A suplementação de creatina na melhoria do rendimento no treinamento resistido em indivíduos de meia idade e idosos aparentemente saudáveis – uma breve revisão sistemática de ensaios clínicos randomizados

Autores

  • Alessandro de Oliveira Universidade Federal de São João del-Rei http://www.ufsj.edu.br/dcefs
  • Joel Alves Rodrigues Universidade Federal de Viçosa
  • Antônio José Natali Universidade Federal de Viços

Palavras-chave:

revisão sistemática, suplementação de creatina, meia idade, terceira idade

Resumo

A creatina, umas das substâncias envolvidas no sistema bioenergético, e sua suplementação são tema de vários relatos em diversas faixas etárias. No entanto, o uso deste recurso em indivíduos de meia-idade e idosos ainda são contraditórios na literatura. O objetivo do presente estudo foi analisar artigos de ensaios clínicos randomizados encontrados desde 2001 em bases de dados internacionais sobre o efeito da suplementação de creatina no treinamento resistido em indivíduos de meia-idade e idosos, bem como, propor possíveis direcionamentos para novas pesquisas sobre o tema. Foram selecionados nove de um total de 77 artigos encontrados nas bases PubMed, Science Direct e Web of Science. Após a análise dos estudos concluiu-se que a suplementação de creatina na faixa etária em estudo mostrou-se efetiva na melhora da capacidade de remodelação óssea, bem como, no retardamento da sarcopenia. No entanto, os resultados de possível aumento da massa e força muscular ainda são contraditórios sendo sugerido novos estudos com protocolos de treinamento, dosagens diferenciadas e controle dos horários da ingestão de creatina para a verificação de uma resultados mais concretos.

Biografia do Autor

Alessandro de Oliveira, Universidade Federal de São João del-Rei

Professor de Educação Física (1997) - FAGAMMestre em Educação Física (2001) - UFMGDoutorando Ciência da Nutrição (2011) - UFVDocente da UFSJ (2006)

Joel Alves Rodrigues, Universidade Federal de Viçosa

Discente do curso de Educação Física da Universidade Federal de Viçosa e bolsista de Iniciação Científica da FAPEMIG.

Antônio José Natali, Universidade Federal de Viços

Possui graduação em Educação Física pela Universidade Federal de Viçosa (1983), especialização em Treinamento Esportivo pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais(1988), mestrado em Ciências do Movimento Humano pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1994) e doutorado em Fisiologia pela University of Leeds - Inglaterra (2000). Atualmente é professor Associado da Universidade Federal de Viçosa. Tem experiência em Fisiologia do Exercício e Treinamento Físico. Atua principalmente nos temas: Adaptações do organismo saudável ou com patologias ao exercício físico e a atividade física; Propriedades estruturais e mecânicas do miocárdio, musculo esquelético e osso; Cardiomiócitos isolados.

Downloads

Publicado

2013-09-27