JORNALISMO ESPORTIVO E INFOTENIMENTO: A (POSSÍVEL) SOBREPOSIÇÃO DO ENTRETENIMENTO À INFORMAÇÃO NO CONTEÚDO JORNALÍSTICO DO ESPORTE

Autores

  • Silvan Menezes dos Santos Universidade Federal do Paraná
  • Cristiano Mezzaroba Universidade Federal de Santa Catarina
  • Doralice Lange de Souza Universidade Federal do Paraná

Palavras-chave:

Esporte, Mídia, Jornalismo Esportivo

Resumo

O jornalismo esportivo é uma das principais formas técnicas de mediação comunicativa da cultura esportiva na sociedade. Nesse sentido, o objetivo deste trabalho foi sistematizar características do jornalismo esportivo no contexto de consolidação do mesmo no formato de infotenimento. Para isto, desenvolvemos um estudo exploratório e descritivo em formato de ensaio. Caracterizamos quatro estratégias jornalísticas mobilizadas pela mídia para noticiar o esporte, são elas: o enquadramento midiático-esportivo; a dialética global-local; o agendamento midiático-esportivo; e a construção dos heróis esportivos. As notícias do jornalismo esportivo tendem a ser direcionadas ao interesse do público, basicamente ao entretenimento, configurando-se no formato predominante do jornalismo contemporâneo, o infotenimento, modelo que trata a informação como mercadoria. Consideramos que o jornalismo poderia ampliar o seu repertório de pautas na abordagem do fenômeno esportivo, tratando-o em sua inteireza, respeitando princípios éticos e morais da informação como um bem público.

Biografia do Autor

Silvan Menezes dos Santos, Universidade Federal do Paraná

Doutorando do Programa de Pós-graduação em Educação Física da Universidade Federal do Paraná.

Cristiano Mezzaroba, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutorando do Programa de Pós-graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Catarina. Docente do Departamento de Educação Física da Universidade Federal de Sergipe.

Doralice Lange de Souza, Universidade Federal do Paraná

Docente do Departamento de Educação Física e do Programa de Pós-graduação em Educação Física da Universidade Federal do Paraná.

Referências

ANTUNES, Scheila Espíndola e colaboradores. O Pan/Rio - 2007 na perspectiva da mídia impressa mineira. In: PIRES, Giovani De Lorenzi (Org.). “Observando” o Pan Rio/2007 na mídia. Florianópolis, SC: Tribo da Ilha, 2009.

BETTI, Mauro. Esporte na mídia ou esporte da mídia? Motrivivência, n. 17, p. 1-3, 2001.

BITENCOURT, Fernando Gonçalves e colaboradores. Ritual olímpico e os mitos da modernidade: implicações midiáticas na dialética universal-local. Pensar a Prática, v. 8, n. 1, p. 21-36, 2005.

BORELLI, Viviane; FAUSTO NETO, Antonio. Jornalismo esportivo como construção. Cadernos de comunicação, n. 7, p. 61–74, 2002.

BOURDIEU, Pierre. Como é possível ser esportivo? In: BOURDIEU, Pierre. Questões de sociologia. Rio de Janeiro: Marco Zero Limitada, p.136-153, 1983.

______. Sobre a televisão. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1997.

BRUGGEMANN, Angelo Luiz e colaboradores. Folha de São Paulo: um jornal a serviço (da Copa) do Brasil. In: PIRES, Giovani De Lorenzi (Org.). O Brasil na Copa, a Copa no Brasil: registros de agendamento para 2014 na cobertura da midiática da Copa da África do Sul. Florianópolis, SC: Tribo da Ilha, 2011, p. 67–115.

CAVALCANTI, Everton Albuquerque; CAPRARO, André Mendes. Ronaldo x Lula: uma análise do discurso na Folha de São Paulo. Movimento, v. 18, n. 4, p. 121–134, out. 2012.

COAKLEY, Jay. Age and ability: barriers to participation and inclusion? In: COAKLEY, Jay. Sports in society: issues and controversies. 11. ed. New York: Mc Graw Hill Education, 2009.

DEJAVITE, Fabia Angélica. Mais do que economia e negócios: o jornalismo de infotenimento no jornal Gazeta Mercantil. Revista Imes, p. 64–72, 2003.

FERMINO, Antonio Luis e colaboradores. Futebol brasileiro nos Jogos Olímpicos Londres/2012: enquadramentos da cobertura jornalística da televisão aberta. In: PIRES, Giovani De Lorenzi; LISBÔA, Mariana Mendonça (Orgs.). Quem será “mais Brasil” em Londres/2012?: enquadramentos no telejornalismo esportivo dos Jogos Olímpicos. Florianópolis, SC: Tribo da Ilha, 2015.

FERRARI, Rodrigo Duarte e colaboradores. Copa digital: blogs antecipam 2014. In: PIRES, Giovani De Lorenzi (Org.). O Brasil na Copa, a Copa no Brasil: registros de agendamento para 2014 na cobertura da midiática da Copa da África do Sul. Florianópolis, SC: Tribo da Ilha, 2011.

GIDDENS, Anthony. As consequências da modernidade. São Paulo: Unesp, 1991.

GOMES, Itania Maria Mota. O embaralhamento de fronteiras entre informação e entretenimento e a consideração do jornalismo como processo cultural e histórico. In: DUARTE, Elizabeth Bastos; CASTRO, Maria Lília Dias de (Orgs.). Em torno das mídias: práticas e ambiências. Porto Alegre, RS: Sulina, 2008.

GURGEL, Anderson. Desafios do jornalismo na era dos megaeventos esportivos. Motrivivência, ano XXI, n. 32/33, p. 193–210, 2009.

GUTMANN, Juliana Freire. Quadros narrativos pautados pela mídia: framing como segundo nível do agenda-setting? Contemporânea, v. 4, n. 1, p. 25–50, 2006.

HELAL, Ronaldo; CABO, Álvaro do; MARQUES, Ronaldo Galvão. Idolatria nos Jogos Pan-Americanos de 2007: uma análise do jornalismo esportivo. Contemporânea, v. 7, n. 3, 2009.

HILGEMBERG, Tatiane. Do coitadinho ao super-heroi: representação social dos atletas paraolímpicos na mídia brasileira e portuguesa. Ciberlegenda, n. 30, p. 48–58, 2014.

KELLNER, Douglas. A cultura da mídia e o triunfo do espetáculo. Líbero, v. 6, n. 11, p.4-15, 2004.

MARCHI JÚNIOR, Wanderley. “Sacando” o voleibol: do amadorismo à espetacularização da modalidade no Brasil (1970-2000). 2001. 267 f. Tese (Doutorado em Educação Física). Faculdade de Educação Física, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 2001.

MARIN, Elizara Carolina. Entretenimento: uma mercadoria com valor em alta. Movimento, v. 15, n. 2, p. 211–231, 2009.

MEZZAROBA, Cristiano e colaboradores. Entretenimento ou informação? Uma análise da cobertura jornalística do Pan-americano de Guadalajara/2011 na Rede Record. Revista da Alesde, v. 4, n. 1, p. 4-23, 2014.

MEZZAROBA, Cristiano; MESSA, Fabio de Carvalho; PIRES, Giovani De Lorenzi. Quadro teórico-conceitual de referência: megaeventos e o agendamento midiático-esportivo. In: PIRES, Giovani De Lorenzi. (Org.). O Brasil na Copa, a Copa no Brasil: registros de agendamento para 2014 na cobertura da midiática da Copa da África do Sul. Florianópolis, SC: Tribo da Ilha, 2011.

MEZZAROBA, Cristiano; PIRES, Giovani De Lorenzi. Os jogos Pan-Americanos Rio/2007 e o agendamento midiático-esportivo: um estudo de recepção com escolares. Revista brasileira de ciências do esporte, v. 33, n. 2, p. 337–355, 2011.

MIRANDA, Lyana Thédiga de e colaboradores. A copa do mundo de futebol da/na Globo: agendando 2014 no jornal nacional. In: PIRES, Giovani De Lorenzi (Org.). O Brasil na Copa, a Copa no Brasil: registros de agendamento para 2014 na cobertura da midiática da Copa da África do Sul. Florianópolis, SC: Tribo da Ilha, 2011.

NOVAIS, Rui Alexandre; FIGUEIREDO, Tatiane Hilgemberg. A visão bipolar do pódio: olímpicos versus paraolímpicos na mídia on-line do Brasil e de Portugal. Logos 33, v. 17, n. 2, p. 78–89, 2010.

OSELAME, Mariana Corsetti; COSTA, Cristiane Finger. Fim da notícia: o “engraçadismo” no campo do jornalismo esportivo de televisão. Intercom. Anais... 2013. Disponível em: <http://www.intercom.org.br/papers/regionais/centrooeste2010/resumos/R21-0142-1.pdf>. Acesso em: 07/06/2017.

PADEIRO, Carlos Henrique de Souza. O predomínio do entretenimento no jornalismo esportivo para promoção de grandes eventos: o Globo Esporte/SP e o Caderno de Esportes. Leituras do jornalismo, v. 2, n. 4, p. 166–180, 2015.

PATIAS, Jaime Carlos. O espetáculo no telejornal sensacionalista. In: COELHO, Cláudio Novaes Pinto; CASTRO, Valdir José (Orgs.). Comunicação e sociedade do espetáculo. São Paulo: Paulus, 2006.

PIRES, Giovani De Lorenzi. A educação física e o discurso midiático: abordagem crítico-emancipatória. Ijuí, RS: Unijuí, 2002.

______. Introdução. In: PIRES, Giovani De Lorenzi. (Org.). “Observando” o Pan Rio/2007 na mídia. Florianópolis, SC: Tribo da Ilha, 2009.

______. O Brasil na Copa, a Copa no Brasil: registros de agendamento para 2014 na cobertura da midiática da Copa da África do Sul. Florianópolis, SC: Tribo da Ilha, 2011.

PIRES, Giovani De Lorenzi; LISBÔA, Mariana Mendonça. Quem será “mais Brasil” em Londres/2012?: enquadramentos no telejornalismo esportivo dos Jogos Olímpicos. Florianópolis, SC: Tribo da Ilha, 2015.

POFFO, Bianca Natalia e colaboradores. “ DAY AFTER”: o adeus aos Jogos Olímpicos de Londres/ 2012 e as boas vindas ao Rio/2016. In: PIRES, Giovani De Lorenzi; LISBÔA, Mariana Mendonça (Orgs.). Quem será “mais Brasil” em Londres/2012? : enquadramentos no telejornalismo esportivo dos Jogos Olímpicos. Florianópolis, SC: Tribo da Ilha, 2015.

RIBEIRO, Sergio Dorenski Dantas e colaboradores. Os atletas sergipanos em debate: análise da cobertura jornalística do PAN RIO-2007. In: PIRES, Giovani De Lorenzi (Org.). “Observando” o Pan Rio/2007 na mídia. Florianópolis, SC: Tribo da Ilha, 2009.

ROSSETO, Graça Penha Nascimento; SILVA, Alberto Marques. Agenda-setting e Framing: detalhes de uma mesma teoria? Intexto, n. 26, p. 98–114, 2012.

SANDANO, Carlos. A informação-mercadoria do jornalismo e as novas formas de trocas culturais na sociedade globalizada. In: COELHO, Cláudio Novaes Pinto; CASTRO, Valdir José (Orgs.). Comunicação e sociedade do espetáculo. São Paulo: Paulus, 2006.

SANFELICE, Gustavo Roese. Campo midiático e campo esportivo: suas relações e construções simbólicas. Revista brasileira de ciências do esporte, v. 31, n. 2, p. 137–153, 3 mar. 2010.

______. A construção midiática de Daiane dos Santos nos Jogos Olímpicos de Atenas 2004. Revista da Educação física, v. 22, n. 3, p. 349–359, ago./2011.

______. Enquadramento: origens, principais influências e usos do conceito. In: PIRES, Giovani De Lorenzi; LISBÔA, Mariana Mendonça (Orgs.). Quem será “mais Brasil” em Londres/2012?: enquadramentos no telejornalismo esportivo dos Jogos Olímpicos. Florianópolis, SC: Tribo da Ilha, 2015.

SANTOS, Doiara Silva dos; MEDEIROS, Ana Gabriela Alves. O discurso midiático e as representações sociais do esporte: o atleta como modelo de comportamento. Pensar a prática, v. 12, n. 3, p. 1–11, 2009.

VIDAL, Delcia Maria De Mattos. Notícias de interesse público e de interesse do público: a possibilidade de convergência desses interesses. Intercom. Anais... 2010. Disponível em: <http://www.intercom.org.br/papers/regionais/centrooeste2010/resumos/R21-0142-1.pdf>. Acesso em: 07/06/2017.

Downloads

Publicado

2017-08-02

Como Citar

dos Santos, S. M., Mezzaroba, C., & Souza, D. L. de. (2017). JORNALISMO ESPORTIVO E INFOTENIMENTO: A (POSSÍVEL) SOBREPOSIÇÃO DO ENTRETENIMENTO À INFORMAÇÃO NO CONTEÚDO JORNALÍSTICO DO ESPORTE. Corpoconsciência, 21(2), 93-106. Recuperado de https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/corpoconsciencia/article/view/5034