CLASSES DE SOLOS NAS BACIAS HIDROGRÁFICAS DOS RIOS CAIABI E RENATO, AFLUENTES DO RIO TELES PIRES, NO SUL DA AMAZÔNIA

Autores

DOI:

10.31413/nativa.v10i3.14192

Palavras-chave:

recursos naturais, Latossolos, pedologia, fronteira agrícola, ecótono Cerrado-Amazônia

Resumo

Em função dos avanços dos sistemas de produção agropecuária e da crescente demanda por alimentos no mundo, ainda é proeminente, a necessidade de se investigar as relações existentes entre os atributos do solo e as diferentes condições ambientais em que estão inseridos. Existem diversos produtos científicos que apresentam as caracterizações dos solos brasileiros, contudo, dependendo da aplicação, as maiores limitações estão vinculadas à escalas espaciais e amostragens em regiões isoladas. Neste trabalho é apresentada a classificação dos solos de dezoito perfis, distribuídos em duas bacias hidrográficas (rios Caiabi e Renato) afluentes do rio Teles Pires, no norte de Mato Grosso. Foi realizado o trabalho de campo, com descrição geral e morfológica dos horizontes e coleta de amostras deformadas e indeformadas para análises físicas e químicas em laboratório. A classificação dos 18 perfis de solos em campo foi realizada até o quarto nível categórico. A compatibilidade dos solos classificados em campo com dados disponibilizados pelo IBGE foi de 95% na ordem, 38% na subordem, 95% nos grandes grupos e 88% nos subgrupos.  A classe de solo predominante nas duas bacias hidrográficas é dos Latossolos, variando do vermelho a vermelho-amarelo, com matizes de 2,5 YR a 10,0 YR, todos distróficos. Foram observados horizontes plínticos, em posição diagnóstica na bacia do rio Renato e em posições não diagnósticas na bacia do rio Caiabi.

Palavras-chave: recursos naturais; Latossolos; pedologia; fronteira agrícola; ecótono Cerrado-Amazônia.

 

Soil classes in the Caiabi and Renato river basins, tributaries of the Teles Pires river, in the south of the Amazon

 

ABSTRACT: Due to advances in agricultural production systems and the growing demand for food in the world, the need to investigate the relationships between soil attributes and the different environmental conditions in which they are inserted is still prominent. There are several scientific products that present the characterizations of Brazilian soils, however, depending on the application, the greatest limitations are linked to spatial scales and sampling in isolated regions. In this work, eighteen soil profiles were classified, distributed in two hydrographic basins (Renato and Caiabi rivers), of tributaries of the Teles Pires river, in the southern region of the Amazon. Field work was carried out with the general and morphological description of the horizons and the collection of deformed and undisturbed samples for further physical and chemical analysis in the laboratory. The classification of the 18 soil profiles in the field was compared up to the fourth categorical level with the IBGE data, 2021. The compatibility of the soils classified in the field with the IBGE data was 95% in the order, 38% in the suborder, 95% in the large groups and 88% in subgroups. The predominant soil class in the two hydrographic basins is Oxisol (Latosols), ranging from red to red-yellow, with hues from 2.5 YR to 10.0 YR, all dystrophic. Plinthic horizons were observed in diagnostic positions in the Renato river basin and in non-diagnostic positions in the Caiabi river basin.

Palavras-chave: natural resource; Oxisol; pedology; agricultural frontier; Cerrado-Amazon ecotone.

Referências

IBGE_Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Estado do Mato Grosso: pedologia (Mapa exploratório de solos) p1. 2009. https://mapas.ibge.gov.br/tematicos/solos.

IBGE_Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. 2021. Estado do Mato Grosso: pedologia (Mapa exploratório de solos, escala 1:1.500.000) p.1. 2021. https://mapas.ibge.gov.br/tematicos/solos.

KER, J. C.; CURI, N.; SCHAEFER, C. E. G. R.; VIDAL-TORRADO, P. Pedologia: fundamentos. Viçosa: SBCS, 2012. 343p.

LIMA, A. P. B.; INDA, A. V.; ZINN, Y. L.; do NASCIMENTO, P. C. Weathering sequence of soils along a basalt-sandstone toposequence in the Brazilian Cerrado. Geoderma, v. 394, e115009, 2021. https://doi.org/10.1016/j.geoderma.2021.115009

LUIZÃO, F. J.; FEARNSIDE, P. M.; CERRI, C. E.; LEHMANN, J. A manutenção da fertilidade do solo em Sistemas manejados na Amazônia. Geophysical Monograph, n. 186, p. 1-31. 2009.

MARQUES, E. Q; MARIMON-JUNIOR, B. H.; MARIMON, B. S.; MATRICARDI, E. A.; MEWS, H. A.; COLLI, G. R. Redefining the Cerrado–Amazonia transition: implications for conservation. Biodiversity and conservation, v. 29, n. 5, p. 1501-1517, 2019. https://doi.org/10.1007/s10531-019-01720-z

MUNSELL SOIL COLOR COMPANY, Munsell soil color chats, Munsell color, Macbeth Division of Kollmorgen Corporation, Baltimore, Maryland, USA. 1950, revised 1975.

OLIVEIRA, B. de; MARIMON JUNIOR, B. H.; MEWS, H. A.; VALADÃO, M. B. X.; MARIMON, B. S. Unraveling the ecosystem functions in the Amazonia–Cerrado transition: evidence of hyperdynamic nutrient cycling. Plant Ecology, v. 218, n. 2, p. 225-239, 2017. https://doi.org/10.1007/s11258-016-0681-y

RAIJ, B. Van; ANDRADE, J. C. de; CANTARELLA, H.; QUAGGIO, J. A. Análise Química para Avaliação da Fertilidade de Solos Tropicais. Campinas: IAC, 2001. 285p.

SANTOS, H. G.; JACOMINE, P. K. T.; DOS ANJOS, L. H. C.; DE OLIVEIRA, V. A.; LUMBRERAS, J. F.; COELHO, M. R.; CUNHA, T. J. F. Sistema brasileiro de classificação de solos. Brasília: Embrapa, 2018. 356p.

SANTOS, R. D.; SANTOS, H. G.; KER, J. C.; ANJOS, L. H. C.; SHIMIZU, S. H. Manual de descrição e coleta de solo no campo. Viçosa: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2015. 101p.

SANTOS, H. G. dos.; HOCHMÜLLER, D. P.; CAVALCANTI, A. C.; RÊGO, R. S.; KER, J. C.; PANOSO, L. A.; AMARAL, J. A. M. Procedimentos normativos de levantamentos pedológicos. Rio de Janeiro: Embrapa Solos – SPI, 1995. 101p.

SCHAEFER, C. E. G. R.; LIMA, H. N.; TEIXEIRA, W. G.; VALE, J. F.; SOUZA, K. W.; CORREIA, G. R.; MENDONÇA, B. A. F.; AMARAL, E. F.; CAMPOS, M. C. C.; RUIVO, M. L. P. Solos da região Amazônica. In: CURI, N.; KER, J. C.; NOVAIS, R. F.; VIDAL-TORRADO, P.; SCHAEFER, C. E. G. R. (Orgs.). Pedologia - Solos dos Biomas Brasileiros. 32ed.Viçosa: SBCS - Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2017.

SILVA, M. B.; DOS ANJOS, L. H. C.; PEREIRA, M. G.; SCHIAVO, J. A.; COOPER, M.; SOUZA CAVASSANI, R. de. Soils in the karst landscape of Bodoquena plateau in Cerrado region of Brazil. Catena, v. 154, p. 107-117, 2017. https://doi.org/10.1016/j.catena.2017.02.022

SILVA, B. A. da; HAYAKAWA, E. H.; MARTINS, V. M. Espacialização das classes de solos a partir da utilização de atributos geomorfológicos na Bacia do Paraná, Brasil. Revista Brasileira de Geografia Física, v. 14, n. 7, p. 4126-4147, 2021. https://doi.org/10.26848/rbgf.v14.7.p4126-4147

SOUZA. A. P. de; MOTA. L. L. da; ZAMADEI. T.; MARTIM. C. C.; ALMEIDA. F. T. de; PAULINO. J. Climate classification and climatic water balance in Mato Grosso state Brazil. Nativa, v. 1, n. 1. p. 34-43, 2013. https://doi.org/10.31413/nativa.v1i1.1334

SOARES, M. B. Propriedades químicas e físicas do solo em sistemas de produção no ecótono Cerrado-Amazônia. 77f. Dissertação [Mestrado em Agronomia] – Universidade Federal de Mato Grosso, Sinop, 2018.

SPERA, S. T.; MAGALHÃES, C. D. S.; BALDONI, A. B.; CALDERANO, S. B. Caracterização pedológica de locais de estudo de populações naturais de castanheira-do-brasil no estado de Mato Grosso. Nativa, v. 7, n. 2, p. 145-161, 2019. http://dx.doi.org/10.31413/nativa.v7i2.6502

TEIXEIRA, P. C.; DONAGEMMA, G. K.; FONTANA, A.; TEIXEIRA, W. G. Manual de métodos de análise de solo. Rio de Janeiro: Embrapa Solos, 2017. 573p.

VELDKAMP, E. Organic carbon turnover in three tropical soils under pasture after deforestation. Soil Science Society of America Journal, v. 58, p. 175-180, 1994. DOI: 10.2136/sssaj1994.03615995005800010025x

Downloads

Publicado

2022-09-30 — Atualizado em 2023-10-06

Versões

Como Citar

Alves, M. A. B., Borella, D. R., Silva Luz, C. C. da, Castagna, D., Silva, W. C. da, Silva, A. F. da, Almeida, F. T. de, & Souza, A. P. de. (2023). CLASSES DE SOLOS NAS BACIAS HIDROGRÁFICAS DOS RIOS CAIABI E RENATO, AFLUENTES DO RIO TELES PIRES, NO SUL DA AMAZÔNIA. Nativa, 10(3), 431–448. https://doi.org/10.31413/nativa.v10i3.14192 (Original work published 30º de setembro de 2022)

Edição

Seção

Ciências Ambientais / Environmental Sciences

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>