Caminhos, abelhas e passarinhos: um estudo da mise en scène no documentário "Duas aldeias, uma caminhada"

Autores

  • José Francisco Serafim Universidade Federal da Bahia
  • Francisco Gabriel de Almeida Rego Universidade Federal do Sul da Bahia

Resumo

Este artigo analisa o documentário Duas aldeias, uma caminhada - mokoi tekoá petei jeguatá (2008), realização do coletivo Mbyá Guarani de Cinema. Busca-se apontar para a importância do território indígena na estruturação do documentário como forma de relacionar os sujeitos envolvidos no processo de registro documental. Buscamos, dessa maneira, abordar as características da mise en scène no documentário, observando o caráter intersubjetivo da cena, presente na relação entre os comentários desenvolvidos pelos sujeitos indígenas nos espaços de registro.

Referências

ARAÚJO, Juliano José. 2015. Cineastas indígenas, documentário e autoetnografia : um estudo do projeto Vídeo nas Aldeias. 2015. Tese (Doutorado em multimeios). Universidade Estadual de Campinas. Campinas.

BARROS, Moacir Francisco Sant’anna de. 2014. Caminhada, Canto, Conversação mise-en-scène reversa em três filmes do Coletivo Mbyá-Guarani de Cinema. 2014.222f. Tese (Doutorado). Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas. Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte.

CAIXETA QUEIROZ, Rubem. 2009. Relações Interétnicas e Performance Ritual: Ensaio de Antropologia Fílmica sobre os Waiwai do Norte da Amazónia. In: FREIRE, Marcius; LOURDOU, Philippe (Org.). Descrever o visível Cinema Documentário e Antropologia Fílmica. São Paulo: Editora Estação Liberdade.

CLASTRES, Hélène. 1978. Terra sem Mal - o profetismo Tupi-guarani. São Paulo: Brasiliense.

COMOLLI, Jean-Louis. 2008. Ver e poder - a inocência perdida. Belo Horizonte: UFMG.

FRANCE, Claudine de. 1998. Cinema e Antropologia. Trad. Maria Francisca Marcello. Campinas: UNICAMP.

LADEIRA, Maria Inês. 2007. O caminhar sob a luz. São Paulo: UNESP.

RAMOS, Fernão Pessoa. 2012. A Imagem-Câmera. Campinas: Papirus.

Filmografia

Bicicletas de Nhanderu

min., 2010.

Sinopse: Uma imersão na espiritualidade presente no cotidiano dos Mbyá-Guarani da aldeia

Koenju, em São Miguel das Missões no Rio Grande do Sul.

Direção: Ariel Ortega

Imagens: Ariel Ortega, Patrícia Ferreira, Alexandre Ferreira, Germano Beñites, Jorge

Morinico, Cirilo Vilhalba e Léo Ortega

Edição: Tiago Campos Tôrres

Downloads

Publicado

2021-03-22

Edição

Seção

Artigos Livres