Metamorfoses entre obrigações e medos: um ensaio etnográfico sobre experiências socioespaciais de moradores de comunidades rurais da região metropolitana de São Luís (MA)

Autores

  • Luzinele Everton de Alcobaça Universidade Federal de São Carlos

Resumo

Neste texto pretendo expor algumas notas de campo acerca de minha pesquisa de doutorado em andamento em quatro pequenas comunidades consideradas rurais da região metropolitana de São Luís - MA. Tento levantar considerações sobre aspectos que têm se destacado na pesquisa, podendo conduzir aos principais eixos de análise no processo de construção futura da tese. Maracanã, Alegria, Vila Mochel e Quilômetro 21 são comunidades impactadas das mais diferentes formas pelas recentes implementações de residenciais do Programa Minha Casa Minha Vida. Os moradores estabelecidos a longo tempo nessas comunidades desenvolveram um modo de vida onde as relações com seus antepassados, santos e encantados envolvem cadeias de obrigações e um sentido de tradição, expressas em práticas festivas. O contato com a violência via política de Estado, impondo padrões habitacionais com características socioambientais agressivas e o contato com a violência via tráfico de drogas vêm produzindo uma complexa sociabilidade entremeada por medos distintos nessa região.

 

Palavras-chave: região de Maracanã; Programa Minha Casa Minha Vida; medo; obrigação; tradição.

Downloads

Publicado

2021-03-22

Edição

Seção

Dossiê Temático: Formas de habitar, vizinhança e ação política