TRATAMENTOS QUÍMICOS NA MANUTENÇÃO DA QUALIDADE PÓS-COLHEITA EM FRUTOS DE PITANGA (Eugenia uniflora L.)

Autores

  • Alex Guimarães Sanches
  • Jaqueline Macedo Costa
  • Maryelle Barros da Silva
  • Elaine Gleice Silva Moreira
  • shirley Silva Cosme

DOI:

10.31413/nativa.v5i4.4429

Resumo

A pitanga (Eugenia uniflora L.) é uma frutífera de grande importância na região Norte e Nordeste do ponto de vista comercial, todavia apresenta vida útil relativamente curta após a colheita necessitando de técnicas que prolonguem sua vida de prateleira. Nesse contexto, o objetivo deste trabalho foi avaliar a eficiência do ácido ascórbico, ácido cítrico, L-císteina e cloreto de cálcio no aumento da vida útil dos frutos de pitangueira. Os frutos foram armazenados sob refrigeração por quinze dias e avaliados a cada três dias quanto a perda de massa fresca, firmeza da polpa, sólidos solúveis, acidez, pH, coloração da casca, teor de vitamina C, taxa respiratória e compostos fenólicos. Observou-se efeito positivo dos tratamentos químicos na manutenção da qualidade dos frutos quando comparados ao controle. O cloreto de cálcio apresentou os resultados mais expressivos sobre a qualidade dos frutos.

Palavras-chave: aditivos, conservação, refrigeração, vida de prateleira.

 

CHEMICAL TREATMENTS IN MAINTENANCE POSTHARVEST QUALITY FRUITS PITANGA (Eugenia uniflora L.)

 

ABSTRACT:

The pitanga (Eugenia uniflora L.) is a fruit of great importance in the North and Northeastern region from the commercial point of view, however it has a relatively short shelf life after harvesting, requiring techniques that prolong its shelf life. In this context, the objective of this work was to evaluate the efficiency of ascorbic acid, citric acid, L-cysteine and calcium chloride in increasing the shelf-life of pitangueira fruits. The fruits were stored under refrigeration for 15 days and evaluated every three days for loss of fresh mass, firmness of the pulp, soluble solids, acidity, pH, shell color, vitamin C content, respiratory rate and phenolic compounds. It was observed a positive effect of the chemical treatments on the maintenance of fruit quality when compared to the control. Calcium chloride presented the most expressive results on fruit quality.

Keywords: additives, conservation, refrigeration, shelf life.

 

DOI: http://dx.doi.org/10.5935/2318-7670.v05n04a05

Biografia do Autor

Alex Guimarães Sanches

Engenheiro Agrônomo, Mestrando em Agronomia Fitotecnia pela Universidade Federal do Ceará, trabalhando na área de fisiologia, bioquímica e fisiologia pós-colheita de frutos.

Jaqueline Macedo Costa

Engenheira Agrônoma, experiência na área de Fisiologia Pós-colheita de Frutas, Grãos, Flores e Hortaliças.

Maryelle Barros da Silva

Engenheira Agrônoma, Bolsista de Extensão no País do CNPq Nível SB. Experiência na área de Fisiologia e Fisiologia pós-colheita.

Elaine Gleice Silva Moreira

Engenheira Agrônoma, Bolsista de Extensão no País do CNPq Nível SB. Experiência na área de Fisiologia e Fisiologia pós-colheita.

shirley Silva Cosme

Engenheira Agrônoma, experiência na área de Fisiologia Pós-colheita de Frutas, Grãos, Flores e Hortaliças.

Referências

ASSOCIATION OF OFFICIAL ANALYTICAL CHEMISTRY. Official methods of analysis of the association of official analytical chemistry international. 18 ed. Gaithersburg: AOAC, 2005. 1015 p.

BOTELHO, M. C.; LEME, S. C.; LIMA, L. C. de. O.; ABRAHÃO, S. A.; SILQUEIRA, H. H. de.; CHITARRA, A. B. Qualidade de palmito pupunha minimamente processado: aplicação de antioxidantes. Ciência Agrotécnica., Lavras, MG, v. 34, n. 5, p. 1312-1319, 2010. http://dx.doi.org/10.1590/S141370542010000500033

CARVALHO, A. V. Avaliação da qualidade de kiwis cv. Hayward, minimamente processados. Lavras, 2000. Dissertação de Mestrado em Ciência dos Alimentos-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2000.

CHITARRA, M. I. F.; CHITARRA, A. B. Pós-colheita de frutas e hortaliças: fisiologia e manuseio. Lavras: UFLA, 2005. 785 p.

COSTA, A. C.; ANTUNES, P. L.; ROMBALDI, C. V.; GULARTELL, M. A. Controle do escurecimento enzimático e da firmeza de polpa em pêssegos minimamente processados. Ciência Rural, Santa Maria, v. 41, n. 6, p.1094-1101, 2011. http://dx.doi.org/10.1590/S01038478200900080001

DAMATTO JÚNIOR, E. R.; MANOEL, L.; CAMPOS, J. A. de.; VIEITES, R. L. Utilização de ácido cítrico, ácido ascórbico e cloreto de cálcio na qualidade de couve manteiga minimamente processada e armazenada sob refrigeração. Anais do 53° Congresso Brasileiro de Horticultura.

DING, P.; AHMAD, S. H.; GHAZALI, H. M. Changes in select quality characteristics of minimally processe carambola (Averrhoa carambola L.) when treated with ascorbic acid. Journal of the Science of Food and Agriculture, Barking, v. 87, p. 702-709, 2007. http://dx.doi: 10.1002/jsfa.2772

FREITAS, J. P. de. Tratamento com atmosfera modificada em kiwis (actinidea deliciosa) minimamente processados. Porto Alegre, 2012. Dissertação em Tecnologia de Alimentos-Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2012.

FIGUEIREDO, R. M. F.; QUEIROZ, L. J. M.; NORONHA, M. A. S. Armazenamento de abacaxi minimamente processado tratado com ácido ascórbico. Revista Ciências Exatas e Naturais, Campina Grande, v. 7, n. 1, p.67-74, 2005.

HORWITZ, H. Official methods of analysis of the association of official agricultural chemists. v. 8 ed. Washington, DC: Agricultural Chemistry Association, 1995. 144 p.

JESUS, M. M. S.; CARNELOSSI, G. M. A.; SANTOS, S. F.; NARAIN, N.; CASTRO, A. A. Inibição do escurecimento enzimático de quiabo minimamente processado. Revista Ciência Agronômica, Fortaleza, v. 39, n. 4, p.524-530, 2008.

KOHATSU, D. S.; EVANGELISTA, R. M.; VAMENTINI, S. R. T.; CAMPOS, A. J. de. Qualidade de abacaxi minimamente processado e tratado com ácido ascórbico e cloreto de cálcio. Cultivando o saber., Cascavel, v. 2, n. 2, p. 63-72, 2009.

MARTINS, R. N. Processamento mínimo de pêssegos “Aurora-1”: estágio de maturação, embalagem, temperaturas de conservação e aditivos naturais. 2010. Tese de Doutorado-Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Jaboticabal, 2010.

MELO, A. A. M.; VILAS-BOAS, E. V. de B. Inibição do escurecimento enzimático de banana ‘Maçã’ minimamente processada. Ciência e Tecnologia de Alimentos, Campinas, SP, v. 26, n. 1, p. 110-115, 2006.http://dx.doi.org/10.1590/S010120612006000100019

MELO, A. A. M.; VILAS BOAS, E. V. de. B.; JUSTO, C, F. Uso de aditivos químicos para a conservação pós-colheita de banana maçã minimamente processada. Ciência Agrotécnica, Lavras, MG, v. 33, n. 1, p. 228-236, 2009.

MELO, A. A. M.; VILAS-BOAS, E. V. de B. Redução do amaciamento de banana 'Maçã' minimamente processada pelo uso de tratamentos químicos. Ciência e Agrotecnologia., Lavras, MG, v. 31, n. 3, p. 821-828. 2007. http://dx.doi.org/10.1590/S141370542009000100032

MIGUEL, A. C. A.; DIAS, J. R. P. S.; Gi, M. H. F. Efeito do cloreto de cálcio na qualidade de melancias minimamente processadas. Horticultura Brasileira, Brasília, v. 2, n. 2, p. 442-446, 2007. http://dx.doi.org/10.1590/S010205362007000300023

MISHRA, B. B.; GAUTAM, S.; SHARMA, A. Browning of fresh-cut eggplant: Impact of cutting and storage. Postharvest Biology and Technology, Amsterdam, v. 67 p. 44–51, 2012. http://dx.doi:10.1016/j.postharvbio.2005.08.002

MORENO, M. B. Caracterização da qualidade de maçãs, Cv. Fuji, minimamente processadas tratadas com aditivos. Pelotas, 2013. Dissertação de Mestrado em Ciência e Tecnologia de Alimentos-Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2013.

MORETTI, C. L. Manual de Processamento Mínimo de Frutas e Hortaliças. Brasília: SEBRAE, 2007. 531p.

SANCHES, A. G.; SILVA, M. B. da; MOREIRA, E. G. S.; SANTOS, E. X. dos.; TRIPOLONI, F. M. Extensão da vida útil de pitangas submetidas ao tratamento com cloreto de cálcio. Acta Iguazu, Cascavel, v.6, n.1, p. 33-47, 2017.

SANTOS, A. F.; SILVA, S. M.; MENDONÇA, R. M. N.; SILVA, M. S.; ALVES, R. E.; FILGUEIRAS, H. A. C. Alterações fisiológicas durante a maturação de pitanga (Eugenia uniflora L.). Proceedings of the Interamerican Society for Tropical Horticulture, Miame, v.46, n. 3, p.52-57, 2003. http://dx.doi.org/10.1590/S010029452006000100013

SANTOS, A. F.; SILVA, S. M.; MENDONÇA, R. M. N.; ALVES, R. E.; FILGUEIRAS, H. A. C. Maturation and ripening changes in Suriname Cherry (Eugenia uniflora L.) fruits. Proceedings of the Interamerican Society for Tropical Horticulture, Miame, v.45, n. 2, p.45-47, 2002. http://dx.doi.org/10.1590/S0100294520060001013

SILVA, M. M. Agentes coadjuvantes na preservação das características físicoquímicas, sensoriais e microbiológicas de pêssegos [Prumus pérsica (L.) Batsch] minimamente processado. Pelotas, 2013. Dissertação de Mestrado em Ciência e Tecnologia Agroindustrial-Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2013.

SOUZA, A. F. de.; LEÃO, M. F. Análises dos métodos mais eficientes na inibição do escurecimento enzimático em frutas e hortaliças. Enciclopédia biosfera, Goiânia, v.8, n.15; p. 2012, 2009.

VIEITES, R. L.; SOARES, L. P. da R.; DAIUTO, E. R.; MENDONÇA, V. Z. de.; FURLANETO, K. A.; FUJITA, E. Maçã 'eva' orgânica submetida a aplicação pós-colheita de cloreto de cálcio. Nativa, Sinop, v. 2, n. 4, p. 187-193, 2014. http://dx.doi: 10.14583/2318-7670.v02n04a01

Downloads

Publicado

2017-07-26

Edição

Seção

Agronomia / Agronomy