Homossexualidade indígena no Brasil: Um roteiro histórico-bibliográfico

Autores

  • Estevão Rafael Fernandes Dept. de C. Sociais Univ. Fed. de Rondônia

Resumo

Resumo: Este artigo busca sistematizar as referências sobre homossexualidade indígena na literatura clássica da etnologia brasileira, bem como apresentar textos recentes produzidos por antropólogos sobre a questão. O objetivo, mais do que apresentar um conjunto de textos e autores, é indicar a existência de um campo de estudos já consolidado (ainda que não necessariamente articulado internamente), por meio de pesquisas realizadas nos últimos anos, apontando também os desafios e perspectivas de se tomar “homossexualidade indígena” enquanto tema de investigação.

Referências

ABREU, Capistrano de. Rã-txa hu-ni-ku-i. Grammatica, textos e vocabulário Caxinauás. 2ª. Ed. Rio de Janeiro: Sociedade Capistrano de Abreu. 1941.

ALEXANDRINO, Ronaldo. A suposta homossexualidade. Dissertação de Mestrado em Educação. Campinas: Unicamp. 2009.

BALDUS, Herbert. Ensaios de etnologia Brasileira. São Paulo, Rio de Janeiro, Recife: Companhia Editora Nacional. 1937.

BRITO, Ivo. (Org.). Sexualidade e saúde indígenas. Brasília, Paralelo 15. 2011.

CALHEIROS, Orlando. Aikewara. Esboços de uma sociocosmologia tupi-guarani. Tese de Doutorado em Antropologia Social, PPGAS-UFRJ. Rio de Janeiro, 2014.

CANCELA, Cristina Donza; SILVEIRA, Flávio Leonel Abreu da; MACHADO, Almires. “Caminhos para una pesquisa acerca da sexualidade em aldeias indígenas no Mato Grosso do Sul”, Rev. Antrop. 53(1): 199-235. 2010.

CANESE, Natalia K. de; ALCARAZ , Feliciano A. Diccionario Guarani/Español – Español/Guarani. Assunção: Instituto Superior de Línguas, Asunción, Universidad Nacional de Asunción. 2000.

CARIAGA, Diógenes. “Gênero e sexualidades indígenas: alguns aspectos das transformações nas relações a partir dos Kaiowá no Mato Grosso do Sul”. Cadernos de campo, São Paulo, n. 24, p. 441-464, 2015.

CARNEIRO, Robert. “Extra-Marital sex freedom among the Kuikuru Indians of Mato Grosso”. Revista do Museu Paulista N.S., X. 1956/58. São Paulo. 1958.

CARVAJAL, Gaspar de. Descobrimentos do rio das Amazonas, traduzidos e anotados por C. de Melo-Leitão. São Paulo: Companhia editora nacional. 1941.

CHAMORRO, Graciela. Decir el Cuerpo: Historia y etnografia del cuerpo em lós pueblos Guarani. Asunción, Tiempo de Historia, Fondec. 2009.

COLINI, Giuseppe Angelo. “Studio storico ed etnográfico del dott. G. A. Colini”. Em: BOGGIANI, Guido. I Caduvei (Mbayá o Guaycuru), Viaggi d’um artista nell’America Meridionale. Roma: Ermanno Loescher & C.º 1895.

D’EVREUX, Yves. Viagem ao Norte do Brasil feita nos annos de 1613 a 1614 pelo padre Ivo D’evreux, religioso capuchinho, publicada conforme o exemplar unico conservado na Biblioteca Imperial de Pariz. Maranhão: Typ. Do Frias, 1874.

___________. Voyage au nord du Brésil (1615). Édition critique établie par Franz OBERMEIER. Kiel: Westenseeverlag-Verlag, 2012.

DESCONHECIDO. Cartas Avulsas: 1550-1568. Série Publicações da Academia Brasileira, Cartas Jesuíticas II. Rio de Janeiro: Officina Industrial Gráfica. 1931.

FERNANDES, Estevão R. “Homossexualidades indígenas y descolonialidad: algunas reflexiones a partir de las críticas two-spirit”. Tabula Rasa: Revista de Humanidades (Bogota). v. 20, p. 135-157, 2014a.

___________. “Homossexualidade Indígena no Brasil: Desafios de uma pesquisa”. Novos Debates - Fórum de Debates em Antropologia. v. 1, p. 26-33, 2014b.

___________. “Pensando de forma não situada: dilemas no estudo das homossexualidades indígenas no Brasil”. Élisée - Revista de Geografia da UEG. v. 3, p. 157-167, 2014c.

___________. “Ativismo Homossexual Indígena: Uma Análise Comparativa entre Brasil e América do Norte”. Dados (Rio de Janeiro), v. 58, p. 257-294, 2015a.

___________. “Decolonizando sexualidades: Enquadramentos coloniais e homossexualidade indígena no Brasil e nos Estados Unidos”. Tese de Doutorado em Ciências Sociais (Estudos comparados sobre as Américas) apresentada no Centro de Pesquisa e Pós Graduação da Universidade de Brasília. Brasília: Ceppac/UnB. 2015b.

FOUCAULT, Michel. História da Sexualidade I: A vontade de saber. Rio de Janeiro: Graal. 1988.

FREYRE, Gilberto. Sobrados e Mucambos. Coleção Intérpretes do Brasil, vol. 2. Rio de Janeiro: editora Nova Aguilar, 2002.

GANDAVO, Pero de Magalhães de. Historia da Provincia de Santa Cruz a que vulgarmente chamamos Brasil. Lisboa: Typographia da Academia Real das Sciencias. 1858.

GOMES, Aguinaldo Rodrigues; NOVAIS, Sandra Nara da Silva. “Práticas sexuais e homossexualidade entre os indígenas brasileiros”. Caderno Espaço Feminino (Online), v. 26, p. 44-57, 2013.

GONTIJO, Fabiano, ERICK, Igor. “A Diversidade Sexual e de Gênero em Contextos Rurais e Interioranos no Brasil: ausências, lacunas, silenciamentos e... exortações”. Aceno, Vol. 2, n. 4, p. 24-40. Ago-Dez., 2015

GREGOR, Thomas. Mehinaku. Chicago: Chicago University Press. 1977.

________. Anxious pleasures: the sexual lives of an Amazonian people. Chicago: University of Chicago Press 1985.

GUERRA, Verônica Alcântara. “Despeitadas’: Travestis, da aldeia indígena para o mundo”. Trabalho apresentado no Grupo de Trabalho Culturas corporais, sexualidades e reconhecimentos: novas moralidades em debates. IV Reunião Equatorial de Antropologia/XVIII Reuião de Antropólogos do Norte e Nordeste. Fortaleza, 2013.

HERCKMAN, Elias. “Descripção geral da Capitania da Parahyba”. Revista do Instituto Archeologico e Geographico Pernambucano, tomo V, n. 31, p. 239-288. Recife: Typographia Industrial. 1886.

HUGH-JONES, Christine. From the milk river: spatial and temporal processes in Northwest Amazonia. Nova Iorque: Cambridge University Press. 1979.

LADEIRA, Maria Inês. O caminhar sob a luz: território mbya à beira do oceano. São Paulo: Editora Unesp, 2007.

LAGROU, Els. A fluidez da forma: arte, alteridade e agência em uma sociedade amazônica [Kaxinawá, Acre]. Rio de Janeiro: Top Books, 2007.

LEA, Vanessa R..O som do silêncio (Paul Simon). Cad. Pagu. n.41, pp. 87-93. 2013.

LÉRY, Jean de. Viagem à terra do Brasil. São Paulo. Livraria Martins. 1941.

____. Voyage au Brésil. Lausanne: Bibliothèque romande, 1972.

____. History of a voyage to the land of Brazil, otherwise called America. Berkeley: University of California Press. 1990.

LÉVI-STRAUSS, Claude. “The social use of kinship terms among Brazilian Indians”. American Anthropologist, New Series, Vol. 45, N. 3, Part 1 (Jul. - Sep., 1943). Pp. 398-409. 1943.

______________. Tristes Trópicos. São Paulo: Companhia das Letras. 1996.

______________. O cru e o cozido (Mitológicas I). São Paulo: Cosac & Naify. 2004.

MAGALHÃES, Couto de. “Parte II: Origens, costumes e região selvagem”. O Selvagem. Rio de Janeiro: Typographia da Reforma. 1876.

MARANHÃO FILHO, Eduardo Meinberg de Albuquerque. “A Pomba-gira Lady Gaga e a travesti indígena: (Re/des) fazendo gênero no Alto Rio Negro, Amazonas”. Mouseion, Canoas, n.22, p. 151-175. Dez. 2015.

MÉTRAUX, Alfred. “Ethnography of the Chaco”. Em: STEWARD, J. H. (Ed). Handbook of South American Indians. Vol 1. The Marginal Tribes. Smithsonian Institution Bureau of American Ethnology. Bulletin 143. Washington: United States Government Printing Office. 1948.

MOTT, Luiz. “A homossexualidade entre os índios do Novo Mundo antes da chegada do homem branco”. BRITO, Ivo et al. Sexualidade e saúde indígenas. Pp. 83-94. Brasília: Paralelo 15. 2011.

MURPHY, Robert; QUAIN, Buell Quain. The Trumaí Indians of Central Brazil. Seattle & London: University of Washington Press. 1955.

NASCIMENTO, Silvana de Souza. “Variações do feminino: circuitos do universo trans na Paraíba”. Revista de Antropologia, v. 57, pp. 376-411, 2014.

NÓBREGA, Manuel da. Cartas do Brasil (1549-1560). Rio de Janeiro: Officina Industrial Graphica. 1931.

NIMUENDAJU, Curt. “The Tukuna”. Em: LOWIE, R. (org.), Publications in American Archaeology and Ethnology. Berkeley/Los Angeles, University of California Press, vol. 45. 1952.

_____________. As lendas da criação e destruição do mundo como fundamento da religião dos Apapocúva-Guarani, São Paulo: Hucitec/Edusp. 1987.

OLIVEIRA, João Oliveira. “A problemática dos ‘índios misturados’ e os limites dos estudos americanistas: um encontro entre antropologia e história”. In: Ensaios em antropologia histórica. pp. 99-123. Rio de Janeiro: Editora UFRJ. 1999.

PANET, Rose-France de Farias. ‘I-mã a Kupên prãm’: Prazer e sexualidade entre os Canelas. Tese de Doutorado em Políticas Públicas e em Antropologia, Universidade Federal do Maranhão; École Pratique de Hautes Études. 2010.

PICQ, Manuela Lavinas; TIKUNA, Josi. “Sexual modernity in Amazônia”. E-international relations. Disponível em http://www.e-ir.info/2015/07/02/sexual-modernity-in-amazonia/, acessado em agosto de 2015. Artigo publicado em 2 de julho de 2015.

RAMOS, Alcida Rita. “O índio hiper-real”. Revista Brasileira de Ciências Sociais. 28(10): pp. 5-14. 1995.

RIBEIRO, Darcy. Os índios e a civilização. Petrópolis: Vozes. 1979.

________. “Arte Índia”. Em: RIBEIRO, Darcy (Ed.) Suma etnológica brasileira, volume 3: Arte índia. Petrópolis: Vozes. 1986.

________. Confissões. São Paulo: Companhia das Letras. 1997.

RODRIGUES, Patrícia de Mendonça. A caminhada de Tanyxiwè: Uma teoria Javaé da História. Tese de Doutorado em Antropologia (versão em português). Chicago: University of Chicago, 2008.

ROSA, Patricia Carvalho. “Romance de primas com primas e o problema dos afetos: parentesco e micropolítica de relacionamentos entre interlocutores Tikuna, sudoeste amazônico”. Cad. Pagu. n. 41, pp. 77-85, 2013 .

ROSÁRIO, José Manuel. “História dos índios cavalleiros, ou da nação guaycurú, escripta no real presídio de Coimbra por Francisco Rodrigues do Prado – Trasladada de um manuscripto offerecido ao Instituto pelo Socio Correspondente José Manuel do Rosário”. Revista do Instituto Histórico e Geographico do Brazil, Tomo I, n. 1, 1º. Trimestre de 1839.

SILVA, Laionel Vieira da; BARBOSA, Bruno Rafael Silva Nogueira. “Entre cristianismo, laicidade e estado: As construções do conceito de homossexualidade no Brasil”. Mandrágora (Universidade Metodista de São Paulo). v.21. n. 2, p. 67-88, 2015.

SILVA, Paulo de Tássio Borges da. “Há lugar para a homossexualidade num regime de índio?”. Em: Anais do VI Congresso Internacional de Estudos sobre a Diversidade Sexual e de Gênero da Associação Brasileira de Estudos da Homocultura- ABEH. Salvador, 2012.

SOUSA, Gabriel Soares de. Tratado descritivo do Brasil em 1587; edição castigada pelo estudo e exame de muitos códices manuscritos existentes no Brasil, em Portugal, Espanha e França, acrescentada de alguns comentários por Francisco Adolfo de Varnhagen. Belo Horizonte, Editora Itatiaia. 2000.

STADEN, Hans. Primeiros registros escritos e ilustrados sobre o Brasil e seus habitantes. São Paulo: Editora Terceiro Nome. 1999.

STEINEN, Karl von den. “Entre os Borôros (Tradução do cap. XVII do livro Unter den Naturvölkern Zentral-Brasiliens, por Basílio de Magalhães)”. Revista do Instituto Historico e Geographico Brasileiro, Tomo LXXVIII, Parte II, p. 391-490. 1915.

TORRÃO FILHO, Amílcar. Tríbades galantes, fachonos militantes: homossexuais que fizeram história. S. Paulo: Summus, 2000.

TORRES, Maristela Souza. Mulher karajá. Desvendando tradições e tecendo inovações: diálogo sobre as demandas de gênero. Tese de doutorado. PUC/SP. 2011.

TOTA, Martinho. Entre as diferenças: gênero, geração e sexualidades em contexto interétnico. Tese de Doutorado em Antropologia Social. Rio de Janeiro: PPGAS/UFRJ. 2012.

______. “Eixos, nexos e câmbios da diferença: discursos e trajetórias políticas envolvendo etnicidade, homossexualidade e religião”. Bagoas: Revista de Estudos Gays, v. 7, pp. 295-322, 2013a.

______. Entre as diferenças: gênero, geração e sexualidades em contexto interétnico. Rio de Janeiro: Multifoco, 2013b.

______. “Cinco Vidas: travestilidades, gênero, sexualidades e etnicidades no interior da Paraíba”. Revista de Antropologia (USP), 58(2), 2015

TRAULITO. Entre dois mundos: Entrevista com Jerá Giselda, líder Guarani e Professora. Revista Traulito n.2. Julho de 2010, Disponível em http://companhiadolatao.com.br/traulito/wp-content/uploads/2011/01/traulito02-jera.pdf, acessado em setembro de 2014. 2010.

TREVISAN, João Silvério. Devassos no paraíso: A homossexualidade no Brasil, da colônia à atualidade. 6. ed. Rio de Janeiro: Record, 2004.

VARNHAGEN, Francisco Adolpho de. Historia geral do Brazil, isto é, do descobrimento, colonisação, legislação e desenvolvimento deste estado, hoje imperio independente, escripta em presença de muitos documentos autenticos recolhidos nos archivos do Brazil, de Portugal, da Hespanha e da Hollanda. Tomo primeiro, Rio de Janeiro: Casa de E. e H. Laemmert, 1854.

VESPÚCIO, Américo. Novo Mundo: As cartas que batizaram a América. São Paulo: Editora Planeta do Brasil, 2003.

WAGLEY, Charles Welcome of Tears, Oxford University Press. 1977.

WAGLEY, Charles; GALVÃO, Eduardo. The Tenetehara Indians of Brazil. New York: Colombia University Press. 1949.

Downloads

Publicado

2016-09-12

Edição

Seção

Dossiê Temático