Transviades contra o cistema transfóbico: Você sabe o que é genitalismo?

Autores

DOI:

10.31560/2595-3206.2020.12.12026

Resumo

Este texto, que pode ser rotulado como ensaístico, foi escrito por duas pessoas trans, com formação em Arqueologia e problematizadoras por excelência. O intuito dessas palavras e com a leitura deste texto, é de causar questionamentos e inquietações acerca do que está dado como certo ao definir a identidade de gênero e sexual de uma pessoa: a genitália. Realizamos análises e reflexões através de nossas pesquisas de trabalho de conclusão de curso na graduação para rebater e destruir o genitalismo. O campo de pesquisa é a prática vivida, a cotidianidade, a experiência rotineira: as nossas vidas.

Biografia do Autor

Shay de los Santos Rodriguez, Mestrando em Educação, Universidade Federal do Rio Grande (FURG)

Shay de los Santos Rodriguez (Taquarembó - Uruguay, 12 de novembro de 1997). Primeiro homem trans arqueólogo no Brasil pela Universidade Federal do Rio Grande - FURG. Atualmente é estudante de Mestrado em Educação (PPGEDU) na FURG, com a linha de pesquisa sobre culturas, identidades e diferenças. Suas pesquisas e projetos tem como objetivo problematizar o patriarcado e destruir a masculinidade hegemônica. Pois existem várias masculinidades e assim múltiplas transmasculinidades.

Violet Baudelaire Anzini, Mestranda em Arqueologia, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Violet Baudelaire é graduada em Arqueologia com ênfase em arqueologia do capitalismo pela Universidade Federal do Rio Grande - FURG. Sendo uma das primeiras mulheres trans e travestis a se formar em arqueologia no Brasil. Suas áreas de atuação nas ciências humanas são gênero, transfeminismo, performance, sexualidade, arqueologia do contemporâneo, da paisagem, do corpo e da performance, onde desenvolve pesquisas científicas e performances artísticas debatendo essas temáticas e problemáticas, logo Violet é arqueóloga, cientista e artista.

Downloads

Publicado

2021-04-05