CONDICIONANTES AGROECONÔMICOS PARA ADOÇÃO DE PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS EM AMBIENTES DE MONTANHA EM NOVA FRIBURGO (RJ)

Autores

DOI:

10.31413/nativa.v8i5.10012

Resumo

No presente artigo busca-se determinar os condicionantes agroeconômicos para adoção de práticas sustentáveis nos ambientes de montanha do sudoeste do município de Nova Friburgo (RJ). Parte-se da análise dos sistemas agrários, com ênfase na evolução econômica dos cinco sistemas de produção identificados, nas consequências da intensificação destes, e nas perspectivas para atingirem patamares mais sustentáveis. Verifica-se um quadro de vulnerabilidade econômica e social e destaca-se a importância de mudanças com práticas agroecológicas para a sustentabilidade. Estas devem ser graduais respeitando o tempo dos agricultores para que tenham condições de ajustar as mudanças à dinâmica de seus agroecossitemas. A discussão apresentada fornece subsídios e estratégias para a produção agrícola familiar sustentável nos ambientes de montanha brasileiros.

Palavras-chave: agricultura de montanha; horticultura; sistemas agrários.

 

Conditions for the adoption of sustainable agroeconomic practices in mountain environments in Nova Friburgo (RJ)

 

ABSTRACT: This paper means to determine the conditions for the adoption of sustainable agroecological practices in the mountainous environments in the southeast of the Nova Friburgo municipality. Based on the analysys of the agricultural systems, with emphasis on the economic evolution of the five identified farming systems, on the consequences of their intesification, and on the perspectives for reaching greater levels of sustainability. A framework of economic and social vulnerability can be observed, with highlight to the importance of change with agroecological practices for sustainability. These must be gradual, to adjust to the farmers’ pace so they are able to adjust to the change of their agro-systems’ dynamics. The discussion presented offers subsidies and and strategies for sustainable family based farming in brazilian mountain environments.

Keywords: mountain farming; horticulture; farming systems.

Biografia do Autor

Pierre-Nicolas Grisel, Profissional autônomo

Agricultor orgânico e  Eng°. Agrônomo, DSc., Université de Versailles-Saint-Quentin-en-Yvelines – REEDS-OVSQ.

Renato Linhares de Assis, Embrapa Agrobiologia

Possui graduação em Engenharia Agronômica pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (1984), mestrado em Agronomia (Ciências do Solo) pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (1993) e doutorado em Economia Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas (2002). Atualmente é pesquisador da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), junto ao Centro Nacional de Pesquisa de Agrobiologia, atuando no Núcleo de Pesquisa e Treinamento para Agricultores da Região Serrana Fluminense, e professor do programa de mestrado de Agricultura Orgânica - associação entre a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro e a Embrapa Agrobiologia, bem como do programa de doutorado binacional em Ciência, Tecnologia e Inovação em Agropecuária - parceria entre a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro e a Universidad Nacional de Rio Cuarto na Argentina. Tem experiência na área de Agroecologia, com ênfase em Desenvolvimento Rural, atuando principalmente com os seguintes temas: agricultura de montanha, agricultura familiar, agricultura orgânica, processos participativos de construção de conhecimentos, avaliação da sustentabilidade agrícola e políticas públicas.

Referências

ALTIERI, M. A.; NICHOLLS, C. I. Mudanças climáticas e agricultura camponesa: impactos e respostas adaptativas. Agriculturas, Rio de Janeiro, v. 6, n. 1, p. 34-39, 2009.

ANTONIO, G. J. Y.; ASSIS, R. L. de; AQUINO, A. M. de; RIFAN, A. M.; PINTO, M. C. E. The adoption of green manure processes applied to vegetable cultivation systems in mountainous environments of Rio de Janeiro State, Brazil. Open Agriculture, v. 4, p. 446-451, 2019. DOI: https://doi.org/10.1515/opag-2019-0042

ASSIS, R. L.; ROMEIRO, A. R. Agroecologia e Agricultura Familiar na Região Centro-Sul do Estado do Paraná. Revista de Economia e Sociologia Rural, Brasília, v. 43, n. 1, p. 155-177, 2005. DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-20032005000100009

CAMPOS, J. F. S.; FERNANDES, B. M. O Conceito de paradigma na geografia: limites, possibilidades e contribuições para a interpretação da geografia agrária. Campo - Território: Revista de Geografia Agrária, v. 6, n. 11, p. 21-52, 2011.

CEASA-RJ. Grupo: hortaliças, período Jan/90 a Dez/08, 2009. Disponível em: <http://www.ceasa.rj.gov.br/>. Acesso em: novembro 2009.

CGM_CONTROLADORIA GERAL DO MUNICÍPIO. Tabela de preços de mercado de gêneros alimentícios da prefeitura da cidade do Rio de Janeiro que servirá como referência para as aquisições realizadas pelos diversos órgãos da municipalidade, apurada pela Fundação Getúlio Vargas – decreto 'n' nº19481 de 09/01/01, alterado pelo decreto nº29458 de 17/06/08, 2009. Disponível em: <http://www7.rio.rj.gov.br/cgm/tabelas/>. Acesso em: setembro 2009.

COCHET, H.; DEVIENNE, S. Fonctionnement et performances économiques des systèmes de production agricole: une démarche à l’échelle régionale, Cahiers Agricultures, Paris, v. 15, n. 6, p. 578-583, 2006. DOI: https://doi.org/10.1684/agr.2006.0028

CORREA FILHO, V. Cidades Serranas (Teresópolis, Nova Friburgo, Petrópolis). Revista Brasileira de Geografia, Rio de Janeiro, v. 9, n. 1, p. 2-56, 1947.

DUFUMIER, M. Les projets de développement agricole: manuel d'expertis. Paris: Karthala, 2004. 354p.

EGGER, D. Transformações socioespaciais no meio rural fluminense: continuidades e rupturas. Revista de Geografia, Recife, v. 27, n. 1, p. 6-25, 2010.

FEIDEN, A.; ALMEIDA, D. L. de; VITOI, V.; ASSIS, R. L. Processo de converso de sistemas de produção convencionais para sistemas de produção orgânicos Cadernos de Ciência & Tecnologia, Brasília, v. 19, n. 2, p. 179-204, 2002. DOI: http://dx.doi.org/10.35977/0104-1096.cct2002.v19.8803

GASPARINI, M. F.; FREITAS, C. M. Trabalho Rural, Saúde e Ambiente: as narrativas dos produtores de flor frente aos riscos ambientais. Ambiente e Sociedade, Campinas, v. 16, n. 3, p. 23-44, 2013. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1414-753X2013000300003.

GRISEL, N.-P. La possibilite d’une transition agroécologique? Une analyse des déterminants économiques, écologiques et institutionnels de l’adoption de pratiques agricoles alternatives dans une communauté d’agriculteurs familiaux au Brésil. Thèse de doctorat, Université de Versailles-Saint-Quentin-en-Yvelines, Paris, 488p. 2013.

GUANZIROLLI, C. E.; VINCHON, K. Agricultura familiar nas regiões serrana, norte e noroeste fluminense: determinantes do processo de geração de renda. Revista de Economia e Sociologia Rural, Brasília, v. 57, n. 3, p. 353-367, 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1806-9479.2019.186584

IBGE. Banco de Dados Agregados do Censo agropecuário de 2017. Disponível em: <https://censos.ibge.gov.br/agro/2017>. Acesso em: outubro 2019.

MARAFON, G. J.; RIBEIRO, M. A. Agricultura familiar, pluriatividade e turismo rural: reflexões a partir do território fluminense. Revista Rio de Janeiro, Niterói, v. 18-19, p. 111-130, 2006.

MAZOYER, M. Dynamique des systèmes agraires: rapport de synthèse présenté au Comité des systèmes agraires. Paris: Ministère de la Recherche et la Technologie, 1987. 16p.

MAZOYER, M.; ROUDART L. Histoire des agricultures du monde: du néolithique à la crise contemporaine, Paris: Points, 2002, 528p.

MOREIRA, J. C.; JACOB, S. C.; PERES, F.; LIMA, J. S.; MEYER, A.; OLIVEIRA-SILVA, J.; SARCINELLI, P. N.; BATISTA, D. F.; EGLER, M.; FARIA, M. V. C.; ARAÚJO, A. J. de; KUBOTA, A. H.; SOARES, M. de O.; ALVES, S. R.; MOURA, C. M.; CURI, R. Avaliação Integrada do Impacto do Uso de Agrotóxico sobre a Saúde Humana em uma Comunidade Agrícola de Nova Friburgo. Ciência e Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 7, n. 2, p. 299-311, 2002. DOI: https://doi.org/10.1590/S1413-81232002000200010

MUSUMECI, L. Pequena produção e modernização da agricultura: o caso dos hortigranjeiros no estado do Rio de Janeiro, Brasília: IPEA/INPES (Série PNPE – v.15), 224p. 1987.

NETTO, A. L.; AQUINO, A. M.; ASSIS, R. L. de. Análise de políticas públicas do plano de manejo do Parque Estadual dos Três Picos: estudo de caso em sua zona de amortecimento em Campo do Coelho, Nova Friburgo (RJ). Revista Brasileira de Agroecologia, v. 11, n. 3, p. 216-225, 2016.

NICOULIN, M. A gênese de Nova Friburgo – emigração e colonização suíça no Brasil: 1817-1827, Rio de Janeiro: Fundação Biblioteca Nacional, 1996. 367p.

PERES, F.; ROZEMBERG, B.; ALVES, S. R.; MOREIRA, J. C.; SILVA, J. J. O. Comunicação Relacionada ao uso de Agrotóxicos em Região Agrícola do Estado do Rio de Janeiro. Revista de Saúde Pública, São Paulo, v. 35, n. 6, p. 564-570, 2001. DOI: https://doi.org/10.1590/S0034-89102001000600010

SEABRA, R. A rede de comercialização agrícola no Rio de Janeiro: processos, dimensões, técnicas e agentes. GeoUERJ, Rio de Janeiro, v. 31, p. 302-331, 2017. DOI: https://doi.org/10.12957/geouerj.2017.32066

TEIXEIRA, V. L. Pluriatividade e agricultura familiar na região serrana do estado do Rio de Janeiro. Dissertação de mestrado, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica, 183p. 1998.

VASHCHENKO, Y.; FAVARETTO, N.; BIONDI, D. Fragilidade ambiental nos picos Camacuã, Camapuã e Tucum, Campina Grande do Sul, PR. Floresta, Curitiba, PR, v. 37, n. 2, p. 201-205, 2007. DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rf.v37i2.8650

Downloads

Publicado

2020-11-09

Edição

Seção

Desenvolvimento Rural / Rural development