo Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais no período de Agosto/2006 a Dezembro/2007. Atuou como Técnico Administrativo Judicial pelo Tribunal Regional Eleitoral do Estado do Paraná no período de Dezembro/2007 a Janeiro/2011. Atualmente exerce a função de chefe do cartório da 347ª Zona Eleitoral de Uberaba, estando no Tribunal Regional Eleitoral do Estado de Minas Gerais desde Fevereiro/2011.

Tiago Zanquêta de SOUZA, Universidade de Uberaba (UNIUBE)

Doutor em Educação pela Universidade Federal de São Carlos - UFSCar (2017). Mestre em Educação pela Universidade de Uberaba - Uniube (2012). Especialista em Docência do Ensino Superior (2008) e Especialista em Gestão Ambiental (2009), pelas Faculdades Integradas de Jacarepaguá - FIJ. Licenciado em Ciências Biológicas pela Universidade de Uberaba - Uniube (2006). Coordenador e Professor Permanente do Programa de Pós-graduação em Educação (PPGE/Uberaba), Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação Profissional em Educação (PPGPE/Uberlândia), ambos da Universidade de Uberaba (Uniube). Pesquisador e Professor Permanente do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Católica de Brasília (PPGED/UCB-DF). 

Referências

ABRAMO, H. W.; VENTURI, G. Juventude, política e cultura. 2000. Disponível em: https://teoriaedebate.org.br/2000/07/01/juventude-politica-e-cultura/. Acesso em: 23 jul. 2019.

ABRAMOVAY, M.; FIGUEIREDO, E.; SILVA, A. P. Relações intergeracionais na escola: poder, disciplina e práticas pedagógicas. In: MONTECHIARE, Renata; MEDINA, Gabriel (orgs.). Juventude e Educação: identidades e direitos. São Paulo: FLACSO, 2019, p. 24-40. Disponível em: http://flacso.org.br/?publication=juventude-e-educacao-identidades-e-direitos. Acesso em: 04 abr. 2021.

ABRAMOVAY, M.; CASTRO, M. G.; PINHEIRO, L. C.; LIMA, F. S.; MARTINELLI, C. C. Juventude, Violência e Vulnerabilidade Social na América Latina: Desafios para Políticas Públicas. Brasília: UNESCO, BID, 2002.

ANDRÉ, M. E. D. A.; GATTI, B. A. Métodos Qualitativos de Pesquisa em Educação no Brasil: origens e evolução. 2008. Disponível em: https://www.uffs.edu.br/pastas-ocultas/bd/pro-reitoria-de-pesquisa-e-pos-graducao/repositorio-de-arquivos/arquivos-do-programa-de-formacao/modulo-vii-pesquisa-qualitativa-parte-ii/@@download/file. Acesso em: 15 mai.2020.

ARENDT, H. Entre o Passado e o Futuro. São Paulo: Perspectiva, 1997.

ARENDT, H. O que é Política? 3.ed. Tradução: Reinaldo Guarany. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2002.

ARISTÓTELES. Política. Texto Integral. Tradução: Pedro Constantin Tolens. São Paulo: Martin Claret, 2001.

BRAUN, V.; CLARKE, V. Using thematic analysis in psychology. Qualitative Research in Psychology. v. 3, ed. 2, p. 77-101, 2006.

CARDOSO, C. M. Fundamentos para uma Educação na Diversidade. 2014. Disponível em: https://acervodigital.unesp.br/bitstream/unesp/155243/3/unesp-nead_reei1_ee_d01_s02_texto01.pdf. Acesso em: 19 abr. 2020.

CASTRO, L. R. Juventude e Socialização Política: Atualizando o Debate. 2009. Psicologia: Teoria e Pesquisas. v. 25, n. 4, p. 479-487, 2009.

DANILIAUSKUS, M.; TOMIZAKI, K. A pesquisa sobre educação, juventude e política: reflexões e perspectivas. Pro-Posições, Campinas, v. 29, n. 1 p. 214-238, abr. 2018.

DAYRELL, J. T. A Escola como Espaço Sócio-Cultural, 1996. Disponível em: https://ensinosociologia.milharal.org/files/2010/09/Dayrell-1996-Escola-espa%C3%A7o-socio-cultural.pdf. Acesso em 11 jul. 2020.

DAYRELL, J. T. O jovem como sujeito social. Revista Brasileira de Educação [online], n. 24, p. 40-52, 2003.

DUSSEL, E. 20 Teses de política. 1ª Ed. Buenos Aires. Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales – CLACSO. Trad.: Rodrigo Rodrigues. São Paulo: Expressão Popular, 2007.

FREIRE, P. Educação e Mudança. 12.ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: Saberes necessários à prática educativa. 25.ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

FREIRE, P. Política e Educação: ensaios. 5.ed. São Paulo: Cortez, 2001.

FREIRE, P; GUIMARÃES, Sérgio. Lições de casa: últimos diálogos sobre educação. São Paulo: Paz e Terra, 2011.

FURTADO, R. B. Socialização Política e suas Agências Socializadoras em Jovens de Juiz de Fora -MG: uma investigação e um estudo de caso. 2017. 113 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) – Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2017. Disponível em: https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/6606 Acesso em: 17 mar. 2021.

GROPPO, L. A. Juventude e Práticas socioeducativas. Alfenas: UNIFAL, 2018. Disponível em http://www.unifal-mg.edu.br/bibliotecas/ebooks. Acessado em: 20 jun. 2020.

LUDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo, EPU, 1986.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M. Técnicas de pesquisa: planejamento e execução de pesquisa, amostragens e técnicas de pesquisa, elaboração, análise e interpretação de dados. São Paulo: Atlas, 2002.

MATTOS, A.; MAGALDI, A. M. B. M.; COSTA, C. M.; SILVA, C. F. S.; PENNA, F. A.; VELLOSO, L.; LEONARDI, P.; ALBERTI, V. Educação e liberdade: apontamentos para um bom combate ao Projeto de Escola sem Partido. In: FRIGOTTO, G. (org). Escola “sem” Partido: Esfinge que ameaça a educação e a sociedade brasileira. Rio de Janeiro, UERJ, LPP, 2017, p. 35-48.

MOREIRA, A. F. B.; CANDAU, V. M. Educação escolar e cultura(s): construindo caminhos. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 23, p. 156-168, ago. 2003.

MOURA, F. P. Escola sem Partido: Origens e Ideologias. 2019. Disponível em: https://cienciahoje.org.br/artigo/escola-sem-partido-origens-e-ideologias/. Acesso em: 14 set. 2021.

SANTOS, E. M. N.; LIMA, F. W. C.; VALE, C. Decálogo da escola como espaço de proteção social: consolidando a função social da escola como espaço democratizante. EccoS - Rev. Cient., São Paulo, n. 54, p.1-17, jul./set. 2020.

SCHMIDT, J. P. Juventude e Política nos anos 1990: Um estudo de socialização política no Brasil. 2000. 392 f. Tese (Doutorado em Ciência Política) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2000.

SILVEIRA, A. F.; AMORIM, M. S. S. Socialização política e capital social: uma análise de participação da juventude no contexto escolar e político. Revista Educação Unisinos, v.9, n. 2, p. 155–163, mai/abr 2005.

TODOS PELA EDUCAÇÃO. Anuário Brasileiro da Educação Básica 2019. São Paulo: Moderna, 2019. Disponível em: <https://www.todospelaeducacao.org.br/_uploads/_posts/302.pdf>. Acesso em 05 abr. 2021.

WINCKLER, S. Igualdade e Cidadania em Hannah Arendt. Revista Direito em Debate, v. 12, n. 22, p. 7/22, jul. a dez., 2004.

Downloads

Publicado

2024-03-23

Como Citar

PETERMANN, A. B.; SOUZA, T. Z. de. A FORMAÇÃO POLÍTICA DE JOVENS NO AMBIENTE ESCOLAR MINEIRO. Revista de Educação Pública, [S. l.], v. 33, n. jan/dez, p. 27–51, 2024. DOI: 10.29286/rep.v33ijan/dez.13687. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/educacaopublica/article/view/13687. Acesso em: 23 jun. 2024.