Cuia pitinga, natureza e cultura da várzea amazônica

Autores

Resumo

Este ensaio fotográfico revela cenas cotidianas registradas em comunidades de várzea da região do Aritapera, em Santarém, Pará. Essa região é particularmente renomada, no estado, pela reputação de sua produção de cuias, quer sejam pitingas (brancas, sim pigmentação), quer sejam tingidas e ornamentadas com incisões. Atraídas pela constante presença das cuias pitingas, isto é, não pigmentadas, em diferentes cenários da várzea, as câmeras percorrem o ambiente doméstico de algumas das mulheres responsáveis por transformar os frutos da cuieira (Crescentia cujete) em objetos bons para ver, usar e pensar. Transitando por tempos e espaços distintos, seguindo fluxos entre a natureza e a cultura, as lentes demonstram que as cuias pitingas são produtos de um requintado pensamento selvagem, capazes de intermediar materiais e simbólicas trocas entre humanos e não humanos.

Biografia do Autor

Luciana Gonçalves de Carvalho, Universidade Federal do Oeste do Pará

Doutora em Ciências Humanas-Antropologia (PPGSA/UFRJ, 2005), mestra em Sociologia (PPGSA/UFRJ, 1997), bacharel em Ciências Sociais (UFRJ, 1994). Professora na Universidade Federal do Oeste do Pará desde 2010, atuando nos cursos de graduação em Antropologia, mestrado em Ciências da Sociedade e doutorado em Sociedade, Natureza e Desenvolvimento (Ciências Ambientais). Professora do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia da UFPA. No Grupo de Pesquisa Diversidade Cultural, Território e Novos Direitos na Amazônia, tem pesquisas em andamento sobre memória, conhecimentos tradicionais, patrimônio cultural, direitos coletivos e conflitos socioambientais em comunidades tradicionais afetadas por projetos de desenvolvimento e Unidades de Conservação. Coordena o Programa de Extensão Patrimônio Cultural na Amazônia (Proext/MEC), com atuação na região da Calha Norte desde 2010. De 2001 a 2010 atuou como pesquisadora e gestora de diversos projetos de pesquisa e desenvolvimento de setores ligados ao patrimônio cultural imaterial brasileiro no Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular/Iphan. É autora de publicações sobre patrimônio cultural imaterial, cultura popular, memória, trabalho e conhecimentos tradicionais em  comunidades  amazônicas, bem como de relatórios técnicos, laudos e outros estudos antropológicos em processos de regularização fundiária, disputa territorial e conflito socioambiental.

Referências

CARVALHO, Luciana Gonçalves de (Org.). O artesanato de cuias em perspectiva – Santarém. Rio de Janeiro: Iphan, CNFCP, 2011.

FERREIRA, Alexandre Rodrigues. Memoria sobre as cuyas. Revista Nacional de Educação, Rio de Janeiro, n. 6, p. 58-63, mar. 1933 [1786].

HARTMANN, Tekhla. Evidência interna em cultura material. O caso das cuias pintadas do século 18. Revista do Museu Paulista, São Paulo, n. 33, p. 291-302, 1988.

LÉVI-STRAUSS, Claude. O pensamento selvagem. Campinas: Papirus, 1989.

PAZ, Octavio. Ver e usar: arte e artesanato. In:______. Convergências: ensaios sobre arte e literatura. Rio de Janeiro: Rocco, 1991.

Downloads

Publicado

2020-09-21

Edição

Seção

Ensaios Fotográficos