Oribela e Ammu sob o olhar de Simone de Beauvoir

Autores

  • Juliana Cristina Minaré Pereira Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"- Faculdade de Ciências e Letras Campus Araraquara

Palavras-chave:

Simone de Beauvoir, Literatura de Autoria Feminina, Oribela, Ammu, feminismo, patriarcado.

Resumo

O presente artigo pretende discutir, a partir da leitura de O Segundo Sexo, de Simone de Beauvoir, a condição feminina através de Oribela e Ammu, personagens principais das obras Desmundo (1996), de Ana Miranda, e O Deus das pequenas coisas (1998), de Arundhati Roy, respectivamente. Em ambas as obras há a representação da brutalidade imposta ao corpo das mulheres pelo sistema patriarcal que opera nas duas narrativas, sobretudo no que diz respeito ao matrimônio, foco desse debate. Objetivando compreender tais situações, utilizar-se-á as proposições beauvorianas sobre a situação feminina de subjugação, independente da cultura na qual está inserida.

Biografia do Autor

Juliana Cristina Minaré Pereira, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho"- Faculdade de Ciências e Letras Campus Araraquara

Graduada em Letras pela Universidade Federal do Triângulo Mineiro em Uberaba, Mestra em Estudos Literários pelo programa de Pós Graduação da Unesp Araraquara e doutoranda pelo mesmo programa. 

Pesquisa em Literatura de Autoria Feminina e Crítica Feminista. 

Referências

BEAUVOIR, Simone de. O Segundo Sexo. Fatos e Mitos. Tradução Sérgio Millet. 3ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2016a.

BEAUVOIR, Simone de. O Segundo Sexo. A experiência vivida. Tradução Sérgio Millet. 3ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2016b.

DALCASTAGNÈ, Regina. Literatura Brasileira Contemporânea: um território contestado. Vinhedo, Editora Belo Horizonte / Rio de Janeiro, Editora UERJ, 2012.

MILL, John Stuart. A sujeição das mulheres. Tradução Paulo Geiger. 1ª ed. São Paulo: Penguim Classics Companhia das Letras, 2017.

MIRANDA, Ana. Desmundo. São Paulo: Cia das Letras, 1996.

PEREIRA, Juliana C. M. As figurações do feminino em Desmundo (1996), de Ana Miranda. Dissertação (Mestrado em Estudos Literários) - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho", Faculdade de Ciências e Letras (Campus Araraquara).

ROY, A. O deus das pequenas coisas. São Paulo: Companhia das Letras, 1999.

TIBURI, M. Feminismo em Comum. Para todas, todes e todos. Rio de Janeiro: Rosa dos Tempos, 2018.

ZOLIN, L. Literatura de autoria feminina. In: Teoria Literária: abordagens históricas e tendências contemporâneas. Orgs: Thomas Bonnici, Lúcia Osana Zolin. 3ª ed. rev. e ampl. Maringá: Eduem, 2019.

Downloads

Publicado

2020-04-28