Quem enxerga a criança trans? Memórias de um menino transgressor

Autores

  • Thomas Victor Barreto Cardoso UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS

Resumo

Um resgate de memórias de um menino transgênero, que sobreviveu as pedagogias corretivas de gênero impostas pela heterocisnormatividade. Seguindo a provocação de Preciado (2013) e Sedgwick (1991) em olhar nossas infâncias, e como este processo pode ter sido violento, doloroso e silenciado. Corpos ditos transgressores de gênero e sexualidade, marginalizados e silenciados em espaços públicos e privados, impossibilitando a criança o amadurecimento e vivência de sua identidade e subjetividade. Essa análise se faz dentro de uma perspectiva fenomenológica pós-estruturalista. Um resgate do passado para que se possa entender e curar o presente, para finalmente, libertar a criança que foi mantida presa por muitos anos e lutar para que outras crianças possam sobreviver e viver sua identidade livremente.

Biografia do Autor

Thomas Victor Barreto Cardoso, UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO CARLOS

Licenciado em Ciências Biológicas e Mestrando Junto ao Programa de Pós-Graduação em Estudo da Condição Humana da Universidade Federal de São Carlos, campus Sorocaba. Pesquisador de gênero e diversidade sexual.

Referências

BENTO, B. Na escola se aprende que a diferença faz a diferença. Revista Estudos Feministas. Florianópolis, v. 19, n.2, p.549-559, Ago 2011. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104026X2011000200016&lng=en&nrm=iso>. Acessado em 02/04/2020.

BENTO, Berenice. A reinvenção do corpo: sexualidade e gênero na experiência transexual / Berenice Bento. 3ª ed. Salvador, BA. Editora devires,2017.

DINIS, N. F. Homofobia e educação: quando a omissão também é signo de violência. Educar em Revista, n. 39. jan/abr, Editora UFPR, Curitiba, 2011. Disponível em:<http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-40602011000100004&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 27/03/2020.

DINIS, N. F; PAMPLONA, R.S. A transexualidade em questão: problematizações nos contextos educacionais. Itinerarius Reflectionis: Revista eletrônica da Graduação/Pós-Graduação em educação, v13, n.2, 2017. Disponível em: https://doi.org/10.5216/rir.v13i2.48690 . Acesso em:30/03/2020

DINIS, N.F. Educação, relações de gênero e diversidade sexual. Inn: Educação & Sociedade. Campinas, SP. v.29, n.103, 2008. maio/ago (p.477-492). Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v29n103/09.pdf. Acesso em: 12/02/2020

GIROUX,Henry A. A Disneyzação da Cultura Infantil. In: SIVA, Tomaz Tadeu da; MOREIRA, Antônio Flávio (orgs.). Territórios contestados: o currículo e os novos mapas políticos e culturais. Petrópolis: Vozes, 1995 (p.49-81)

JESUS, J.G. Crianças Trans: Memórias e desafios teóricos. In: III Seminário Internacional Enlaçando Sexualidades. Salvador, Bahia, 2013. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/250305355_Criancas_Trans_Memorias_e_Desafios_Teoricos. Acesso em: 17/12/2019

KENNEDY, N. Crianças Transgênero: mais do que um desafio teórico. Revista Cronos, v. 11, n. 2, 28 nov. 2012. Disponível em: https://periodicos.ufrn.br/cronos/article/view/2151. Acesso em: 11/12/2019

KENNEDY, N., & HELLEN, M. Transgender children: more than a theoretical challenge. Graduate Journal of Social Science, volume 7, número 2, pp. 25-43, 2010. Disponível em: <http://gjss.org/index.php?/acymailing/archive/view/7fcc14d5515f6176639c408122cca9 68/10.html >. Acesso em: 30/03/2020.

LOURO, Guacira Lopes. Gênero, sexualidade e educação. Petrópolis: Vozes, 1997.

__________. O corpo educado: pedagogias da sexualidade. Tradução dos artigos: Tomaz Tadeu da Silva, 4ª ed., Belo Horizonte: Autêntica, 2019.

__________. Um corpo estranho: ensaios sobre sexualidade e teoria queer. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2018.

__________. Corpo, gênero e sexualidade: um debate contemporâneo. 9. ed. Petrópolis: Editora Vozes, 2013

PRECIADO, P. Quem defende a criança queer?. Tradução: Fernanda Nogueira.Liberation, 2013. Artigo publicado em: 14 jan. 2013.

SEDGWICK, E. How to Bring Your Kids up Gay. Duke University Press, Carolina do Norte. Social Text, No. 29 (1991), pp. 18-27.

THORNE, B. Gender play - Girls and boys in school. New Brunswick/New Jersey: Rutgers University Press,1993.

WEEKS, J. El malestar de la sexualidad: significados, mitos e sexualidades modernas. Madri: Talasa,1993.

Downloads

Publicado

2020-08-31

Edição

Seção

Dossiê Temático: Tornar-nos Criança: Auto-Etnografias, Cuidados e Reparações