INFLUÊNCIA DA DISTÂNCIA NA EXATIDÃO DA CUBAGEM NÃO DESTRUTIVA DE QUALEA SP. NO BIOMA AMAZÔNIA

Autores

DOI:

10.31413/nativa.v8i5.10843

Resumo

Objetivou-se avaliar o efeito da distância na exatidão do dendrômetro digital Criterion RD 1000®, na estimativa do diâmetro e volume de Qualea sp. no bioma Amazônia. Foram selecionadas 30 árvores e cubadas pelo método de Smalian até a altura comercial com escalada e com Criterion RD 1000®, nas distâncias entre observador e a árvore de 11 m, 13 m, 15 m e à maior distância que o observador conseguiu instalar o equipamento em relação a árvore. Para avaliar o diâmetro ao longo do fuste, o volume comercial e por segmento, realizou-se o teste t pareado, com 95% de probabilidade, a análise de resíduos e as estatísticas complementares. Não houve diferença significativa entre os valores médios das variáveis analisadas, obtidos com a escalada e os estimados pelo Criterion. Houve menor amplitude dos resíduos nas seções inferiores do fuste com tendência em subestimar os menores diâmetros. As estatísticas complementares demonstraram maiores erros quando o equipamento estava mais próximo da árvore e menores quando estava a 15 m, correspondendo a uma distância superior à média da altura comercial das árvores. O equipamento permitiu estimar com exatidão diâmetros e volumes de árvores em pé, viabilizando a cubagem não destrutiva de Qualea sp. no bioma Amazônia. 

Palavras-chave: mensuração; volumetria; Criterion RD 1000®.

 

INFLUENCE OF DISTANCE ON THE ACCURACY OF THE NON-DESTRUCTIVE OF Qualea sp. IN THE AMAZON BIOME

 

ABSTRACT:

The objective was to evaluate the effect of distance on the accuracy of the digital dendrometer Criterion RD 1000®, on the estimate of the diameter and volume of Qualea sp. in the Amazon biome. Thirty trees were selected and scaled by the Smalian method to commercial height with climbing and with a Criterion RD 1000®, in the distances between the observer and the 11 m, 13 m, 15 m and the longest distance that the observer managed to install the equipment in relation to the tree. To analyze diameter along the stem, commercial volume and volume per segment, the t test for dependent samples was performed, with a 95% probability, as well as residual analysis and complementary statistics. There was no significant difference between the mean values ​​of the variables analyzed, obtained with the climb and estimated with a Criterion. There was a smaller amplitude of residues in the lower sections of the stem with tendency to underestimate smaller diameters. The complementary statistics showed greater errors with the equipment closest to the tree and smaller when it was 15 m away, corresponding to a distance greater than the average commercial height of the trees. The equipment made it possible to accurately estimate the diameters and volumes of standing trees, enabling the non-destructive scaling of Qualea sp. in the Amazon biome forest.

Keywords: measurement; volumetry; Criterion RD 1000®.

Referências

ALVARES, C. A.; STAPE, J. L.; SENTELHAS, P. C.; DE MORAES GONÇALVES, J. L.; SPAROVEK, G. Köppen’s climate classification map for Brazil. Meteorologische Zeitschrift, v. 22, n. 6, p. 711-728, 2013. DOI: http://dx.doi.org/10.1127/0941-2948/2013/0507.

ARAÚJO, R. A.; COSTA, R. B.; FELFILI, J. M.; KUNTZ, I. G.; SOUZA, R. A. T. de M. e; DORVAL, A. Florística e estrutura de fragmento florestal em área de transição na Amazônia Mato-grossense no município de Sinop. Acta Amazônica, Manaus, v. 39, n. 4, p. 865-877, 2009. DOI: https://doi.org/10.1590/S0044-59672009000400015.

BONAZZA, M.; SAMPIETRO, J. A.; SILVESTRE, R.; NICOLETTI, M. F.; LIMA, G. C. P.; SILVA, A. L. da.; MORÉS, D. F.; RODRIGUES, A. L. Accuracy of non-destructive volumetric estimates in stands of Pinus taeda L. Australian Journal of Basic and Applied Sciences, v. 9, n. 31, p. 71-78, 2015.

BRASIL. Ministério do Meio Ambiente. Instrução Normativa nº 5, de 11 de dezembro de 2006. Dispõe sobre procedimentos técnicos para elaboração, apresentação, execução e avaliação técnica de Planos de Manejo Florestal Sustentável-PMFSs nas florestas primitivas e suas formas de sucessão na Amazônia Legal, e dá outras providências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 2006.

BRASIL. Resolução CONAMA nº 406/2009. Estabelece parâmetros técnicos a serem adotados na elaboração, apresentação, avaliação técnica e execução de Plano de Manejo Florestal Sustentável-PMFS com fins madeireiros, para florestas nativas e suas formas de sucessão no bioma Amazônia. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, nº 26, p. 100, de 06 de fev. 2009. Seção 1.

CORTE, A. P. D.; SANQUETTA, C. R.; OLIVEIRA, K. A.; BEHLING, A.; COUTINHO, V. M. Desempenho de diferentes equipamentos para mensuração de diâmetro a 1,30 m, altura individual total e volume do fuste em Cryptomeria japonica (Thunb. Ex L. f.) D. Don. Enciclopédia Biosfera, Goiânia, v. 13, n. 23, p. 432-441, 2016. DOI: http://dx.doi.org/10.18677/Enciclopedia_Biosfera_2016_038.

CURTO, R. A.; LAURO, A. C.; TONINI, H.; KOHLER, S. V.; ARAÚJO, E. J. G.; BIAZATTI, S. C. Cubagem de árvores em pé com dendrômetro óptico em sistema de integração lavoura-pecuária-floresta. Pesquisa florestal Brasileira, Colombo, v. 39, p. 1-11, 2019. DOI: https://doi.org/10.4336/2019.pfb.39e201801646

CURTO, R. A.; SILVA, G. F.; SOARES, C. P. B.; MARTINS, L. T.; DAVID, H. C. Métodos de estimação de altura de árvores em Floresta Estacional Semidecidual, Floresta, Curitiba, v. 43, n. 1, p. 105-116, 2013. DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rf.v43i1.26791

FIGUEIREDO FILHO, A; BORDERS, B. E.; HITCH K. L. Taper equations for Pinus taeda plantations in Southern Brazil. Forest Ecology and Management, Amsterdam, v. 83, p. 39-46, 1996. DOI: https://doi.org /10.1016/0378-1127(96)03706-1

GAMA, J. R. V.; BOTELHO, S. A.; BENTES-GAMA, M. M.; SCOLFORO, J. R. S. Estrutura e potencial futuro de utilização da regeneração natural de floresta de várzea alta no município de Afuá, estado do Pará. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 13, n. 2, p. 71-82, 2003. DOI: https://doi.org/10.5902/198050981744.

KALLIOVIRTA, J.; LAASASENAHO, J; KANGAS, A. Evaluation of the Laser-relascope. Forest Ecology and Management, Amsterdam, v. 204, p. 181-194, 2005. DOI: 10.1016/j.foreco.2004.09.020

MOTA L. L.; BOTON D.; FONSECA, R. C.; SILVA W. C.; SOUZA A. P. Balanço hídrico climatológico e classificação climática da região de Sinop, Mato Grosso. Scientific Electronic Archives, Rondonópolis, v. 3, p. 38-44, 2013. DOI: http://dx.doi.org/10.36560/30201339

NICOLETTI, M. F.; BATISTA, J. L. F.; CARVALHO, S. P. C.; CASTRO, T. N.; HESS, A. F. Exatidão de dendrômetros ópticos para determinação do volume de árvores em pé. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 25, n. 2, p. 395-404, 2015a. DOI: https://doi.org/10.5902/1980509818458

NICOLETTI, M. F.; SILVA, E; FLORIANI, M. M. P. Metodologia não destrutiva para quantificação do volume e biomassa do fuste em remanescente florestal. Nativa, Sinop, v. 3, n. 4, p. 287-291, 2015b. DOI: http://dx.doi.org/10.14583/2318-7670.v03n04a11

NICOLETTI, M. F.; CARVALHO, S. P. C.; BATISTA, J. L. F. Revisão bibliográfica sobre métodos não-destrutivos de cubagem de árvores em pé visando à determinação da biomassa. Revista Científica Eletrônica de Engenharia Florestal, Garça, v. 20, n. 1, p. 102-116, 2012.

RODRIGUEZ, F.; LIZARRALDE, I.; FERNÁNDEZ-LANDA, A.; CONDÉS, S. Non-destructive measurement techniques for taper equation development: a study case in the Spanish Northern Iberian Range. European Journal of Forest Research, Freising, v. 133, p. 213-223, 2014. DOI: https://doi.org/10.1007/s10342-013-0739-5

SANQUETTA, C. R.; PIVA, L. R.; WOJCIECHOWSKI, J.; CORTE, A. P. D.; SCHIKOWSKI, A. B. Volume estimation of Cryptomeria japonica logs in southern Brazil using artificial intelligence models. Southern Forests, v. 1, p. 1-8, 2017. DOI: https://doi.org/10.2989/20702620.2016.1263013

SILVA, G. F.; MÔRA, R.; CURTO, R. de A. Simulação de erros na medição de altura de árvores inclinadas com aparelhos baseados em princípios trigonométricos. Nativa, Sinop, v. 5. n. 5, p. 372-379. 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.5935/2318-7670.v05n05a12

SILVA, G. F.; CURTO, R. A.; SOARES, C. P. B.; PIASSI, L. C. Avaliação de métodos de medição de altura em florestas naturais. Revista Árvore, Viçosa, v. 36, n. 2, p. 341-348, 2012. DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-67622012000200015

SOUZA, H. S.; DRESCHER, R.; VENDRUSCOLO, D. G. S.; MOURA, J. P. V. M.; SIQUEIRA, T. A. S.; MAMORÉ, F. M. D. Comparação de métodos de cubagem para eucalipto. Revista Brasileira de Biometria, Lavras, v. 35, n. 1, p. 17-26, 2017.

WILLIAMS, M. S.; CORNIER, K.; BRIGGS, R.; MARTINEZ, D. Evaluation of the Barr & Stroud FP15 and Criterion 400 laser dendrometers for measuring upper stem diameters and heights. Forest Science, Oxford, v.45, n.1, p. 53-61. 1999. DOI: https://doi.org/10.1093/forestscience/4

Downloads

Publicado

2020-09-27

Edição

Seção

Engenharia Florestal / Forest Engineering