O eu e o outro

movimentos de compreensão da formação da pesquisadora na pandemia Covid-19

Autores

Resumo

A vida social do homem foi modificada recentemente em função da presença do coronavírus no mundo. Esse vírus desencadeou a pandemia da Covid-19 e levou a população mundial a isolar-se e vivenciar a quarentena domiciliar para conter a contaminação e o número de mortes. Esse isolamento, todavia, desencadeou diferentes problemas sociais, desde a violência doméstica até o não acesso ao ensino remoto emergencial. Esses fatos são o ponto de partida para se lançar um olhar reflexivo para o processo de formação da pesquisadora durante a pandemia, tomando as relações interativas vividas e constituídas em sua casa mediada pelos recursos tecnológicos.

Biografia do Autor

LEZINETE REGINA LEMES, UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDONÓPOLIS e UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO

Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Linguística (PPGL) da Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT. Mestre em Estudos de Linguagem pela Universidade Federal de Mato Grosso (2009),Licenciada em Letras pela Universidade Federal de Mato Grosso (2002). É professora Adjunta do Curso de Letras – Língua Portuguesa da Universidade Federal de Rondonópolis (UFR).

ELIZANGELA PATRÍCIA MOREIRA DA COSTA, Universidade do Estado de Mato Grosso

Doutora em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem pela PUC-SP (2016) (CNPq), com estágio-sanduíche na Universidade do Porto - Portugal (CAPES), Mestre em Estudos de Linguagem pela UFMT (2011), Licenciada em Letras pela UFMT (1995). É Professora Adjunta do Departamento de Letras e do Programa de Pós-Graduação em Linguística (PPGL) da Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT. Atua nas áreas da Linguística Aplicada e Língua Portuguesa, principalmente, nos temas: Linguagem e discurso, Ensino-aprendizagem de leitura, letramento, verbo-visualidade e livros didáticos de Língua Portuguesa.

Downloads

Publicado

2021-05-26

Edição

Seção

Dossiê Temático