A transexual crucificada

performance, ética e estética em um protesto na Parada do Orgulho LGBT de São Paulo

Autores

Palavras-chave:

Parada LGBT, Performance, Ética, Estética, Carnavalização.

Resumo

O presente artigo objetiva, embasado nas concepções teórico-metodológicas bakhtinianas, apresentar uma leitura analítica da performance artística da atriz e modelo transexual Viviany Beleboni à ocasião da 19ª edição da Parada do Orgulho LGBT de São Paulo, em 2015, entendendo-a enquanto uma forma de (re)agir responsivo e responsavelmente à realidade enfrentada pela comunidade LGBT brasileira – com destaque à parcela trans. Discute-se acerca da arte performática bem como sobre as noções bakhtinianas de ética, estética e carnavalização para concluir que, com sua performance, a artista busca dialogar com os discursos que lhe são contemporâneos e, pela arte, contrapô-los.

Referências

BAKHTIN, M. Para uma filosofia do ato responsável. Tradução aos cuidados de Valdemir Miotello & Carlos Alberto Faraco. 2ed. São Carlos: Pedro e João Editores, 2012.

__________. Estética de Criação Verbal. Trad. Paulo Bezerra. 6.ed. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

BAKHTIN M./VOLOSHINOV V. A palavra na vida e na poesia. Introdução ao problema da poética sociológica (1926). In: Palavra própria e palavra na sintaxe da enunciação. São Carlos: Pedro & João Editores, 2011.

__________________. Marxismo e filosofia da linguagem. 2ed. São Paulo: Editora Hucitec, 1981.

COHEN, R. Performance como linguagem. 3ed. São Paulo: Perspectiva, 2013.

FABIÃO, E. Performance, teatro e ensino: poéticas e políticas da interdisciplinaridade. In.: FARACO, Carlos Alberto. Autor e autoria. In BRAIT, Beth. Bakhtin: conceitos-chave. São Paulo: Contexto, 2005 (págs. 37-60).

FLORENTINO, A; TELLES, N. [Org.]. Cartografia do ensino do teatro, Uberlândia: EDUFU, 2009, págs. 61-74.

GOLDBERG, R. A arte da performance: do Futurismo ao presente. 2ed. São Paulo: Martins fontes, 2006.

LOBO, L. Aprofundamento ético e potência estética no teatro contemporâneo. In.: Grupo de Estudos dos Gêneros do Discurso – GEGe/UFSCar (Organizador). A escuta como lugar de diálogo: Alargando os limites da identidade. São Carlos: Pedro e João Editores, 2012, págs. 233-264.

PUPO, M. Sinais de teatro-escola. Revista Humanidades (número 52), Brasília: Editoria UNB, novembro de 2006, págs. 109-115.

VOLOCHÍNOV, V. A construção da enunciação e outros ensaios. São Carlos: Pedro e João Editores, 2013.

Downloads

Publicado

2020-11-13

Edição

Seção

Artigo de Convidado