EFEITO DE DOSES DE ADUBAÇÃO ORGÂNICA NA PRODUÇÃO DE PALMA FORRAGEIRA

Autores

DOI:

10.31413/nativa.v9i2.10655

Resumo

A palma forrageira representa excelente alternativa de cultivo para o semiárido brasileiro por adaptar-se bem as condições edafoclimáticas da região. O objetivo desse trabalho foi avaliar as características morfométricas e a produtividade de duas espécies de palma forrageira submetidas a diferentes doses de adubação orgânica. O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados em esquema fatorial 4 x 2, com 4 repetições, sendo quatro doses de adubação orgânica e duas espécies. As características avaliadas foram: comprimento do cladódio, largura do cladódio, número de cladódios, altura das plantas, altura total dos cladódios, área do cladódio, índice de área dos cladódios, produção de massa verde e produção de massa seca. Os dados foram submetidos a análise de variância. O teste de Tukey (P<0,05) foi usado para comparação das médias das espécies e para doses de adubo foram gerados gráficos a partir das regressões.  Para as características morfométricas e de produção observou-se efeito significativo para as doses de esterco bovino sob todos os parâmetros analisados. A máxima produção de matéria seca foi observada, quando se aplicou 75 t ha-1 de esterco bovino. A palma ‘Gigante’ apresenta maior produção de matéria seca quando comparada a ‘Sem espinho’.

Palavras-chave: Nopalea cochenillifera; Opuntia fícus-indica; semiárido.

 

Effect of organic fertilization doses on forage palm production

 

ABSTRACT: The forage palm represents an excellent cultivation alternative for the Brazilian semi-arid, as it adapts well to the region's edaphoclimatic conditions. The objective of this work was to evaluate the morphometric characteristics and the productivity of two species of forage palm submitted to different doses of organic fertilization. The experimental design used was in randomized blocks in a 4 x 2 factorial scheme, with 4 replications, with four doses of organic fertilization and two species. The characteristics evaluated were: length of the cladode, width of the cladode, number of cladodes, plant height, total height of the cladodes, area of ​​the cladode, index of the area of ​​the cladodes, production of green mass and production of dry mass. The data were subjected to analysis of variance. The Tukey test (P <0.05) was used to compare the means of the species and for fertilizer doses, graphs were generated from the regressions. For the morphometric and production characteristics, a significant effect was observed for the doses of bovine manure under all parameters analyzed. Maximum dry matter production was observed when 75 t ha-1 of bovine manure was applied. The ‘Gigante’ palm has a higher production of dry matter when compared to ‘Sem espinho’.

Keywords: Nopalea cochenillifera; Opuntia fícus-indica; semiarid.

Referências

ALBUQUERQUE, S. G. D. Cultivo da palma forrageira no Sertão do São Francisco. Embrapa Semiárido 6 p. Comunicado Técnico. (INFOTECA-E), 2000.

ALMEIDA, J.; PEIXOTO, C. P.; LEDO, C. A. S. Caracterização do sistema de produção e utilização da palma forrageira na região semiárida do estado da Bahia. Centro Científico Conhecer, Goiânia, v. 8, n. 15, p. 394-404, 2012.

BARROS, J. L.; DONATO, S. L. R.; GOMES, V. M.; DONATO, P. E. R.; SILVA, J. A.; PADILHA JÚNIOR, M. C. Palma Forrageira ‘Gigante’ Cultivada com Adubação Orgânica. Revista Agrotecnologia, Lavras, v. 7, n. 1, p. 53-65, 2016. DOI: 10.12971/2179-5959/agrotecnologia.v7n1p53-65

DETMANN, E.; SOUZA, M. A. de; VALADARES FILHO, S. C.; QUEIROZ, A. C.; BERCHIELLI, T. T.; SALIBA, E. O. S.; CABRAL, L. S.; PINA, D. S.; LADEIRA, M. M.; AZEVEDO, J. A. G. (Ed.). Métodos para análise de alimentos. Visconde do Rio Branco: Suprema, 2012. 214p.

DONATO, P. E. R.; PIRES A. J. V.; DONATO S. L. R.; BONOMO P.; SILVA J. A.; AQUINO, A. A. Morfometria e rendimento da palma forrageira ‘Gigante’ sob diferentes espaçamentos e doses de adubação orgânica. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, Recife, v. 9, n. 1, p. 151-158, 2014. DOI: 10.5039/agraria.v9i1a3252

EMPARN_Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte. Palma Forrageira: irrigada e adensada. Natal: EMPARN, 2015. 62p.

EMBRAPA_EMPRESA BRASILEIRA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA. Sistema Brasileiro de Classificação de Solos. 3 ed. Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 2013. 353p.

FERREIRA, C. A.; FERREIRA, R. L. C.; SANTOS, D. C. et al. Utilização de técnicas multivariadas na avaliação da divergência genética entre clones de palma forrageira (Opuntia ficus-indica Mill.). Revista Brasileira de Zootecnia, Viçosa, v. 32, n. 6, p. 1560-1568, 2003. DOI: https://doi.org/10.1590/S1516-35982003000700004.

FERREIRA, D. F. Sisvar: a computer statistical analysis system. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 35, n. 6, p. 1039-1042, 2011. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1413-70542011000600001

FERREIRA, M. A.; URBANO, S. A. Novas Tecnologias para Alimentação de Bovinos Leiteiros na Seca. Revista Científica de Produção Animal, Areia, v. 15, n. 1, p. 42-52, 2013. DOI: http://dx.doi.org/10.15528/2176-4158/rcpa.v15n1p42-52

KÖPPEN, W. Climatologia: con un estudio de los climas de la tierra. Fondo de Cultura Econômica. México. 479p. 1948.

MARQUES, O. F. C.; GOMES, L. S. P.; MOURTHÉ, M. H. F.; BRAZ, T. G. S.; PIRES NETO, O. D. S. Palma forrageira: cultivo e utilização na alimentação de bovinos. Caderno de Ciências Agrárias, Montes Claros, v. 9, n. 1, p. 75-93, 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.35699/2447-6218.2017.2940

NOBEL, P. S. Biologia ambiental. In: BARBERA, G; INGLESE, P.; PIMIENTA BARROS, E. Agroecologia, cultivo e usos da palma forrageira. João Pessoa: FAO, SEBRAE/PB, 2001. p. 36-48.

NOVAIS, R. F.; ALVAREZ, V. V. H.; BARROS, N. F.; FONTES, R. L. F.; CANTARUTTI, R. C.; NEVES, J. C. L. (Ed.). Fertilidade do Solo. Viçosa: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2007. 64p.

RAMOS, J. P. F.; SANTOS, E. M.; FREITAS, F. F.; CÂNDIDO, E. P.; LIMA JÚNIOR, A. C.; LEITE, M. L. V.; OLIVEIRA JÚNIOR, S. Caracterização técnica dos sistemas de produção de palma forrageira em Soledade, PB. Revista Agropecuária Técnica, Areia, v. 35, n. 1, p. 23-30, 2014.

SAMPAIO, E. V. S. B. Fisiologia da palma. In; MENEZES, R. S. C. et al. (Eds). A palma no Nordeste do Brasil: conhecimento atual e novas perspectivas de uso. Recife: Editora Universitária da UFPE, 2005. p. 43-55.

SANTOS, M. V. F.; LIRA, M. A.; FARIAS, I.; BURITY, H. A.; NASCIMENTO, M. M. A.; TAVARES FILHO, J. J. Estudo comparativo das cultivares de palma forrageira ‘Gigante’, ‘Redonda’ (Opuntia fícus-índica, Mill) e ‘Miúda’ (Nopalea cochenillifera, Salmi Dyck) na produção de leite. Revista da Sociedade Brasileira de Zootecnia, Viçosa, v. 19, n. 6, p. 504-511, 1990.

SILVA, L. M. da; FAGUNDES, J. L.; VIEGAS, P. A. A.; MUNIZ, E. N.; RANGEL, J. H. de A., MOREIRA, A. L., BACKES, A. A. Produtividade da palma forrageira cultivada em diferentes densidades de plantio. Revista Ciência Rural, v. 44, n. 11, p. 2064-2071, 2014. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/0103-8478cr20131305

SILVA, T. G. F.; ARAÚJO PRIMO, J. T.; MORAIS, J. E. F.; DINIZ, W. J. S.; SOUZA, C. A. A.; SILVA, M. C. Crescimento e produtividade de clones de palma forrageira no semiárido e relações com variáveis meteorológicas. Revista Caatinga, Mossoró, v. 28, n. 2, p. 10-18, 2015.

SOARES, M. S. Palma forrageira: Aspecto do cultivo e desempenho animal. Nutritime Revista Eletrônica, Viçosa, v. 14, n. 4, p. 6041-6055, 2017.

VOISIN, A. Adubos: novas leis científicas de sua aplicação. Ed. Mestre Jou. São Paulo. 1973. 130p.

Downloads

Publicado

2021-05-14

Edição

Seção

Agronomia / Agronomy