FATOR DE DISPONIBILIDADE DE ÁGUA NO SOLO E ADUBAÇÃO NITROGENADA PARA A CULTURA DA BETERRABA

Autores

DOI:

10.31413/nativa.v9i2.11693

Palavras-chave:

manejo de irrigação, eficiência do uso da água, déficit hídrico

Resumo

A cultura da beterraba está entre as hortaliças mais consumidas. Dentre os tratos culturais, a irrigação e a adubação são fatores primordiais para uma boa produtividade. Objetivou-se com esse trabalho avaliar o rendimento da beterraba em função de déficits hídricos (fator de disponibilidade hídrica no solo - fator f) e doses de N. Para isso, conduziu-se o experimento em blocos casualizados (DBC) com dezesseis tratamentos e quatro repetições, em esquema fatorial 4x4, sendo quatro fatores f (0,1; 0,3; 0,5 e 0,7), e quatro doses de N (50, 100, 150 e 200 kg ha-1). Para as variáveis massa seca de raízes, produtividade e sólidos solúveis totais (SST) das raízes, foram observadas diferenças estatísticas significativas. Dentre os resultados pode-se verificar que a dose de 150 kg ha-1 de N proporcionou maior acúmulo de nitrogênio foliar; a dose de 150 kg ha-1 de N conjuntamente ao fator 0,3 proporcionaram maior teor de SST nas raízes; e, por fim, o fator f 0,7 associado à dose de 200 kg ha-1 de N proporcionaram a maior produtividade.

Referências

A.O.A.C. Official methods of analysis of the Association of Official Analytical Chemists. 16 ed. Arlington: Ed. Patrícia Cuniff, v. 2, p. 37-10, 42-2, 1997.

AGRISTAR. Semente beterraba Early Wnder Super Tall Top. 2019. Disponível em: <https://agristar.com.br/topseed/beterraba/early-wonder-super-tall-top/48/> Acesso em: 19 nov. 2019.

BARCELOS, J. C. Desempenho da beterraba ‘Katrina’ submetida a lâminas de água e doses de nitrogênio aplicadas via fertirrigação. Jaboticabal, 2010. Tese (Doutorado em Produção Vegetal) - Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinária – UNESP.

CARVALHO, L. G.; RIOS, G. F. A.; MIRANDA, W. L.; CASTRO NETO, P. Evapotranspiração de referência: uma abordagem atual de diferentes métodos de estimativa. Pesquisa Agropecuária Tropical, v. 41, n. 3, p. 456-465, 2011.

COMISSÃO DE FERTILIDADE DO SOLO DO ESTADO DE MINAS GERAIS. Recomendações para o uso de corretivos e fertilizantes em Minas Gerais: 5ª aproximação. Viçosa, MG: UFV, p. 359, 1999.

COSTA, F. S.; SUASSUNA, J. F.; MELO, A. S.; BRITO, M. E. B.; MESQUITA, E. F. Crescimento, produtividade e eficiência no uso da água em bananeira irrigada no semiárido paraibano. Revista Caatinga, v. 25, n.4, p. 26-33, 2012.

EPSTEIN, E.; BLOOM, A. J. Nutrição mineral de plantas: princípios e perspectivas. Londrina: Planta, ed. 2, p. 403, 2006.

ESPIDULA, M.C.; ROCHA, V. S.; SOUZA, M. A.; GROSSI, J. A. S.; SOUZA, L. T. Doses e formas de aplicação de nitrogênio no desenvolvimento e produção da cultura do trigo. Ciência e Agrotecnologia, v. 34, n. 6, p. 1404-1411, 2010.

FERREIRA, D. F. Estatística multivariada. Lavras: Editora UFLA, p 662, 2008.

GOMES, R. F.; SILVA, J. P.; SILVA, V. F. A.; GUSMÃO, S. A. L.; SOUZA, G. T. Diferentes fontes de adubações foliares em chicória da Amazônia. Revista Verde, Mossoró, v. 7, n. 3, p. 73-78, 2012.

HARGREAVES, G. H.; SAMANI, Z. A. Reference crop evapotranspiration from temperature. Applied Engineering Agricuture, v.1, n.2, p.96-99, 1985.

INSTITUTO ADOLFO LUTZ. Métodos físico-químicos para análise de alimentos. Coordenadores Odair Zenebon, Neus Sadocco Pascuet e Paulo Tiglea - São Paulo: Instituto Adolfo Lutz, p. 1020, 1985.

LIMA JUNIOR, J. A.; SILVA, A. L. P. GUEDES, M. G. M. Qualidade de raízes de cenoura em função de diferentes tensões de água no solo. Engenharia Ambiental, Espírito Santo do Pinhal, v. 9, n. 1, p. 26-35, 2012.

LOPES, O. D.; KOBAYASHI, M. K.; OLIVEIRA, F. G.; ALVARENGA, I. C. A; MARTINS, E. R.; CORSATO, C. E. Determinação d coeficiente de cultura (Kc) e eficiência do uso da água do alecrim-pimenta irrigado. Revista brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, v. 15, p. 548-553, 2011.

MANTOVANI, E.C.; BERNARDO, S.; PALARETTI, L.F. Irrigação: Princípios e Métodos. Atual. e Ampl. Viçosa, Viçosa: UFV, ed. 2, p. 355, 2009.

MANUAL DE MÉTODOS, Disciplina: Química inorgânica e analítica, Universidade de São Paulo, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Departamento de Ciências Exatas– Química. 2015.

MELO, A. S.; SUASSUNA, J. F.; FERNANDES, P. D.; BRITO, M E. B.; SUASSUNA, A. F.; AGUIAR NETO, A. O. Crescimento vegetativo, resistência estomática, eficiência fotossintética e rendimento do fruto da melancieira em diferentes níveis de água. Acta Scientiarum Agronomy, v. 32, n. 1, p. 73-79, 2010.

PARIDA, A. K.; DAS, A. B. Salt tolerance and salinity effects on plants: A review. Ecotoxicology and Environmental Safety, v. 60, p. 324-349, 2005.

PINTO, D. M. Qualidade de produtos minimamente processados comercializados em diferentes épocas do ano. Dissertação (Mestrado em ciências dos alimentos) – Universidade Federal de Lavras, Lavras, MG, p. 116, 2007.

PORTO, L.; PUIATTI, M.; FONTES, P. C. R.; CECON, P. R.; ALVES, J. C.; ARRUDA, J. A. Índice SPAD para o diagnóstico do estado de nitrogênio na cultura da abobrinha. Horticultura Brasileira, v. 29, n. 3, p. 311-315, 2011.

RESENDE, G. M.; CORDEIRO, G. G. Uso da Água Salina e Condicionador de Solo na Produtividade de Beterraba e Cenoura no Semi-Árido do Submédio São Francisco. Comunicado Técnico 128. Petrolina, 2007.

SEBRAE. Beterraba Saiba como cultivar hortaliças e colher bons negócios. Série Agricultura Familiar; Brasília: Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresa. SGAS 604/605. Módulos 30 e 31, 2011.

SEDIYAMA, M. A. N.; SANTOS, M. R.; VIGIGAL, S. M.; SALGADO, L. T. Produtividade e exportação de nutrientes em beterraba cultivada com cobertura morta e adubação orgânica. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental. v. 15, n. 9, p. 883-33, 2011.

SILVA, A. O.; SILVA, E. F. F.; BASSOI, L. H.; KLAR, A. E. Desenvolvimento de cultivares de beterraba sob diferentes tensões da água no solo. Horticultura Brasileira, v. 33, n. 1, p.12-18, 2015.

SOUZA, A. P.; PEREIRA, J. B. A.; SILVA, L. D. B.; GUERRA, J. G. M.; CARVALHO, D. F. Evapotranspiração, coeficientes de cultivo e eficiência do uso da água da cultura do pimentão em diferentes sistemas de cultivo. Acta Scientiarum. Agronomy, v. 33, n. 1, p. 15- 22, 2011.

SOUZA, J. A.; BUZETTI, S.; TEIXEIRA FILHO, M.C.M.; ANDREOTTI, M.; SÁ, M. E.; ARF, O. Adubação nitrogenada na cultura do milho safrinha irrigado em plantio direto. Bragantia. v. 70, p. 447-54, 2011.

TAIZ, L.; ZEIGER, E. Fisiologia vegetal. 4.ed. Porto Alegre: Artmed, p. 819, 2009.

TIVELLI, S.; FACTOR, T. L.; TERAMOTO, J. R. S.; FABRI, E. G.; MRAES, A. R. A.; TRANI, P. E.; MAY, A. Beterraba, do plantio à comercialização. Série Tecnologia APTA. Boletim Técnico IAC, v. 210, p. 45, 2011.

TORRES, J. L. R. et al. Decomposição e liberação de nitrogênio de resíduos culturais de plantas de cobertura em um solo de cerrado. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, v. 29, n. 4, jul. 2005. Disponível em: <https://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0100-06832005000400013&script=sci_abstract&tlng=pt> Acesso em: 10 nov. 2020.

TULLIO, J. A.; OTTO, R. F.; BOER, A.; OHSE, S. Cultivo de beterraba em ambientes protegido e natural na época de verão. Rev. Bras. Eng. Agríc. Ambiental, v. 17, n. 10, p. 1074-1079, 2013.

VARGAS, V. P. Manejo da adubação nitrogenada na recuperação de estresses em milho. Santa Catarina, 2010, 145f. Dissertação (Mestrado em Ciência do Solo) - Centro de Ciências Agroveterinárias, Universidade do Estado de Santa Catarina.

Downloads

Publicado

2021-06-25

Como Citar

de Sousa Filho, P. H., Donato, F., Ferreira de Oliveira, M. E., José de Santana, M., & Pena Pereira, D. (2021). FATOR DE DISPONIBILIDADE DE ÁGUA NO SOLO E ADUBAÇÃO NITROGENADA PARA A CULTURA DA BETERRABA . Nativa, 9(2), 222-228. https://doi.org/10.31413/nativa.v9i2.11693

Edição

Seção

Agronomia / Agronomy