Aspectos historiográficos da educação na cidade de Porto Velho-RO (1910-1930)

Autores

  • Marijane Silveira da SILVA Universidade Federal de Rondônia

DOI:

10.29286/rep.v29ijan/dez.10131

Palavras-chave:

Educação, História da Educação, Cidade, Porto Velho, Rondônia

Resumo

Este artigo busca compreender aspectos historiográficos da educação durante o processo de constituição da cidade de Porto Velho, no período de 1910 a 1930. Para tanto, recorreu-se ao arcabouço documental composto por periódicos disponibilizados pela Hemeroteca da Biblioteca Nacional, escritos de memorialistas e relatórios de intendentes que foram analisados à luz da História Cultural. No tocante à instrução primária, os resultados apontam aspectos das primeiras escolas criadas na cidade, as modalidades existentes e os debates em torno do grupo escolar instalado na cidade em meados de 1920, que gerou lutas de representações no interior dos vários segmentos.

Biografia do Autor

Marijane Silveira da SILVA, Universidade Federal de Rondônia

Doutora em Educação pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). Professora adjunta da Universidade Federal de Rondônia (UNIR). Pesquisa: História da Educação, com ênfase em Ensino Primário, Infância, Escolarização da infância, Imprensa e Impressos, Memória da Escola. É coordenadora do GEPHERO - Grupo de Estudos e Pesquisa em História da Educação de Rondônia (UNIR). Endereço Institucional: BR 364, Km 9,5 - CEP: 76801-059, Porto Velho/RO. Telefone: Fone: (69) 2182-2100. E-mail: mari.jane@unir.br. 

Referências

ALTO MADEIRA. Jornal Independente. Porto Velho: Alto Madeira, 1917-1930. Edições consultadas no período de 1917 a 1930, no Acervo do Museu da Memória de Rondônia e da Biblioteca Nacional Digital. Disponível em: <http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=060160&Pasta=&Pesq=alto%20madeira>. Acesso em: 18 abr. 2020.

AMAZONAS. Lei n.º 757, de 2 de outubro de 1914. Dispõe sobre a criação do Município de Porto Velho. Disponível em: <https://www.portovelho.ro.gov.br/artigo/3579/os-documentos-legais>. Acesso em: 18 abr. 2020.

ANDRADE, Mário de. O turista aprendiz. Brasília: Iphan, 2015. Disponível em: <http://portal.iphan.gov.br/uploads/publicacao/O_turista_aprendiz.pdf>. Acesso em: 18 abr. 2020.

BARROS, José D’Assunção. O Campo da História: Especialidades e Abordagens. Petrópolis: Vozes, 2004.

CANTANHEDE, Antônio. Achegas para a História de Porto Velho. Manaus: Secção de Artes Gráf. da Escola Técnica de Manaus, 1950.

CATÁLOGO da exposição Ferrovia Madeira-Mamoré: Trilhos e Sonhos – Fotografias. A Coleção Dana Merrill: Momentos decisivos para sua recuperação, de Silvia Maria do Espírito Santo. São Paulo: BNDES; Museu Paulista da USP, 2002. Cortesia de Carlos E. Campanhã.

CHARTIER, Roger. A História Cultural: entre práticas e representações. Lisboa: Difel, 1990.

CRUZ, Oswaldo Gonçalves. Considerações geraes sobre as condições sanitarias do Rio Madeira. Rio de Janeiro: Papelaria Americana, 1910. Acervo Casa de Oswaldo Cruz: obras raras.

FONSECA, Dante Ribeiro da. Porto Velho: uma experiência singular no contexto da urbanização da Amazônia. In: COSTA SILVA, Ricardo Gilson da (Org.). Porto Velho, urbanização e desafios para uma cidade centenária. Porto Velho: Temática; Edufro, 2016. cap. 1, p. 12-45.

HARDMAN, Francisco Foot. Trem fantasma: a ferrovia Madeira–Mamoré e a modernidade na selva. 2. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

LIMA, Abnael Machado de. Porto Velho: de Guapindaia a Roberto Sobrinho (1914-2009). Porto Velho: Gráfica Primmor Formulário, 2012.

LIMA, Nísia Trindade. Um Sertão Chamado Brasil: Intelectuais e Representação Geográfica da Identidade Nacional. Rio de Janeiro: Revan; IUPERJ-UCAM, 1999.

MACIEL, Laura Antunes. A nação por um fio: caminhos, práticas e imagens da Comissão Rondon. São Paulo: EDUC, 1998.

MENEZES, Esron Penha. Retalhos para a História de Rondônia. Manaus: Imprensa Oficial do Estado do Amazonas, 1980.

MENSAGEM lida perante o Congresso do Amazonas na abertura da segunda sessão ordinária da sétima legislatura pelo Exmo. Snr. Cel. Antonio Clemente Ribeiro Bittecourt, Governador do Estado em 10 de julho de 1911. Manaos: [s.n.], 1911. Disponível em: <http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=720879x&PagFis=4225&Pesq=porto%20velho>. Acesso em: 18 abr. 2020.

MENSAGEM à Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas em sua reunião extraordinária de 15 de Dezembro de 1925, pelo Interventor Federal, Alfredo Sá. Manaos: Imprensa Publica, 1925. Disponível em: <http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=720879x&PagFis=4365&Pesq=porto%20velho>. Acesso em: 18 abr. 2020.

ROQUETTE-PINTO, Edgar. Rondonia. 3. ed. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1935.

VITAL, André Vasques. Comissão Rondon, política e saúde na Amazônia: a trajetória de Joaquim Augusto Tanajura no Alto Madeira (1909-1919). 2011. 158 f. Dissertação (Mestrado em História das Ciências e da Saúde) – Fundação Oswaldo Cruz, Casa de Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2011.

Downloads

Publicado

2020-05-18

Como Citar

da SILVA, M. S. (2020). Aspectos historiográficos da educação na cidade de Porto Velho-RO (1910-1930). Revista De Educação Pública, 29(jan/dez). https://doi.org/10.29286/rep.v29ijan/dez.10131