IDOSOS E A DANÇA

UMA REVISÃO SISTEMÁTICA DA LITERATURA

Autores

  • Cássio Lucas Silva de Lima Universidade Federal do Amazonas, Manaus, Amazonas, Brasil
  • Evandro Jorge Souza Ribeiro Cabo Verde Universidade Federal do Amazonas, Manaus, Amazonas, Brasil
  • Lionela da Silva Corrêa Universidade Federal do Amazonas, Manaus, Amazonas, Brasil

Palavras-chave:

Dança, Idoso, Revisão da literatura

Resumo

O objetivo deste estudo é analisar as pesquisas realizadas no Brasil relacionadas à dança e idosos. Trata-se de uma pesquisa bibliográfica descritiva do tipo revisão sistemática integrativa. Encontrou-se um total de 12 artigos publicados que atendiam as necessidades da revisão. As pesquisas trouxeram como resultados a dança enquanto uma ferramenta de ótimos benefícios, oportunizando aos idosos beneficies em sua saúde, bem como em traços motores, psicológicos e em âmbito social, ampliando as capacidades físicas e lhes proporcionando assim, uma maior expectativa de vida. Em relação aos participantes das pesquisas, 95% foram mulheres idosas praticantes de dança. Inflamos que a área estudada oferece cenários a serem trabalhados onde possuem também ferramentas e instrumentos que auxiliam o seu desenvolvimento. E destaca-se que é preciso expandir esse campo de estudo visto que em trinta anos existe um baixo número de publicações existentes, principalmente na região norte do país que apresentou apenas um artigo.

Referências

ANTUNES, Dariadison e colaboradores. Dança para idosos: os benefícios revelados pela prática. Revista CPAQV, v. 10, n. 2, p. 1-10, 2018.

BERESFORD, Heron e colaboradores. Uma avaliação da eficácia da estimulação rítmico-sonora voltada para idosas. Revista brasileira de geriatria e gerontologia, v. 14, n. 1, p. 59-64, 2011.

BENITES, Vagner. Com mais idosos entre os pacientes do RS, estudo aponta alta na oferta de empregos na área de saúde. Secretaria de Planejamento, Orçamento e Gestão - RS, Rio Grande do Sul, RS, 11 nov., 2019. Disponível em: < https://planejamento.rs.gov.br/com-mais-idosos-entre-os-pacientes-do-rs-estudo-aponta-alta-na-oferta-de-empregos-na-area-de-saude#:~:text=Estado%20com%20o%20maior%20percentual,%C3%A1rea%20ao%20longo%20do%20per%C3%ADodo>. Acesso em: 29 jun. 2020.

BENVENUTO, Mira Célia. Uma avaliação acerca do perfil perceptivo motor de mulheres idosas submetidas a uma tarefa rítmica-sonora. ACTA brasileira do movimento humano, v. 1, n. 1, 2010.

CASTRO, Juracy Corrêa e colaboradores. Níveis de qualidade de vida em idosas ativas praticantes de dança, musculação e meditação. Revista brasileira geriatria e gerontologia, v. 12, n. 2, p. 255-265, 2009.

CHAER, Galdino; DINIZ, Rafael Rosa Pereira; RIBEIRO, Elisa Antônia. A técnica do questionário na pesquisa educacional. Evidência, v. 7, n. 7, p. 251-266, 2011.

ERCOLE, Flávia Falci; MELO, Laís Samara de; ALCOFORADO, Carla Lúcia Goulart Constant. Integrative review versus systematic review. Revista Mineira de Enfermagem, v. 18, n. 1, p. 9-11, 2014.

FONTOURA, Luiza Cristina e colaboradores Dança na terceira idade: benefícios biopsicossociais na vida do idoso. Disciplinarum Scientia. Série: Ciências Humanas, v. 17, n. 1, p. 75-81, 2016

GASPAR, Gleyciane Aline Araújo e colaboradores. A dança na terceira idade promovendo qualidade de vida. Revista diálogos acadêmicos, v. 6, n. 2, 2017.

GIL, Priscila Rodrigues e colaboradores. Hábitos de lazer e atividade física durante o curso de vida em idosos praticantes de dança. Revista kairós gerontologia, v. 18, n. 2, p. 227-245, 2015.

GOBBI, Sebastião e colaboradores. Efeitos da dança e do treinamento com pesos nos estados de ânimo de idosos. Revista da educação física, v. 18, n. 2, p. 161-168, 2007.

GOMES, Isabelle Sena; CAMINHA, Iraquitan de Oliveira. Guia para estudos de revisão sistemática: uma opção metodológica para as Ciências do Movimento Humano. Movimento, Porto Alegre, RS, v. 20, n. 1, p. 395-411, jan./mar., 2014.

GUIMARÃES, Adriana Coutinho de Azevedo e colaboradores. Ansiedade e parâmetros funcionais respiratórios de idosos praticantes de dança. Fisioterapia em movimento, v. 24, n. 4, p. 683-688, 2011.

IBGE. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo demográfico 2018: Estatísticas Sociais. Disponível em: <https://www.ibge.gov.br/busca.html?searchword=idosos&searchphrase=all>. Acesso em: 22 mar. 2020.

LEAL, Indara Jubin; HAAS, Aline Nogueira. O significado da dança na terceira idade. Revista brasileira de ciências do envelhecimento humano, v. 3, n. 1, p. 64-71, 2006.

MANZINI, Eduardo José. Entrevista semi-estruturada: análise de objetivos e de roteiros. In: SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE PESQUISA E ESTUDOS QUALITATIVOS, 2004, Bauru. Anais... Bauru, SP: USC, 2004.

MARBÁ, Romolo Falcão; SILVA, Geusiane Soares da; GUIMARÃES, Thamara Barbosa. Dança na promoção da saúde e melhoria da qualidade de vida. Revista científica do ITPAC, v. 9, n. 1, 2016.

MAY, Tim. Pesquisa social: questões, métodos e processos. 3. ed. Porto Alegre, RS: Artmed, 2004.

MEDEIROS, Paulo Adão de e colaboradores. Participação masculina em modalidades de atividades físicas de um Programa para idosos: um estudo longitudinal. Ciência & saúde coletiva, v. 19, n. 8, p. 3479-3488, 2014.

MONTEIRO, Wagner e colaboradores. Análise do equilíbrio dinâmico em idosas praticantes de dança de salão. Fisioterapia em movimento, v. 20, n. 4, p. 125-136, 2007.

PRADO, Shirlei Donizete; SAYD, Jane Dutra. A pesquisa sobre envelhecimento humano no Brasil: grupos e linhas de pesquisa. Ciência & saúde coletiva, v. 9, n.1, p. 57-68, 2004.

SANTOS, Tatiane Aparecida Marque dos e colaboradores. A influência da dança sênior na capacidade funcional em idosas. Revista saúde integrada, v. 12, n. 23, p. 31-43, 2019.

SANTOS, Roberta Magalhães Guedes dos e colaboradores. Manovacuometria realizada por meio de traqueias de diferentes comprimentos. Fisioterapia & pesquisa, v. 24, n. 1, p. 9-14, 2017.

SILVA, Aline Felipe Gomes da; BERBEL, Andréa Marques. O benefício da dança sênior em relação ao equilíbrio e às atividades de vida diárias no idoso. ABCS health sciences, v. 40, n. 1, p. 16-21, 2015.

SILVA, Aline Huber da; MAZO, Giovana Zarpellon. Dança para idosos: uma alternativa para o exercício físico. Cinergis, v. 8, n. 1, p. 25-32, 2007.

SILVA, Joseane Rodrigues da e colaboradores. Influência da dança na força muscular de membros inferiores de idosos. Revista kairós gerontologia, v.14, n. 1, p.163-179, 2011.

SILVA, Fabio Junio Santos; MARTINS, Lenisse; MENDES, Catia Rodrigues dos Santos. Benefícios da dança na terceira idade. Faculdade União de Goyazes – FUG. In: Seminário de Pesquisas e TCC da FUG, 4, 2012. Anais... Trindade, GO: FUG, 2012. p. 24-41.

TIBEAU, Cynthia Cleusa Pasqua Mayer. Motricidade e música: Aspectos relevantes das atividades rítmicas como conteúdo da educação física. Revista brasileira de educação física, esporte, lazer e dança, v. 1, n. 2, p. 53-62, 2006.

Downloads

Publicado

2020-11-26

Como Citar

Lima, C. L. S. de, Cabo Verde, E. J. S. R. ., & Corrêa , L. da S. (2020). IDOSOS E A DANÇA: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA DA LITERATURA. Corpoconsciência, 24(3), 108-120. Recuperado de https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/corpoconsciencia/article/view/11371

Edição

Seção

Seção Temática - ENVELHECIMENTO E LONGEVIDADE: COMO MANTER A AUTONOMIA E INDEPENDÊNCIA DE PESSOAS IDOSAS

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)