GINÁSTICA PARA TODOS NA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE: INFLUÊNCIA DE UM ESPORTE NÃO COMPETITIVO NA MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA DE SEUS PRATICANTES

Autores

  • Marcus Vinicius Bonfim Ambrosio Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC Minas
  • Margareth de Paula Ambrosio Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC Minas
  • Carina Oliveira de Morais Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC Minas
  • Carla Degani de Araujo Ziller Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC Minas
  • Patrícia Macedo Teixeira Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC Minas
  • Roberta de Moraes Rezende Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC Minas

Palavras-chave:

Ginástica Para todos, Extensão, Educação Física

Resumo

O presente artigo é extrato de pesquisa de campo com caráter quantitativo em fase final de análise de dados. Busca identificar se a Ginástica para Todos contribui para a promoção da qualidade de vida e saúde de praticantes que desenvolvem trabalho regular com essa modalidade na Região Metropolitana de Belo Horizonte, para isso foi aplicado aos praticantes o questionário SF-36 adaptado para o estudo. Técnicos e ginastas responderam que a GPT colabora para a promoção da qualidade de vida dos participantes. Percebeu-se o potencial da GPT para colaboração em políticas públicas, baseado tanto na experiência dos pesquisadores em gestão esportiva, quanto em pesquisadores da área, pois melhora valências importantes no aspecto motor, social e afetivo, contribui para promoção de qualidade de vida e saúde da população, assim como tem baixo custo operacional.

Biografia do Autor

Marcus Vinicius Bonfim Ambrosio, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC Minas

Licenciatura Plena em Educação Física pela UFMG, Especialista em Educação Tecnológica pelo CEFET/MG, Mestre em Educação pela UNINCOR Betim, Doutor em Educação pela Universidad SEK de Santiago/Chile. Atualmente é professor do curso de graduação em Educação Física da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC Minas, técnico de ginástica para todos da PUC Minas e professor da Especialização em Ensino de Educação Física da PUC Minas. Tem experiência na área de Educação Física Escolar, em treinamento, arbitragem e gestão na área da Ginástica. Desenvolve estudos principalmente nos seguintes temas: ginástica, formação de professores, educação física escolar, ginástica para todos (antiga ginástica geral) e ginástica de trampolim.

Margareth de Paula Ambrosio, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC Minas

Doutoranda em Educação (Universidade Internacional SEK-Cl); Mestre em Educação (UNINCOR, 2008); Especialista em Educação Física Escolar (UFMG e PUC-MG, 1985 e 1995); Especialista em Metodologia do Ensino Fundamental e Médio (CEPEMG, 2006); Licenciatura plena em Educação Física (UFMG, 1980). Atualmente é professora titular de Educação Física no Colégio Santo Agostinho-BH; ex-coordenadora adjunto de Ginástica Acrobática da Confederação Brasileira de Ginástica; ex-diretora técnica de Ginástica Acrobática da Federação Mineira de Ginástica. Foi vice-presidente da FMG. Tem experiência na área administrativa e técnica da Educação Física, com ênfase em Ginástica, atuando principalmente nos seguintes temas: Ginástica (formação de professores); Ginástica como conteúdo da educação física escolar; Ginástica Para Todos (técnica de equipel); Ginástica de Trampolim (técnica e árbitra); Ginástica Acrobática (fomentadora da modalidade em Minas e árbitra). Tem experiência também na área da Educação Física Escolar (formação de professores), na graduação, ministrando aulas nas disciplinas Educação Física Escolar Ensino Fundamental e Médio e em banca de avaliação de TCC.

Carina Oliveira de Morais, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC Minas

Possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Educação Física pela PUC Minas, Graduação em Gestão de Recursos Humanos pelo Centro Universitário UNA(2011). Atualmente é Auxiliar Administrativo da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Carla Degani de Araujo Ziller, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC Minas

Possui graduação em Educação Física pelo Centro Universitário de Volta Redonda(1999). Atualmente é PROFESSORA da Prefeitura Municipal de Belo Horizonte e vice diretora na Rede Estadual de Educação de inas Gerais. Tem experiência na área de Educação.

Patrícia Macedo Teixeira, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC Minas

Graduada em Licenciatura e Bacharelado em Educação Física pela UNIVERSO.

Roberta de Moraes Rezende, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC Minas

Possui graduação em em Licenciatura e Bacharelado em Educação Física pela PUC Minas, graduação em Administração com enfase em marketing - Faculdades Arnaldo Janssen (2005). Atualmente é auxiliar administrativo da Fundação Hospitalar do Estado de Minas Gerais. Sou uma profissional com experiência, atuando na área Comercial ? Operadora de Telemarketing, com vendas, seleção e treinamento de Normas de Atendimento, Técnicas de Vendas, Perfil de Clientes e na área Administrativa, com pagamento de clientes. Detenho amplos conhecimentos, dinâmica, comunicativa com habilidade em aceitar desafios; atendimentos aos clientes e vendas. Capaz de se adequar às necessidades e expectativas para o bom desempenho dos projetos da empresa.

Referências

AMBROSIO, Marcus; AMBROSIO, Margareth. Ginástica geral: uma manifestação sociocultural. In: ENCONTRO DE GINÁSTICA GERAL, 1996. Anais... Campinas, SP: Unicamp, 2010.

AMBROSIO, Margareth de Paula. Educação física para meninos: o caso do Colégio Santo Agostinho (1934-1974). 2008. 175f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Vale do Rio Verde de Três Corações, Betim, MG, 2008.

AYOUB, Eliana. Ginástica geral e educação física escolar. Campinas, SP: Unicamp, 2004.

TOLEDO, Eliana. A ginástica geral nos cursos de formação profissional de licenciatura em educação física. In: PAOLIELLO, Elizabeth (Org.). Ginástica geral: experiências e reflexões. São Paulo: Phorte, 2008.

BENTO-SOARES, Daniela. Formação de treinadores (as) de ginástica para todos no mundo: uma análise de programas de federações nacionais. 2019. 303f. Tese (Doutorado em Educação Física). Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 2019.

BETTI, Mauro. Educação física e sociedade. São Paulo: Movimento, 1991.

BRASIL. Lei nº 9.615, de 24 de março de 1998. Institui normas gerais sobre desporto e dá outras providências. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/LEIS/L9615consol.htm>. Acesso em 18 de outubro de 2019.

CASTELLANI FILHO, Lino. Educação física no Brasil: a história que não se conta. Campinas, SP: Papirus, 1988.

CICONNELI, Rozana Mesquita e colaboradores. Tradução para a língua portuguesa e validação do questionário genérico de avaliação de qualidade de vida SF-36 (Brasil SF-36), Revista brasileira de reumatologia, v. 39, n. 3, p. 143-150, mai./ jun., 1999.

DESIDÉRIO, Andrea. Qualidade de vida e ginastica geral: possiveis aproximações. 2009. 117f. Dissertação (Mestrado em Educação Física). Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Educação Fisica, Campinas, SP, 2009.

FEDERATION INTERNATIONALE DE GYMNASTIQUE. Gymnastic for All. Lausanne: FIG, 2020. Disponível em <https://www.gymnastics.sport/site/pages/disciplines/pres-gfa.php>. Acesso em 23 de março de 2020.

FIORIN-FUGLSAND, Cristiane; SOUSA, Elizabeth Paoliello. Possíveis relações entre a ginástica geral e o lazer. In: PAOLIELLO, Elizabeth (Org.). Ginástica geral: experiências e reflexões. São Paulo: Phorte, 2008.

GEIS, Pilar Pon. Atividade física e saúde na terceira idade. Porto Alegre, RS: Artmed, 2003.

GRANER, Larissa; PAOLIELLO, Elizabeth; BORTOLETO, Marco Antonio Coelho. Grupo Ginástico Unicamp: potencializando as ações humanas. In: BORTOLETO, Marco Antonio Coelho; PAOLIELLO, Elizabeth (Orgs.). Ginástica para todos: um encontro com a coletividade. Campinas, SP: Unicamp, 2017.

HARTMANN, Herbert. Policies and strategies for developing general gymnastics. In: FÓRUM INTERNACIONAL DE GINÁSTICA GERAL. 5, 2010. Anais... Campinas, SP: Unicamp, 2010.

KUNZ, Elenor. Educação física: ensino e mudanças. Ijuí, RS: Unijuí, 2001.

MARINHO, Inezil Penna. Sistemas e métodos de educação física. 5. ed. São Paulo: Cia. Brasil, 1983.

MORENO, Natália Lopes; TSUKAMOTO, Mariana Harumi. Influências da prática da Ginástica para todos para a saúde na velhice: percepções dos praticantes. Conexões, v. 16, n. 4, p. 468-487, out./ dez., 2018.

NIEMAN, David. Exercício e saúde: como se prevenir de doenças usando o exercício como seu medicamento. São Paulo: Manole, 1999.

OLIVEIRA, Michele e colaboradores. Entre a técnica e ação pedagógica em GPT: elementos para reflexão acerca da construção de uma proposta de GPT a partir da experiência de um grupo universitário em Goiás. Conexões, v. 15, n. 4, p. 465-485, out./ dez., 2017.

PARRA-RINALDI, Ieda; SOUSA, Elizabeth Paoliello. A ginástica geral nos cursos de formação em Educação Física. In: Elizabeth Paoliello (Org.). Ginástica geral: experiências e reflexões. São Paulo: Phorte, 2008.

PATRÍCIO, Tamiris Lima. Panorama da ginástica para todos no Brasil: um estudo sobre a invisibilidade. 2016. 117f. Dissertação (Mestrado em Educação Física). Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP, 2016.

PÉREZ GALLARDO, Jorge Sergio. A educação física escolar e a ginástica geral com sentido pedagógico. In: PAOLIELLO, Elizabeth (Org.). Ginástica geral: experiências e reflexões. São Paulo: Phorte, 2008.

PUBLIO, Nestor Soares. Evolução histórica da ginástica olímpica. Guarulhos, SP: Phorte, 1998.

RUSSEL, Keith. Desafios da ginástica: uma visão de cinquenta anos de experiência como técnico e em ensino. In: SCHIAVON, Laurita Marconi e colaboradores. Ginástica de alto rendimento. Várzea Paulista, SP: Fontoura, 2014.

SOARES, Carmem Lúcia. Educação física: raízes europeias. Campinas, SP: Autores Associados, 1994.

______. Georges Hébert e o método natural: nova sensibilidade, nova educação do corpo. Revista brasileira de ciências do esporte, v. 25, n. 1, p. 21-39, set., 2003.

______. Imagens da educação do corpo: estudo a partir da ginástica francesa no século XIX. 3. ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2005.

Downloads

Publicado

2020-04-03

Como Citar

Ambrosio, M. V. B., Ambrosio, M. de P., Morais, C. O. de, Ziller, C. D. de A., Teixeira, P. M., & Rezende, R. de M. (2020). GINÁSTICA PARA TODOS NA REGIÃO METROPOLITANA DE BELO HORIZONTE: INFLUÊNCIA DE UM ESPORTE NÃO COMPETITIVO NA MELHORIA DA QUALIDADE DE VIDA DE SEUS PRATICANTES. Corpoconsciência, 24(1), 180-193. Recuperado de https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/corpoconsciencia/article/view/9868

Edição

Seção

Seção Temática - A GINÁSTICA PARA TODOS E SUAS TERRITORIALIDADES