Transmasculinidades interseccionalizadas: reflexões teóricas a partir da prática da pesquisa com homens transgêneros

Autores

  • Sérgio Rodrigo da Silva Ferreira Universidade Federal da Bahia

Resumo

Apresentamos algumas reflexões teóricas feitas a partir da prática de pesquisa com homens transgêneros, buscando compreender como o uso de um viés interseccional sobre os dados produziram complexificação nos modos como distintas marcas identitárias se dobram sobre a experiência transmasculina. Como resultados os interlocutores que se identificaram como sujeitos não-brancos são mais propensos a violência transfóbicas; a localidade e a classe influem na dificuldade de acesso a serviços de saúde e as tecnologias sexualizantes e a ausência de relações afetivas e políticas com outros homens trans, e o marcador etário sugere uma relação mais tranquila sobre a fluidez de gênero e uma menor crença na ideia de gênero como essencial para os mais jovens.

Downloads

Publicado

2021-10-25

Edição

Seção

Dossiê "Interseccionalizando em educação: lutas sociais e direito à diferença"