CULTIVO in vitro DE BAMBU EM DIFERENTES SISTEMAS DE PROPAGAÇÃO

Autores

  • Anatálya dos Santos Riberio anatalya_ribeiro@hotmail.com
  • Gilvano Ebling Brondani gebrondani@yahoo.com.br
  • Gabriela Cristina Rech Tormen gabriela.afiebig@hotmail.com
  • Alexssandra Jéssica Rondon de Figueiredo alexssandra.rondon@gmail.com

DOI:

10.31413/nativa.v4i1.3241

Resumo

Dentre os novos sistemas de cultivo de plantas, os biorreatores apresentam destaque como um método de adequada aplicabilidade, o que pode proporcionar melhores condições para a multiplicação de mudas em larga escala e com custo reduzido. O objetivo do presente estudo foi avaliar o número de explantes estabelecidos (isentos de contaminação bacteriana ou fúngica), a multiplicação e o alongamento de brotos de Bambusa vulgaris Schrad ex Wendl. em diferentes sistemas de cultivo. Explantes oriundos da fase de estabelecimentoin vitroforam transferidos para três sistemas de cultivo, sendo eles compostos por biorreator de imersão temporária (BIT), cultivo in vitro em meio líquido(MEL) e cultivo in vitro em meio de cultura padrão (PADRÃO), onde também foram testadas duas concentrações de sacarose (0 e 30 g.L-1). Aos 14 dias, foi avaliada a taxa de explantes estabelecidos. Dos explantes considerados vivos e que não apresentaram contaminação foram avaliados o número e o comprimento médio dos brotos. O maior número de explantes estabelecidos foi observado no método de cultivo tipo BIT na ausência de sacarose, e MEL quando suplementado 30 g.L-1 de sacarose. O BIT e MEL se destacaram apresentando maior número médio de brotos por explante. O meio de cultura PADRÃO resultou em menor número de explantes estabelecidos e o menor número de brotos por explante.

Palavras-chave: Bambusa vulgaris, biorreator, micropropagação, sacarose.

 

In vitro BAMBOO CULTIVATION IN DIFFERENT SPREAD SYSTEMS

 

ABSTRACT

Among the new systems for cultivating plants, the bioreactors stood out as a method with suitable applicability, which may provide better conditions for the multiplication of seedlings in large scale and with a reduced cost. The aim of this study was to evaluate the number of established explants (free of bacterial or fungal contamination), as well as the multiplication and elongation of Bambusa vulgaris Schrad ex Wendl. sprouts in different cultivation systems. Explants derived from the in vitro establishment phase were transferred to three cultivation systems, which were composed by temporary immersion bioreactor (BIT), liquid-based in vitro cultivation (MEL) and in vitro cultivation in standard culture medium (STANDARD), where two sucrose concentrations were also tested (0 and 30 g.L-1). At 14 days, the rate of established explants was evaluated. From the explants considered alive and without signs of contamination, we evaluated the number and average length of sprouts. The greater number of established explants was observed in the BIT cultivation method in the absence of sucrose, and MEL when added 30 g.L-1 of sucrose. The BIT and MEL stood out showing greater average number of sprouts per explant. The STANDARD culture medium resulted in lower number of established explants, besides the lowest number of sprouts per explant.

Keywords: Bambusa vulgaris, bioreactor, micropropagation, sucrose.

 

DOI: http://dx.doi.org/10.14583/2318-7670.v04n01a04

Biografia do Autor

Anatálya dos Santos Riberio

Referências

CALDAS, L. S.; HARIDASAN, P.; FERREIRA, M. E. Meios nutritivos. In: TORRES, A. C.; CALDAS, L. S.; BUSO, J. A. Cultura de tecidos e transformação genética de plantas. Brasília, DF: Embrapa CENARGEN. v.1, p.87-132, 1998.

CORREIA, A.C.G. Micropropagação em biorreatores de imersão temporária e enraizamento de miniestacas e microestacas de clones de híbridos de Eucalyptus globulus. 2011. 75 f. Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal). Universidade Federal de Viçosa. Viçosa, MG.

DELGADO, P.S. O bambu como material co-eficiente: caracterização e estudos exploratórios de aplicações. 2011. 81 f.Dissertação (Mestrado em Engenharia de Materiais) - Rede temática de Engenharia de Materiais, Ouro Preto, Minas Gerais, 2011.

LEMOS, E. E. P.; FERREIRA, M. D. S.; ALENCAR, L. M. C. DE; OLIVEIRA, J. G. L.; MAGALHÃES, E. V. S. Micropropagação de clones de banana cv. Terra em biorreator de imersão temporária. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 23, n. 3, p. 482- 487, 2001. http://dx.doi.org/10.1590/S0100-29452001000300006

GIELIS, J.; PEETERS, H.; GILLIS, K.; OPRINS, J.; DEBERGH, P. C. Tissue culture strategies for genetic improvement of bamboo. Acta Horticulturae, Leuven, n. 552, p. 195-203, 2001. http://dx.doi.org/10.17660/ActaHortic.2001.552.22

KOMATSU, Y. H.; BATAGIN-PIOTTO, K. D.; BRONDANI, G. E.; GONÇALVES, A. N.; ALMEIDA, M. A. In vitro morphogenic response of leaf sheath of Phyllostachys bambusoides. Journal of Forestry Research, Heilongjiang, v. 22, n. 2, p. 209-215, 2011. http://dx.doi.org/10.1007/s11676-011-0152-1

MURASHIGE, T.; SKOOG, F. A revised medium for rapid growth and bioassays with tobacco tissue cultures. Physiologia Plantarum, v. 3, n. 15, p.473-497, 1962. http://dx.doi.org/10.1111/j.1399-3054.1962. tb08052.x

MURCH, S. J.; LIU, C.; ROMERO, R. M.; SAXENA, P. K. In vitro culture and temporary immersion bioreactor production of Crescentia cujete. Plant Cell, Tissue and Organ Culture, v. 78, p.63-68, 2004. http://dx.doi.org/10.1023/B:TICU.0000020397.01895.3e

NASCIMENTO, J. S. Biologia dos Microrganismos. In: GUERRA, R. A. T. (Org.). Cadernos CB Virtual 4. João Pessoa: UFPB, v. 4, p. 233-306. 2010.

SAFE, S. Bambus como recurso florestal: suas aplicações, manejo, silvicultura, propagação, entomologia e a situação no DF. 2004. 50 f. Monografia (Bacharelado em Engenharia Florestal) – Universidade de Brasília, Brasília, Distrito Federal, 2004.

TEIXEIRA, J. B. Biorreatores. Biotecnologia, Ciência e Desenvolvimento, Brasília, v. 4, n. 24, p. 36-41, 2002.

Downloads

Publicado

2016-02-25

Como Citar

Riberio, A. dos S., Brondani, G. E., Tormen, G. C. R., & Figueiredo, A. J. R. de. (2016). CULTIVO in vitro DE BAMBU EM DIFERENTES SISTEMAS DE PROPAGAÇÃO. Nativa, 4(1), 15–18. https://doi.org/10.31413/nativa.v4i1.3241

Edição

Seção

Artigos Científicos / Original research

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)