(In)visibilizando preconceitos: uma análise discursiva sobre casos de violência contra pessoas trans na mídia pernambucana

Autores

  • Paula Korey Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Roberta Moura Cavalcanti Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Vicentina Maria Ramires UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO http://orcid.org/0000-0003-3837-4473

Palavras-chave:

Análise Crítica do Discurso.Teoria queer. Pessoas trans. Violência.

Resumo

Este trabalho propõe reflexões sobre (des)(re)construções e ressignificações de identidades de pessoas trans no discurso jornalístico.

Biografia do Autor

Paula Korey, Universidade Federal Rural de Pernambuco

Mestranda do PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTUDOS DA LINGUAGEM - UFRPE

Roberta Moura Cavalcanti, Universidade Federal Rural de Pernambuco

Mestranda do PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ESTUDOS DA LINGUAGEM - UFRPE

Vicentina Maria Ramires, UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO

Professora Associada do Departameneto de Letras da Universidade Federal Rural de Pernambuco.

Doutora em Linguística pela UFPE

Pós-doutora em Linguística Aplicada - UECE/Sorbonne-Paris

Referências

BALTAR, M. Competência discursiva e gêneros textuais: uma experiência com o jornal de sala de aula. Caxias do Sul: Educs, 2004.

BUTLER, Judith. Bodies that matter: on the discursive limits of “sex”. New York: Roudedge, 1993.

__________. Problemas de gênero: feminismo e subversão da identidade. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

__________. El género en disputa: el feminismo y la subversión de la identidad. reimpressão. Paidós: Barcelona, 2014.

CHOULIARAKI, Lilie; FAIRCLOUGH, N. Discourse in late modernity: rethinking critical discourse analysis. Edinburgh: Edinburgh University Press,1999.

FAIRCLOUGH, N. Discurso e mudança social. Brasília: UnB, 2001.

FOUCAULT, M. História da sexualidade I: a vontade de saber. Rio de Janeiro: Graal, 2001.

FOWLER, Roger. Language in the News. London: Routledge, 1991.

HALL, Stuart. Da diáspora: identidades e mediações culturais. (1º impressão revista) Belo Horizonte/Brasília: Editora UFMG/Unesco, 2006.

JESUS, Jaqueline Gomes de. Orientações sobre identidade de gênero: conceitos e termos / Jaqueline Gomes de Jesus. Brasília, 2012.

KRESS, Gunther. History and language: towards a social account of linguistic change. Journal of Pragmatics, v. 13, n. 3, p. 445-466, 1989.

LOURO, G. L. Um corpo estranho: ensaios sobre sexualidade e teoria queer. Belo Horizonte: Autêntica, 2004.

MAGALHÃES, I. Análise de discurso crítica: questões e perspectivas para a América Latina, In: RESENDE, V.; PEREIRA, F. H. Práticas socioculturais e discurso. Debates transdisciplinares. (Orgs.) LabCom Books, 2010. p. 09-28

MISKOLCI, R. Teoria queer: um aprendizado pelas diferenças. Belo Horizonte: Autêntica, 2012.

MOITA LOPES, L. P. da. Identidades fragmentadas: a construção discursiva de raça, gênero e sexualidade na escola. Campinas: Mercado de Letras, 2002.

___________ (Org.) Discursos de identidade: discurso como espaço de construção de gênero, sexualidade, raça, idade e profissão na escola e na família. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2003.

MORRIS, M. (2005). El pie zurdo de Dante pone en marcha la teoría queer. In: Talburt, S.; Steinberg, S. (Eds.). Pensando Queer: sexualidad, cultura y educación. Barcelona: Graó, p.35-50, 2005.

MOTA, Célia. Jornalismo: discurso, narrativa e cultura. In: PEREIRA, Fábio; MOURA, Dione; ADGHIRNI, Zélia (Org.). Jornalismo e sociedade: teorias e metodologias. Florianópolis: Insular, 2012, p. 205-217.

NABANTINO Ramos, J. (1970). Jornalismo – Dicionário Enciclopédico. São Paulo: Ibrasa.

PEDRO, E. Análise crítica do discurso: aspectos teóricos, metodológicos e analíticos. In: ______. (Org.). Análise crítica do discurso: uma perspectiva sociopolítica e funcional. Lisboa: Caminho, 1997. p. 19-46.

SANTOS FILHO, I. 2012. A construção discursiva de masculinidades bissexuais: um estudo em linguística queer. Tese (doutorado). Programa de Pós-Graduação em Letras. Universidade Federal de Pernambuco.

SCOTT, Joan. Gênero: uma categoria útil de análise histórica. In: Educação e realidade -Porto Alegre, 16 (2): 5-22, jul/dez. 1990.

SULLIVAN, N. A critical introduction to queer theory. New York: New York University Press, 2003.

Teoria Queer e Behaviorismo radical - muito além dos rótulos de sexualidade. Disponível em: http://www.olharbeheca.blogspot.com. Acesso em: 03 de janeiro de 2017.

TITSCHER, S. et al. Methods of Text and Discourse Analysis. Londres: Sage, 2000.

VAN DIJK, Teun A. Discurso e Poder. São Paulo: Contexto, 2008.

WOODWARD, K. (Org.). Identity and difference: culture, media and identities. London: Sage, 1997.

Downloads

Publicado

2020-04-28