SLACKLINE: DESAFIOS E POSSIBILIDADES NO AMBIENTE ESCOLAR

Autores

  • Diogo Geraldo da Silva Guedes Universidade Estadual de Goiás
  • Gabriel Carvalho Bungenstab Universidade Estadual de Goiás

Palavras-chave:

Educação Física, Slackline, Práticas Corporais, Escola

Resumo

O objetivo deste artigo é mapear e analisar como o slackline (enquanto uma prática corporal) se insere no campo da Educação Física escolar, mais especificamente no que tange a produção científica da área. A partir da classificação qualis/ CAPES pesquisou-se o termo “slackline” em seis revistas eletrônicas do campo da Educação Física. Por fim, concluímos que as publicações tratam o conteúdo do slackline na sua relação com a saúde, o lazer e escola. Constatou-se, também, que as produções específicas ao ambiente escolar estão aumentando qualitativamente, fato que incita novas possibilidades para a prática pedagógica do professor de Educação Física, mas que também aponta novos problemas a resolver.

Biografia do Autor

Diogo Geraldo da Silva Guedes, Universidade Estadual de Goiás

Licenciado em Educação Física pela Universidade Estadual de Goiás (UEG)

Gabriel Carvalho Bungenstab, Universidade Estadual de Goiás

Doutor em Sociologia pelo Programa de Pós-graduação em Sociologia (PPGS) da Faculdade de Ciências Sociais (FCS) da Universidade Federal de Goiás (UFG). Professor Efetivo do curso de Educação Física da Universidade Estadual de Goiás (UEG).

Referências

ALMEIDA, Adriana Mesquita de; GÁSPARI, Arthur Fernandes. Esportes radicais, de aventura e de ação: o conteúdo dos ensinos formal e não formal e os desafios de formação e prática do profissional de educação física. Conexões, v. 12, n. 3, p. 159-168, jul./ set., 2014.

BARTHOLDO, Thiago Lisboa; ANDRADE, Marcos Vinicius Pimentel. Esportes radicais: praticando o slackline. Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rio de Janeiro, RJ. (2011). Disponível em: <http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=24047>. Acesso em 15 de out., 2017.

BUNGENSTAB, Gabriel Carvalho e colaboradores. Educação física no ensino médio: possibilidades de ensino das práticas corporais (de aventura). Corpoconsciência, v. 21, n. 3 p. 29-40, set./ dez., 2017.

BUNGENSTAB, Gabriel Carvalho; ALMEIDA, Felipe Quintão de. Práticas corporais nas escolas de ensino médio situadas em Vitória/ Espírito Santo. Pensar a prática, v. 19, n. 1, p. 156-168, jan./ mar., 2016.

BUNGENSTAB, Gabriel Carvalho. A presença de Anthony Giddens na produção científica da educação física brasileira: entre a reflexão e o deslize. Movimento, v. 24, n. 3, p. 777-788, jul./ set., 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, DF: MEC, 2017.

CASTELLANI FILHO, Lino. A educação física no sistema educacional brasileiro: percurso, paradoxos e perspectivas. 185f. 1999. Tese (Doutorado em Educação). Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 1999.

GALVÃO, Maria Cristiane Barbosa. O levantamento bibliográfico e a pesquisa científica. In: FRANCO, Laércio Joel, PASSOS Afonso Dinis Costa. (Orgs.). Fundamentos de epidemiologia. São Paulo: Manole, 2010.

INÁCIO, Humberto Luis de Deus e colaboradores. Práticas corporais de aventura [na natureza] educação física escolar: uma experiência em escolas da rede municipal de Goiânia. XIX Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte, VI Congresso Internacional de Ciências do Esporte, Vitória, ES, 2015.

INÁCIO, Humberto Luís de Deus e colaboradores. Práticas corporais de aventura na escola: possibilidades e desafios: reflexões para além da Base Nacional Comum Curricular. Motrivivência, v. 28, n. 48, p. 168-187, set., 2016.

LOUREIRO, Walk e colaboradores. Radicalizando e aventurando com a educação infantil - Corpoconsciência, v. 22, n. 1, p. 53-65, jan. /abr., 2018.

MARTINS, Jacqueline Cristina Jesus; NEIRA, Marcos Garcia. Slackline no CIEJA: não é para melhorar o equilíbrio, é porque é.... Conexões, v. 16, n. 3, p. 382-394, set., 2018.

MENDES, Alessandra Melato; GOMES, Daiane Alves; BELLO, Marcel. Slackline: Análise biomecânica das posições estáticas na modalidade trickline: drop knee/foot plant/buddha. Corpoconsciência, v. 18, n. 1, p. 7-22, jan./ jun., 2014.

NEIRA, Marcos Garcia. Educação física cultural. São Paulo: Blucher, 2016.

PEREIRA, Dimitri Wuo. Slackline: vivências acadêmicas na educação física. Motrivivência, ano XXV, n. 41, p. 223-233, dez., 2013.

PEREIRA, Dimitri Wuo; TAVARES, Juliana Teles; SUZUKI, Frank Shiguemitsu. Slackline: saúde, aventura e emoção para os idosos. Pensar a prática, v. 19, n. 2, p. 328-338, abr./ jun.,. 2016.

PIMENTEL, Giuliano Gomes de Assis. Esportes na natureza e atividades de aventura: uma terminologia aporética. Revista brasileira de ciências do esporte, v. 35, n. 3, p. 687-700, jul./ set., 2013.

PORTELA, Tiago Reis. O efeito de um treino em superfícies instáveis. 88f. 2010. Dissetação (Mestrado em Ciências Médicas e da Saúde) Universidade do Porto, Porto, Portugal, 2010.

SANTOS, Priscila Mari dos; MARINHO, Alcyane. Slackline e educação física: experiências do projeto de extensão “lazer e recreação”. Licere, v. 17, n. 4, p. 306-328, dez., 2014.

TAHARA, Alexamder Klein. DARIDO, Suraya Cristina. Diagnóstico entre a relação das práticas corporais de aventura e a educação física escolar. Corpoconsciência, v. 1, n. 1, p. 1-10, jan./ abr., 2015.

TAHARA, Alexander Klein. DARIDO, Suraya Cristina. Proposta de unidade didática acerca das práticas corporais de aventura, trilhas interpretativas, educação física escolar e tecnologias de informação e comunicação (TIC). Corpoconsciência, v. 19, n. 2, p. 55-68, jul./ dez., 2014.

TAHARA, Alexander Klein; DARIDO, Suraya Cristina. Práticas corporais de aventura em aulas de educação física na escola. Conexões, v. 14, n. 2, p. 113-136, abr./ jun., 2016.

XAVIER, Gabriele Carapeto. Slackline em Porto Alegre: configurações da prática. 63f. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Licenciatura em Educação Física). Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, 2012.

Downloads

Publicado

2019-04-03

Como Citar

Guedes, D. G. da S., & Bungenstab, G. C. (2019). SLACKLINE: DESAFIOS E POSSIBILIDADES NO AMBIENTE ESCOLAR. Corpoconsciência, 23(1), 48-57. Recuperado de https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/corpoconsciencia/article/view/7663

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)