Interseccionalizando em educação: lutas sociais e direito à diferença

Autores

Resumo

Este texto parte da memória de duas organizadoras deste dossiê para pensar como abordagens interseccionais têm marcado os ativismos LGBTI, especialmente de travestis, mulheres e homens trans, e pessoas transmasculinas. A partir dessa reflexão propomos demonstrar que a academia tem aprendido com esses movimentos estratégias de desestratificação dos saberes, algo possível notar nas práticas de pesquisa e produções de saberes dos textos que compõe o presente dossiê. Neste se analisa os campos da formação inicial e continuada de trabalhadores e trabalhadores e nos diversos espaços educacionais.

Biografia do Autor

Catarina Dallapicula, UEMG/Professora

Mestra em Educação. Professora da Faculdade de Educação da Universidade do Estado de Minas Gerais. catarina.dalllapicula@uemg.br . ID Orcid: https://orcid.org/0000-0002-0595-3236

Marco Antonio Torres, UFOP/Professor

Doutor em Psicologia (UFMG). Professor Associado (Universidade Federal de Ouro Preto/UFOP) Email: torresgerais@gmail.com. ID Orcid: https://orcid.org/0000-0001-9203-9989

Megg Rayara Gomes de Oliveira, UFPR/Professora

Doutora em Educação. Professora adjunta e professora credenciada no Programa de Pós-Graduação em Educação na Universidade Federal do Paraná – Linha Diversidade, Diferença e Desigualdade Social em Educação. Email: meggrayaragomes@gmail.com. ID Orcid: https://orcid.org/0000-0002-7120-3820

Pablo Cardozo Rocon, UFMT/Professor

Doutor em Educação. Professor adjunto do Instituto de Saúde Coletiva e do Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva da Universidade Federal de Mato Grosso. institucional. Email: pablocardoz@gmail.com. ID Orcid: https://orcid.org/0000-0003-2696-5786

Downloads

Publicado

2021-10-25

Edição

Seção

Dossiê "Interseccionalizando em educação: lutas sociais e direito à diferença"