ESCOLA E CULTURA: O PAPEL DA EDUCAÇÃO FÍSICA NA VALORIZAÇÃO DOS SABERES CULTURAIS LÚDICOS POR MEIO DOS JOGOS TRADICIONAIS

Autores

Palavras-chave:

Cultura, Educação Física, Jogos tradicionais

Resumo

Esse texto discute a respeito da escola como espaço destinado às manifestações culturais, discorrendo sobre o conceito antropológico de cultura, folclore e cultura popular. Ademais, analisa as contribuições da disciplina de Educação Física na tematização, na problematização e no resgate dos jogos tradicionais para a valorização da cultura lúdica. Nesse contexto, defendemos que o trabalho do professor de Educação Física na escola seja de um agente cultural, sendo sua atuação fundamental para resgatar a vivência das brincadeiras lúdicas tradicionais. Destarte, avaliamos que o jogo tradicional colabora para o desenvolvimento motor, social e psicológico do educando, isto é, um desenvolvimento integral do aprendiz e também coopera para o reconhecimento e a contemplação do patrimônio cultural popular.

Biografia do Autor

Marcos Vinícius Guimarães de Paula, Secretaria Municipal de Educação de Anápolis

Doutorando em Educação - Universidade de Brasília

Mestre em Educação, Linguagem e Tecnologias - Universidade Estadual de Goiás

Especialista em Mídias na Educação - Universidade Federal de Goiás

Graduado em Educação Física - ESEFFEGO/UEG

Referências

ARANHA, Maria Lúcia de Arruda. Filosofia da educação. São Paulo: Moderna, 1989.

ARANHA, Maria Lúcia de Arruda; MARTINS, Maria Helena Pires. Filosofando: introdução à filosofia. São Paulo: Moderna, 1986.

BERNARDES, Elizabeth Lannes. Jogos e brincadeiras: ontem e hoje. Cadernos de história da educação, v. 4, n. 4, p. 45-54, jan./dez., 2005.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. O que é folclore. 4. ed. São Paulo: Brasiliense, 1984.

BRASIL. Parâmetros Curriculares Nacionais: educação física: ensino de quinta a oitava séries. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília, DF: MEC / SEF, 1998.

CATENACCI, Vivian. Cultura popular: entre a tradição e a transformação. São Paulo em perspectiva, v. 5, n. 2, p. 28-35, abr./jun., 2001.

CHATEAU, Jean. O jogo e a criança. São Paulo: Summus, 1987.

CHAUÍ, Marilena. Cultura e democracia. Revista latinoamericana de Ciencias Sociales, ano 1, n. 1, p. 53-76, jun., 2008.

CONCEIÇÃO, Angélica; NOGUEIRA, Sandra. Brincadeiras e jogos tradicionais de outros tempos. Revista de humanidades, v. 5, n. 11, p. 129-162, jul./set., 2004.

COSTA, Maria da Conceição dos Santos; TERRA, Dinah Vasconcellos. Manifestações da cultura amapaense nas aulas de Educação Física na rede estadual de ensino do Amapá/AP. Revista Digital EFdeportes. Buenos Aires, ano 12, n. 115, p. 01-01, dez., 2007. Disponível em: https://www.efdeportes.com/efd115/cultura-amapaense-nas-aulas-de-educacao-fisica.htm. Acesso em: 20 de junho de 2019.

CROZARA, Margareth Guitarrara Nirschl; AMARAL, Gislene Alves do. Aprendendo e brincando com as “brincadeiras de rua”. Revista Especial de Educação Física, v. 2, n. 2, p. 89-99, dez, 2005.

DAOLIO, Jocimar. Educação física escolar: em busca da pluralidade. Revista paulista de educação física, supl. 2, p. 40-42, 1996.

DAOLIO, Jocimar. Educação física e o conceito de cultura. 2. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2007.

FARIA JUNIOR, Alfredo de. A reinserção de jogos populares nos programas escolares. Motrivivência, v. 8, n. 9, p. 44-65, dez., 1996.

FREIRE, Ana Maria Araújo; OLIVEIRA, Walter Ferreira de. Pedagogia da solidariedade. 2. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2016.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 56. ed. Rio de Janeio: Paz e Terra, 2018.

FRIEDMANN, Adriana. Brincar: crescer e aprender: o resgate do jogo infantil. São Paulo: Moderna, 1996.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Editora Guanabara Koogan, 1989.

KISHIMOTO, Tizuko Morchida. Jogos infantis: O jogo, a criança e a educação. 13. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2006.

LARAIA, Roque de Barros. Cultura: um conceito antropológico. 14. ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

MELLO, Luiz Gonzaga de. Antropologia cultural: iniciação, teoria e temas. Petrópolis, RJ: Vozes, 1982.

NEIRA, Marcos Garcia. O currículo cultural da educação física: pressupostos, princípios e orientações didáticas. Revista e-Curriculum, v. 16, n. 1, p. 04-28, jan./mar., 2018.

NOGUEIRA, Quéfren Weld Cardozo. Educação física, jogo e cultura. Cadernos de educação, v. 02, n.29, p. 119-134, jul./ dez., 2007.

SOARES, Carmen Lúcia e colaboradores. Metodologia do ensino de educação física. São Paulo: Cortez, 1992.

SOLER, Reinaldo. Jogos cooperativos para educação infantil. 2. ed. Rio de Janeiro: Sprint, 2006.

Downloads

Publicado

2020-04-03

Como Citar

Paula, M. V. G. de. (2020). ESCOLA E CULTURA: O PAPEL DA EDUCAÇÃO FÍSICA NA VALORIZAÇÃO DOS SABERES CULTURAIS LÚDICOS POR MEIO DOS JOGOS TRADICIONAIS. Corpoconsciência, 24(1), 205-216. Recuperado de https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/corpoconsciencia/article/view/8684

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)