Desconstruindo Una: graphic novel, violência de gênero e resistência

Autores

  • Martha Julia Martins Universidade Federal de Roraima - UFRR

Palavras-chave:

graphic novel, Una, violência de gênero, linguagem, prática social.

Resumo

Desconstruindo Una é uma graphic novel autobiográfica sobre Una, artista, vítima de violência de gênero. Nesta graphic novel a autoracria e propaga um discurso de conscientização importante sobre culpabilização da mulher, desigualdade de gênero, +violência e naturalização dessa violência. Assim, o presente artigo traz uma reflexão sobre a condição da mulher à luz dos Estudos de Gênero Social e da Análise Crítica do Discurso. Investigar como a linguagem é usada na construção desse objetivo significa desafiar as relações de poder e opressão tão presentes ainda no mundo contemporâneo.

Biografia do Autor

Martha Julia Martins, Universidade Federal de Roraima - UFRR

Professora do curso de Letras Português- Inglês e do Programa de Mestrado em Letras na Universidade Federal de Roraima. Doutora e Mestra em Estudos Linguísticos e Literários pelo Programa de Pós-Graduação em Inglês da Universidade Federal de Santa Catarina e Licenciada em Letras Português - Inglês pela Universidade Estadual do Maranhão. Tem como interesses de pesquisa os estudos de gênero social e as espistemologias anti-hegemônicas. Atualmente é coordenadora do grupo de pesquisa de estudos de gênero (GREG) e coordena um projeto de extensão de incentivo a leitura em língua inglesa.

Referências

BANDEIRA, Lourdes Maria. Violência de gênero: a construção de um campo teórico e de investigação. In: Pensamento feminista brasileiro: formação e contexto. HOLLANDA, Heloisa Buarque de. (org). Rio de Janeiro, Bazar do Tempo, 2019. p. 293-313.

FAIRCLOUGH, N. Discurso e mudança social. Brasília: Editora Universidade de Brasília, 2016.

FAIRCLOUGH, N. Language and power. Essex: Longman Group, 1989.

FIGUEIREDO, Débora de Carvalho. Os discursos públicos sobre o estupro e a construção social de identidades de gênero. In: Linguagem e Gênero: no trabalho, na mídia e em outros contextos. HEBERLE, Viviane; OSTERMANN, Ana Cristina; FIGUEIREDO, Débora de Carvalho (org). Florianópolis: Editora da UFSC, 2006. p.199-215.

HALLIDAY, M.A.K.; MATTHIESSEN, C. M. I. M. (2004). An Introduction to Functional Grammar, 3. ed. London: Edward Arnold.

MEURER, J.L. Gêneros textuais na análise crítica de Fairclough. IN: Gêneros: teorias, métodos, debates. MEURER, J.L; BONINI, Adair; MOTTA-ROTH, Désirée (org). São Paulo: Editora Parábola, 2005.

POTTS, Karen; BROWN, Leslie. Becoming an Anti-Oppressive Researcher. In: Research as Resistance: Critical, Indigenous, and Anti-Oppressive Approaches. BROWN, Leslie; Strega, Susan. (Org). Toronto: Women’s press, 2005. p.255 – 286.

SANTOS, Boaventura de Sousa [et al.]. Epistemologías del Sur; Ciudad Autónoma de Buenos Aires: CLACSO; Coímbra: Centro de Estudos Sociais - CES, 2018.

UNA. Desconstruindo Una. Tradução Carol Christo. São Paulo: Nemo, 2018.

Downloads

Publicado

2020-04-28