AIRTRACK: TECNOLOGIA INFLÁVEL PARA A PRÁTICA ACROBÁTICA

Autores

  • Tabata Larissa Almeida Universidade Estadual de Campinas- Faculdade de Educação Física. Grupo de pesquisa em Ginástica
  • Marco Antonio Coelho Bortoleto Universidade estadual de Campinas- Faculdade de Educação Física. Grupo de pesquisa em ginástica.

Palavras-chave:

Superfícies Elásticas, Pista inflável, Acrobacia de solo, Ginástica

Resumo

O AirTrack consiste numa pista inflável que tem atraído a atenção de muitos especialistas das práticas acrobáticas, com amplo uso em diversos países europeus e na América do Norte, embora represente uma tecnologia pouco presente na realidade brasileira. Desse modo, objetivamos nesse estudo apresentar a referida tecnologia bem como algumas das aplicações possíveis no âmbito do ensino-aprendizagem das acrobacias. Para tal, foram consultados seis especialistas internacionais por meio de um questionário semiestruturado enviado eletronicamente. Os dados obtidos foram tratados por meio de uma análise categorial temática. Concluímos que, embora essa ainda não seja um equipamento comum no cenário nacional, o AirTrack apresenta-se como um excelente recurso para o ensino-aprendizagem da acrobacia, principalmente devido o fácil transporte e armazenamento do equipamento, a diversidade de modelos (tamanhos e formas), que de modo geral permite inúmeras exercitações, jogos e brincadeiras acrobáticas.

Biografia do Autor

Tabata Larissa Almeida, Universidade Estadual de Campinas- Faculdade de Educação Física. Grupo de pesquisa em Ginástica

Mestre em Educação Física, na área de Educação Física e Sociedade na Universidade Estadual de Campinas e graduada em Educação Física pela mesma universidade (2013). Técnica em estudos e práticas de Ginástica pela International Academy Of Physical Education, Ollerup-Dinamarca (2009/2010).Membro do GPG (Grupo de Pesquisa em Ginástica) da FEF/Unicamp desde 2012 e do Grupo de pesquisa em Circo- Circus, além do Grupo Ginástico da UNICAMP desde 2008. Bolsista PIBIC- CNPq no período de 2011-2012 ( iniciação científica) e de 2014 a 2016 (Mestrado). Está entre os doze professores brasileiros licenciados em Ginástica Para Todos (GPT) pela Federação Internacional de Ginástica (FIG).

Marco Antonio Coelho Bortoleto, Universidade estadual de Campinas- Faculdade de Educação Física. Grupo de pesquisa em ginástica.

Graduado (Licenciatura Plena) em Educação Física pela Universidade Metodista de Piracicaba (1997), Mestrado em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas (2000), Doutorado pela Universidade de Lleida (2004) no Instituto Nacional de Educação Física da Catalunha (INEFC) na Espanha (2004) e Livre Docente (Professor Associado) FEF-UNICAMP (2016). Realizou Estágio de Pós-doutorado no Laboratório do Centro de Estudos das Actividades Desportivas - CEAD, da Faculdade de Motricidade Humana (FMH) da Universidade Técnica de Lisboa (UTL - Portugal) (2010-2011). Professor visitante na Universidad A Coruña (Espanha) em 2011. Professor de Acrobacia na Escola de Circo de Barcelona (Espanha, 2001-2005). Casado e pai da Leticia e da Alicia! Atualmente é Professor MS5 (Livre Docente / Associado) do Departamento de Educação Física e Humanidades (DEFH) da Faculdade de Educação Física da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Pesquisa na área de Educação Física, com ênfase na Ginástica e no Circo, enfocando nas seguintes temáticas: cultura de treinamento da ginástica artística (antropologia do esporte e etnografia); relações das atividades circenses com a Educação Física; formação e desenvolvimento da Ginástica Geral (Ginástica para Todos); técnologias elásticas e formação de acrobatas; bem como outros estudos fundamentados na teoria da "Ação Motriz" ou Praxiologia Motriz.

Downloads

Publicado

2016-12-23