Filosofia da Linguagem Bakhtiniana

concepção verbivocovisual

Autores

Palavras-chave:

Círculo de Bakhtin, Filosofia da Linguagem, Verbivocovisualidade, Cubo-Futurismo, Contexto Sociohistórico.

Resumo

O presente trabalho propõe apresentar alguns dos principais pensamentos em voga na União Soviética durante o século XX, com os quais o Círculo de Bakhtin dialogou. Buscamos compreender como tais diálogos contribuíram para que o grupo de intelectuais russo elaborasse e delimitasse sua concepção tridimensional de linguagem, denominada por nós verbivocovisual. Retomamos o cenário sociopolítico e cultural da época, bem como as ideias desenvolvidas por estudiosos tanto do campo teórico quanto das artes, apontando, assim, para uma reflexão das linguagens como pertencentes a um sistema geral de signos.

Biografia do Autor

Luciane de Paula, Universidade Estadual Paulista - UNESP

Docente da UNESP - Universidade Estadual Paulista, Câmpus de Assis, credenciada no Programa de Pós-graduação em Linguística e Língua Portuguesa, Câmpus de Araraquara e do ProfLetras. Coordenadora do GED - Grupo de Estudos Discursivos. Área de atuação: Análise Dialógica do Discurso. 

José Antonio Rodrigues Luciano, Universidade Estadual Paulista - UNESP

Mestrando do Programa de Pós-Graduação em Linguística e Língua Portuguesa da UNESP - Universidade Estadual Paulista, Câmpus de Araraquara. Membro do GED - Grupo de Estudos Discursivos da UNESP. Área de atuação: Análise Dialógica do Discurso.

Referências

AMÉRICO, E. V. Mikhail Bakhtin e Iúri Lotman: um diálogo no contexto. In: PAULA, L. (org). Discursos em perspectivas: humanidades dialógicas. São Paulo: Mercado das Letras, 2014.

ÁNNENKOV, P. Sobre o significado das obras de arte para a sociedade. In: GOMIDE, B. B. (Org.). Antologia do pensamento crítico russo. 2ª edição. São Paulo: Editora 34, 2017. p. 235-261.

BAKHTIN, Mikhail. Estética da Criação Verbal. 6ª edição. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

_________. Problemas da Poética de Dostoiévski. 5ª ed. Trad. Paulo Bezerra. Rio de Janeiro: Forense Universitária. 2015.

_________. Questões de Estilística no Ensino de Língua. Trad. Sheila Grillo e Ekaterina Vólkova Américo. São Paulo: Editora 34, 2013.

_________. Questões de literatura e estética. SP: Editora UNESP e HUCITEC, 1988.

_________. Teoria do Romance I – A Estilística. Rio de Janeiro: Editora 34, 2015.

BAKHTIN, M & DUVAKIN, V. Mikhail Bakhtin em diálogo – Conversas de 1973 com Viktor Duvakin. São Carlos: Pedro & João Editores, 2008.

BAKHTIN (VOLOSHINOV). Discurso na Vida, Discurso na Arte (Sobre a Poética Sociológica). Trad. Carlos Alberto Faraco e Cristóvão Tezza, a partir da tradução inglesa de I.R. Titunik.

BIELÍNSKI, V. Pensamento e observações sobre a literatura russa. In: GOMIDE, B. B. (Org.). Antologia do pensamento crítico russo. 2ª edição. São Paulo: Editora 34, 2017. p. 113-146.

BUBNOVA, T. Do corpo à palavra – Leituras bakhtinianas. São Carlos: Pedro & João Editores, 2016.

CAMPOS, Augusto de; CAMPOS, Haroldo de; SCHNAIDERMAN, Boris. A poesia russa moderna. 6ª edição. São Paulo: Perspectiva, 2001.

CASSOTTI, R. S. Ressonâncias musicais no Círculo de Bakhtin: Ivan I. Sollertinsky, intérprete de Mozart. In: PAULA, L. de; STAFUZZA, G. Círculo de Bakhtin: teoria inclassificável. Campinas: Mercado de Letras, 2010. (Série Bakhtin: inclassificável, v. 2).

CLARK, K; HOLQUIST, M. Mikhail Bakhtin. Trad. J. Guinsburg. São Paulo: Perspectiva, 2008.

EMERSON, C. Os 100 primeiros anos de Mikhail Bakhtin. Rio de Janeiro: DIFEL, 2003.

FORTUNATOV, N. M. O ritmo da prosa literária. Trad. Aurora Fornoni Bernardini. In: SCHNAIDERMAN, B. (org.). Semiótica russa. 2ª edição. São Paulo: Perspectiva, 2010. p. 219-220.

HAYNES, Deborah J. Bakhtin and the visual arts. Nova Iorque: Cambridge, 2008.

HERZEN, A. Literatura e pensamento social depois d0 14 de dezembro de 1825. In: GOMIDE, B. B. (Org.). Antologia do pensamento crítico russo. 2ª edição. São Paulo: Editora 34, 2017. p. 161-186.

KIRIÊIEVSKI, I. Sobre o caráter da ilustração da Europa e sua relação com a ilustração da Rússia. In: GOMIDE, B. B. (Org.). Antologia do pensamento crítico russo. 2ª edição. São Paulo: Editora 34, 2017. p. 187-234.

LUCIANO, J. A. R. Filosofia da Linguagem Bakhtiniana: concepções verbivocovisuais. Dissertação (Mestrado em Linguística e Língua Portuguesa) - Faculdade de Ciências e Letras, Universidade Estadual de São Paulo, Araraquara, em andamento.

LUCIANO, J. A. R. Verbivocalidade: concepção musicais nas obras do Círculo de Bakhtin. 2017. Iniciação Científica (Licenciatura em Letras – Departamento de Linguística) - Universidade Estadual Paulista, Assis, 2017. PIBIC – Processo número 40320

LUCIANO, J. A. R. Verbivocovisualidade: a concepção de linguagem na filosofia bakhtiniana. 2018. Iniciação Científica (Licenciatura em Letras – Departamento de Linguística) - Universidade Estadual Paulista, Assis, 2018. PIBIC - Processo número 44346

MAIAKÓVSKI, V. Cartas sobre o futurismo (1922). In: SCHNAIDERMAN, B. A poética de Maiakóvski. São Paulo: Perspectiva, 1971. p. 163-165.

MAIAKÓVSKI, V. Intervenção num debate sobre os métodos formal e sociológico (1925). In: SCHNAIDERMAN, B. A poética de Maiakóvski. São Paulo: Perspectiva, 1971. p. 237-238.

MAIAKÓVSKI, V. Nosso trabalho vocabular (1923). In: SCHNAIDERMAN, B. A poética de Maiakóvski. São Paulo: Perspectiva, 1971. p. 221-223.

MAIAKÓVSKI, V. Resumo da palavra "Abaixo a arte, viva a vida” (1924). In: SCHNAIDERMAN, B. A poética de Maiakóvski. São Paulo: Perspectiva, 1971. p. 113-114.

MCCAW, D. Bakhtin and Theatre - Dialogues with Stanislavsky, Meyerhold and Grotowski. Abingdon: Routledge, 2015.

MEDVIÉDEV, P. O Método Formal nos Estudos Literários. Trad. Sheila Grillo e Ekaterina Vólkova Américo. SP: Contexto, 2012.

PAULA, L. de. Verbivocovisualidade: uma abordagem bakhtiniana tridimensional da linguagem. Projeto de Pesquisa em andamento. UNESP, 2017a.

PAULA, L. de. O enunciado verbivocovisual de animação – a valoração do “amor verdadeiro” Disney – uma análise de Frozen. In: FERNANDES JR., A.; STAFUZZA, G. B. (Orgs). Discursividades Contemporâneas: política, corpo e diálogo. Série Estudos da Linguagem. Campinas: Mercado de Letras, 2017b, p. 287-314.

PAULA, Luciane de; FIGUEIREDO, Marina Haber de; PAULA, Sandra Leila de. O Marxismo do/no Círculo. Slovo – o Círculo de Bakhtin no contexto dos estudos discursivos. Curitiba: Appris, 2011, p. 79-98.

PAULA, L. de; LUCIANO, J. A. R. A filosofia da linguagem bakhitiniana e sua tridimensionalidade verbivocovisual. In: Revista Estudos Linguísticos, no prelo.

PAULA, Luciane de; OLIVEIRA, Fábio Augusto Alves de. O signo “resistência” nas eleições presidenciais de 2018 no Brasil. Revista ENTRELETRAS (Araguaína), v. 10, n. 2, p. 350-371, jul/dez 2019.

PAULA, L. de; SERNI, N. M. A vida na arte: a verbivocovisualidade do gênero filme musical. In: Raído, Dourados, v. 11, n. 25, p. 178-201, jul. 2017. ISSN 1984-4018. Disponível em: <http://ojs.ufgd.edu.br/index.php/Raido/article/view/6507>. Acesso em: 17 Jul. 2017.

PAULA, Luciane de; SILVA, Tatiele Novais. Nerve à flor da linguagem: arte e vida em jogo dialógico. Diálogo das Letras, Pau dos Ferros, v. 8, n. 2, p. 38-57, maio/ago. 2019.

PAULA, Luciane de; SIANI, Ana Carolina. Gênero, raça e classe em Harry Potter: a constituição dialógica de Hermione Granger e Belatriz Lestrange. Cadernos Discursivos, Catalão-GO, v. 1 n 1, p.47-74, 2019.

PINATARI, D.; CAMPOS, A. de; CAMPOS, H. de. Teoria da poesia concreta: textos críticos e manifestos (1950-1960). São Paulo: Ateliê Editorial, 2014.

PÚCHKIN, A. Da insignificância da literatura russa. In: GOMIDE, B. B. (Org.). Antologia do pensamento crítico russo. 2ª edição. São Paulo: Editora 34, 2017. p. 47-46.

SCHNAIDERMAN, B (org). A poética de Maiakóvski através de sua prosa. São Paulo: Perspectiva, 1971.

SCHNAIDERMAN, B. Semiótica na U.R.S.S.: uma busca de “elos perdidos” (á guisa de introdução). In: SCHNAIDERMAN, B. (org.). Semiótica russa. 2ª edição. São Paulo: Perspectiva, 2010. p. 9-27.

USPÊNSKI, B. A. Elementos estruturais comuns às diferentes formas de arte: princípios gerais de organização da obra em pintura e literatura. Trad. Aurora Fornoni Bernardini. In: SCHNAIDERMAN, B. (org.). Semiótica russa. 2ª edição. São Paulo: Perspectiva, 2010. p. 163-220.

VAUTHIER, B. “Auctoridade” e tornar-se-autor: origens da obra do “Círculo B.M.V” (Bakhtin, Medvedev, Voloshinov). In: PAULA, L. de; STAFUZZA, G. B. (orgs.). Círculo de Bakhtin: teoria inclassificável. Campinas: Mercado de Letras, 2010. p. p. 69-114.

VOLÓCHINOV, V. Palavra na vida e a palavra na poesia: para uma poética sociológica. In: VOLÓCHINOV, V. Palavra na vida e a palavra na poesia: ensaios, artigos, resenhas e poemas. Organização, ensaio introdutório e notas Sheila Grillo e Ekaterina Vólkova Américo. São Paulo: Editora 34, 2019. p. 109-146.

_________. O problema da obra de Beethoven I. In: VOLÓCHINOV, V. Palavra na vida e a palavra na poesia: ensaios, artigos, resenhas e poemas. Organização, ensaio introdutório e notas Sheila Grillo e Ekaterina Vólkova Américo. São Paulo: Editora 34, 2019. p. 248-351.

_________. O problema da obra de Beethoven II. In: VOLÓCHINOV, V. Palavra na vida e a palavra na poesia: ensaios, artigos, resenhas e poemas. Organização, ensaio introdutório e notas Sheila Grillo e Ekaterina Vólkova Américo. São Paulo: Editora 34, 2019. p. 352-358

_________. O Estilo do concerto. In: VOLÓCHINOV, V. Palavra na vida e a palavra na poesia: ensaios, artigos, resenhas e poemas. Organização, ensaio introdutório e notas Sheila Grillo e Ekaterina Vólkova Américo. São Paulo: Editora 34, 2019. p. 359-366.

_________. Marxismo e Filosofia da Linguagem. Rio de Janeiro: Editora 34, 2017.

WALL, Anthony. A bisbilhotice na pintura. Bakhtiniana. v. 11, n. 1, pp. 228-263, nov. 2015.

_________. La place du lecteur – Livres et lecture dans la peinture française du XVIIIe siècle. Rennes: Presses universitaires de Rennes, 2014.

Downloads

Publicado

2020-11-13

Edição

Seção

Artigo de Convidado