As relações entre a construção da abstração reflexionante e o conhecimento social: um estudo psicogenético

Autores

  • Amanda de Mattos PEREIRA MANO UNESP. Rede Estadual de Ensino do Estado de São Paulo.
  • Eliane Giachetto SARAVALI Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" UNESP.

DOI:

10.29286/rep.v23i54.1327

Palavras-chave:

Abstração reflexionante. Conhecimento social. Teoria piagetiana.

Resumo

O objetivo desse artigo foi investigar a construção da abstração reflexionante e relacioná-la à construção do conhecimento social. Para tanto, foram aplicados, a 60 estudantes, entre dez e 16 anos, dois instrumentos metodológicos: a) prova da construção das superfícies e perímetros dos retângulos, b) entrevista clínica sobre a origem da Terra e da vida. Os principais resultados apontam que os participantes se apresentaram em níveis mais elementares na construção da abstração reflexionante e na construção do conhecimento social, apesar da idade e escolarização avançadas. A análise estatística evidenciou uma relação altamente significativa entre a construção da abstração e do conhecimento social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Amanda de Mattos PEREIRA MANO, UNESP. Rede Estadual de Ensino do Estado de São Paulo.

Mestre e Doutoranda em Educação pela UNESP. Docente de ciências e biologia da rede estadual de São Paulo.

Eliane Giachetto SARAVALI, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" UNESP.

Doutora em Educação pela UNICAMP, Docente do Departamento de Psicologia da Educação da UNESP.

Referências

ARAÚJO, R. M. B. O desenvolvimento do pensamento econômico em crianças: avaliação e intervenção em classes de 3ª e 4ª série do Ensino Fundamental. 2007. 180 f. Tese (Doutorado em Educação)- Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2007.

BARROSO, L. M. S. As ideias das crianças e adolescentes sobre seus direitos: um estudo evolutivo à luz da teoria piagetiana. 2000. 327f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2000.

BURNHAM, K. P.; ANDERSON, D. R. Model selection and inference: a practical information-theoretic approach. New York: Springer, 1998.

CANTELLI, V. C. B. Um estudo psicogenético sobre as representações de escola em crianças e adolescentes. 2000. 243 f. Dissertação (Mestrado em Educação)- Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2000.

DELVAL, J. Aspectos de construcción del conocimiento sobre la sociedad. Educar, Curitiba, n. 30, p. 45-64, 2007. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/er/n30/a04n30.pdf> . Acesso em: 21 mar. 2012.

______. Introdução à prática do método clínico: descobrindo o pensamento das crianças. Tradução Fátima Murad. Porto Alegre: Artmed, 2002.

______. La representacion infantil del mundo social. In: TURIEL, E.; ENESCO, I.;LINAZA, J. (Org.). El mundo social en la mente del niño. Madrid: Alianza, 1989.

______.; PADILLA, M. L. El desarrollo del conocimiento sobre la sociedad. In: LÓPEZ, F. et al. (Org.). Desarrolo afetivo y social. Madrid: Pirâmide, 1999.

______.; VILA, I. M. Los niños y Dios: ideas infantiles sobre la divinidad, los orígenes y la muerte. México: Siglo xxi, 2008.

DENEGRI, M.; DELVAL, J. Concepciones evolutivas acerca de la fabricación del dinero. I. Los niveles de comprensión. Investigación en la escuela, Sevilla, n. 48, p. 39-54, 2002.

FAGUNDES, A. J. F. M. Descrição, definição e registro de comportamento. São Paulo: Edicon, 1981.

MONTANGERO, J.; MAURICE-NAVILLE, D. Piaget ou a inteligência em evolução. Tradução Tânia Marques e Fernando Becker. Porto Alegre: Artmed, 1998.

MONTEIRO, T. A.; SARAVALI, E. G. A percepção de crianças e adolescentes sobre cenas de violência urbana. Educação e Cultura Contemporânea, Rio de Janeiro, v. 10, n. 20, p. 119-140, 2013.

NOGUEIRA, C.; PAVANELLO, R. M. A abstração reflexionante e a produção do conhecimento matemático. Bolema, Rio Claro, n. 30, p. 111-130, 2008.

OTHMAN, Z. A. S. Compreensão da noção de lucro em crianças e adolescentes vendedores e não vendedores de rua de Curitiba. 2006. 213 f. Dissertação (Mestrado em Educação)- Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2006.

PIAGET, J. O raciocínio na criança. Tradução de Valerie Rumjanek Chaves. Rio de Janeiro: Distribuidora Record, 1967.

______. A representação do mundo na criança. Tradução Rubens Fiúza. Rio de Janeiro: Record, 1979.

______. Abstração reflexionante: relações lógico-aritméticas e ordem das relações espaciais. Tradução Fernando Becker e Petronilha Beatriz Gonçalves da Silva. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.

RICARDI, M. F.; ZAIA, L. L.; FERMIANO, M. A. B. M. Das relações entre superfícies e perímetros. [200-]. Inédito.

SARAVALI, E. G. et al. Desenhos sobre aprendizagem e não aprendizagem: a construção do conhecimento social sob o enfoque piagetiano. ETD – Educação temática digital, Campinas, v. 14, n. 2, p. 140-163, jul./dez. 2012.

TREVISOL, M. T. C. A construção do conhecimento social um estudo dos modelos organizadores do pensamento em sujeitos entre 8 e 14 anos. 2002. 242 f. Tese (Doutorado em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano)- Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2002.

Downloads

Publicado

2014-07-16

Como Citar

PEREIRA MANO, A. de M.; SARAVALI, E. G. As relações entre a construção da abstração reflexionante e o conhecimento social: um estudo psicogenético. Revista de Educação Pública, [S. l.], v. 23, n. 54, p. 759-779, 2014. DOI: 10.29286/rep.v23i54.1327. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/educacaopublica/article/view/1327. Acesso em: 28 fev. 2021.