RADICALIZANDO E AVENTURANDO COM A EDUCAÇÃO INFANTIL

Autores

  • Walk Loureiro Prefeitura Municipal de Cariacica
  • Lucas Borges Soeiro Universidade Federal do Espírito Santo
  • Ríquel Martins Miranda Universidade Federal do Espírito Santo
  • Danielle Queiroz Pereira Loureiro Prefeitura Municipal de Cariacica

Palavras-chave:

Educação Física, Educação Infantil, Formação profissional, Prática profissional.

Resumo

O objetivo é apresentar possibilidades de trabalho com práticas corporais de aventura/radicais da Educação Infantil para o professor de Educação Física. Utiliza como método de escrita o relato de experiências e se vale da autobiografia como método de rememoração. Justifica a opção por adotar o conceito de práticas corporais em vez de esporte. Aponta ser possível e até necessário que o professor de Educação Física trabalhe com práticas corporais de aventura/radicais da Educação Infantil. Entre as contribuições que esses conteúdos podem propiciar é possível citar o desenvolvimento físico, psicomotor, sensorial, cognitivo, afetivo e da autoestima dos alunos, além da ampliação das experiências e do acervo cultural desses sujeitos.

Biografia do Autor

Walk Loureiro, Prefeitura Municipal de Cariacica

Professor de Educação Física da Prefeitura Municipal de Cariacica

Doutorando do Programa de Ensino em Biociências e Saúde da FIOCRUZ, Rio de Janeiro

Lucas Borges Soeiro, Universidade Federal do Espírito Santo

Discente do Curso de Licenciatura em Educação Física - UFES

Ríquel Martins Miranda, Universidade Federal do Espírito Santo

Discente do Curso de Licenciatura em Educação Física - UFES

Danielle Queiroz Pereira Loureiro, Prefeitura Municipal de Cariacica

Professora Regente da Prefeitura Municipal de Cariacica

Referências

AGUIAR, Camila Silva de e colaboradores. Principais dificuldades dos professores de educação física nos primeiros anos de docência: elementos para (re) orientação das disciplinas de didática e prática de ensino do curso de licenciatura em educação física da UFU. Motrivivência, v. 17, n. 25, p. 37-55, dez., 2005.

ALVES, Flávio Soares; CARVALHO, Yara Maria de. A educação física no plano da experiência: implicações na pesquisa e na intervenção profissional e docente. Pensar a prática, v. 18, n. 1, p. 1-12, jan./ mar., 2015.

ARMBRUST, Igor; LAURO, Flávio Antônio Ascânio. O skate e suas possibilidades educacionais. Motriz, v. 16, n. 3, p. 799-807, jul./ set., 2010.

BAENA-EXTREMERA, Antonio; INACIO, Humberto Luís de Deus. España en la innovación sobre la enseñanza de las actividades corporales de aventura en educación física escolar. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DO ESPORTE, 18. CONGRESSO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS DO ESPORTE, 5. 2013, Porto Alegre. Anais eletrônicos… Disponível em: <http://congressos.cbce.org.br/index.php/conbrace2013/5conice/paper/view/4890/276>. Acesso em: 05 abr. 2016.

BRASIL. Lei n.º 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, 23 dez. 1996. Disponível em: <https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L9394.htm>. Acesso em: 21 set. 2017.

CABRERA FUENTES, Juan Carlos; HERNÁNDEZ REYES, Nancy Leticia; PONS BONALS, Leticia. La autobiografía como punto de partida para construir una historia colectiva. In: IGNACIO RIVAS, José. e colaboradores (Orgs.). Historias de vida em educación: sujeto, diálogo, experiencia. Barcelona: Universitat de Barcelona, 2012, p. 43-48.

CANTORANI, José Roberto Herrera; PILATTI, Luiz Alberto. O nicho 'Esportes de Aventura': um processo de civilização ou descivilização? EFDeportes.com (Revista Digital), Buenos Aires, ano 10, n. 87, ago. 2005. Disponível em: <http://www.efdeportes.com/efd87/aventur.htm>. Acesso em: 15 out. 2017.

CARVALHO, Silvana Denofre. Principais acidentes na infância. 1997. Disponível em: <http://www.hospvirt.org.br/enfermagem/port/acidente.htm>. Acesso em: 22 dez. 2017.

CONSELHO NACIONAL DO ESPORTE (Brasil). Resolução n.º 18, de 9 de abril de 2007. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, 11 out. 2007. Seção 1, p. 107.

CONTRERAS DOMINGO, José e colaboradores. Investigar la experiencia educativa. Madrid, España: Morata, 2010.

CORRÊA, Ivan Livindo de Senna; SANTOS, Deise Francelle dos; FLACH, Paloma Ziliotto Sant’Anna. Rapel e tirolesa no ensino médio: a aventura na escola. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DO ESPORTE, 17. CONGRESSO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS DO ESPORTE, 4. 2011, Porto Alegre. Anais eletrônicos… Disponível em: <http://congressos.cbce.org.br/index.php/conbrace2011/2011/paper/view/2750/1499>. Acesso em: 05 abr. 2017.

DAOLIO, Jocimar. Educação física e o conceito de cultura. 2. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2007.

DEBORTOLI, José Alfredo; LINHALES, Meily Assbú; VAGO, Tarcísio Mauro. Infância e conhecimento escolar: princípios para a construção de uma educação física “para” e “com” as crianças. Pensar a prática, v. 5, p. 92-105, 2002.

FRANCO, Laércio Claro Pereira. Atividades físicas de aventura na escola: uma proposta pedagógica nas três dimensões do conteúdo. 134f. 2008. Dissertação (Mestrado em Ciências da Motricidade) –Universidade Estadual Paulista, Rio Claro, SP, 2008.

FRANCO, Laércio Claro Pereira; CAVASINI, Rodrigo; DARIDO, Suraya Cristina. Práticas corporais de aventura. In: GONZÁLEZ, Fernando Jaime; DARIDO, Suraya Cristina; OLIVEIRA, Amauri Aparecido Bássoli de (Org.). Lutas, capoeira e práticas corporais de aventura. Maringá, PR: Eduem, 2014.

FREIRE, Paulo. A educação é um ato político. Cadernos de ciência, n. 24, p. 20-21, jul./ago./set. 1991.

GALLAHUE, David L.; OZMUN, John C. Compreendendo o desenvolvimento motor: bebês, crianças, adolescentes e adultos. 7. ed. São Paulo: Phorte, 2013.

GIL DOLZ, Marta Carranza. Como é meu corpo? In: LLEIXÀ ARRIBAS, Teresa e colaboradores. Educação infantil: desenvolvimento, currículo e organização escolar. 5. ed. Porto Alegre, RS: Artmed, 2004. p. 53-84.

GREGÓRIO, Leiriane Viveiros; WIGGERS, Ingrid Dittrich; ALMEIDA, Dulce Filgueira de. “Isso é aula de educação física?” Práticas corporais na escola. Pensar a prática, v. 17, n. 4, p. 1-13. out./dez., 2014.

LESSA, Mirna Maria Felix de Lima; LIMA, Patricia Ribeiro Feitosa. Dança na educação física: as dificuldades do ensino nas escolas públicas de Canindé-CE. Fiep Bulletin, v. 84, Edição Especial, 2014. Disponível em: <http://www.fiepbulletin.net/index.php/ fiepbulletin/article/view/4366/8541>. Acesso em: 11 jan. 2017.

LOUREIRO, Walk; CRUZ JUNIOR, Antônio Fernandes da; SILVA, Elizete Aparecida. Educação física e artes: trabalhando na educação infantil de maneira interdisciplinar. Cadernos de formação RBCE, Campinas, SP, v. 2, n. 1, p. 81-94, jan., 2011.

LOUREIRO, Walk. La educación en valores en las clases de Educación Física en el centro municipal de educación infantil “Odila Simões”, Vitória, Espírito Santo, Brasil. La Peonza, n. 9, p. 45-52, may., 2014.

MAGGIL, Richard A. Aprendizagem motora: conceitos e aplicações. 5. ed. 4. reimpr. São Paulo: Edgard Blücher, 2008.

MARTÍNEZ, Alejandra. Una reflexión autoetnográfica sobre la práctica de las artes marciales de contacto: ser una (uno) entre todos ellos. Astrolabio, n. 14, p. 290-312, 2015.

MOTA, Carlos Alberto Magalhães Gomes. Educação intercultural e cidadania: as dimensões da vida humana abrangidas pela educação. 2009. Disponível em: <http://www.carlosmota.info/docs/Educacao_Intercultural_e_Cidadania-_As%20dimensoes_da _vida_humana_abrangidas_pela_Educacao.doc>. Acesso em: 20 fev. 2017.

PEREIRA, Dimitri Wuo; TAVARES, Juliana Teles; SUZUKI, Frank Shiguemitsu. Slackline: saúde, aventura e emoção para os idosos. Pensar a prática, v. 19, n. 2, p. 328-338, abr./jun., 2016.

PIMENTA, Selma Garrido. Formação de professores: identidade e saberes da docência. In: PIMENTA, Selma Garrido (Org.). Saberes pedagógicos e atividade docente. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2002.

PIMENTEL, Giuliano Gomes de Assis. Esportes na natureza e atividades de aventura: uma terminologia aporética. Revista brasileira de ciências do esporte, v. 35, n. 3, p. 687-700, jul./set., 2013.

PITA CASTRO, Juan Carlos. Relatos autobiográficos, pruebas e identidades. In: LOPES, Amélia e colaboradores (Coord.). Histórias de vida em educação: a construção do conhecimento a partir de histórias de vida. Barcelona, España: Universitat de Barcelona, 2013.

PLANO NACIONAL DA PRIMEIRA INFÂNCIA. Mapeamento da ação finalística evitando acidentes na primeira infância. Fortaleza, CE: Rede Nacional Primeira Infância, 2014.

RAMOS, Dalton Luiz de Paula; LUCATO, Maria Carolina. O conceito de pessoa humana da bioética personalista (personalismo ontologicamente fundado). Revista pistis & praxis, v. 2, n. 1, p. 57-75, jan./jun., 2010.

SCHMIDT, Richard J.; WRISBERG, Craig A. Aprendizagem e performance motora: uma abordagem da aprendizagem baseada no problema. 2. ed. reimpr. Porto Alegre, RS: Artmed, 2006.

SILVA, Ana Márcia; DAMIANI, I. R. Práticas corporais: gênese de um movimento investigativo em educação física. Florianópolis, SC: Nauemblu Ciência & Arte, 2005.

SILVA, Maria Fatima Paiva; DAMAZIO, Márcia Silva. O ensino da educação física e o espaço físico em questão. Pensar a Prática, v. 11, n. 2, p. 197-207, mai./ ago., 2008.

SOARES, Magda. Metamemória - memórias: travessia de uma educadora. São Paulo: Cortez, 2001.

STIGGER, Marco Paulo. Educação física, esporte e diversidade. Campinas, SP: Autores Associados, 2005.

TATAGIBA, Maria Carmen; FILÁRTIGA, Virgínia. Vivendo e aprendendo com grupos: uma metodologia construtivista de dinâmica de grupo. 2. ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2002.

Downloads

Publicado

2018-04-25

Como Citar

Loureiro, W., Soeiro, L. B., Miranda, R. M., & Loureiro, D. Q. P. (2018). RADICALIZANDO E AVENTURANDO COM A EDUCAÇÃO INFANTIL. Corpoconsciência, 22(1), 53-65. Recuperado de https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/corpoconsciencia/article/view/5990