CORPO, CULTURA E MOVIMENTO: REFLEXÕES SOBRE A MOTRICIDADE HUMANA EM UMA PERSPECTIVA FENOMENOLÓGICA.

Autores

  • Francinaldo Freitas Leite Centro Universitário Presidente Antonio Carlos http://orcid.org/0000-0002-9186-436X http://orcid.org/0000-0002-9186-436X
  • Andressa Martins Pimenta Graduada em licenciatura em Educação Física - Centro Universitário Tocantinense Presidente Antônio Carlos (UNITPAC)
  • Anny Pricilla Morais Gomes Graduada em licenciatura em Educação Física - Centro Universitário Tocantinense Presidente Antônio Carlos (UNITPAC)
  • Ivanna Barbosa da Silva Graduada em licenciatura em Educação Física - Centro Universitário Tocantinense Presidente Antônio Carlos (UNITPAC)
  • Janaína de Castro Silva

Palavras-chave:

Cultural, Corporal, Epistemologia, Fenomenologia

Resumo

A Ciência da Motricidade Humana contempla dinâmicas da Educação Física escolar, dos esportes e das manifestações de cultura, procurando resolver problemas ontológicos, epistemológicos e políticos, tornando-se válida a partir dos pressupostos teóricos e metodológicos da fenomenologia, através dos sentidos expostos por meio do movimento humano intencional. Nesta pesquisa, tivemos o objetivo principal de identificar e interpretar significados da participação nas atividades da motricidade humana, a partir do que é percebido por seus próprios praticantes. Foram  utilizados, como instrumentos de pesquisa, a observação e a entrevista, enquanto técnicas qualitativas para obtenção de dados. Participaram do estudo 35 praticantes de atividades da motricidade humana, a amostra incluiu jogadores de handebol, ciclistas, caratecas, capoeiristas e dançarinos de quadrilhas. Os resultados demonstraram que existe aproximação de significações para os participantes de manifestações da motricidade, sendo o conteúdo emocional percebido como o sentido de ser praticante dessas atividades.

Biografia do Autor

Francinaldo Freitas Leite, Centro Universitário Presidente Antonio Carlos

Mestre em Estudos de Cultura e Território pela Universidade Federal do Tocantins (UFT). Especialista em Educação Especial pelo Instituto Brasileiro de Pós-Graduação e Extensão (IBEPEX). Graduado em Educação Física pela Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). Professor de ensino superior no curso de graduação em Educação Física no Centro Universitário Tocantinense Presidente Antônio Carlos (UNITPAC), nas disciplinas: Fundamentos Teóricos Metodológicos das Lutas, Fundamentos Teóricos Metodológicos do Handebol, Seminário de TCC e Fundamentos Teóricos Metodológicos da Educação Física Inclusiva. Professor efetivo da Rede Estadual de Ensino do Estado do Tocantins, desenvolvendo atividades no ensino básico, na área de Educação Física e iniciação esportiva.

Janaína de Castro Silva

Graduada em licenciatura em Educação Física - Centro Universitário Tocantinense Presidente Antônio Carlos (UNITPAC)

Referências

BETTI, Mauro. Educação física e cultura corporal de movimento: uma perspectiva fenomenológica e semiótica, Revista da educação física, v. 18, n. 2, p. 207-217, 2007.

______. Por uma teoria da prática. Motus corporis, v.3, n.2, p.73-127, 1996.

BOURDIEU, Pierre. Campo intelectual e projeto criador. In: POUILLON, Jean (Org.). Problemas do estruturalismo. Rio de Janeiro: Zahar, 1964.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: educação física. Brasília, DF: MEC/SEF, 1997.

CSORDAS, Thomas. Fenomenologia cultural corporeidade: agência, diferença sexual, e doença, Educação, v. 36, n. 3, p. 292-305, 2013.

DAOLIO, Jocimar. Os significados do corpo na cultura e nas implicações para a educação física. Movimento, v. 2, n. 2, p. 26, 1995.

DARIDO, Suraya Cristina; SANCHES NETO, Luiz. O contexto da educação física na escola. In: DARIDO, Suraya Cristina; RANGEL, Irene Conceição Andrade (Coords.). Educação física na escola: implicações para a prática pedagógica. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2005.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Zahar, 1989.

HUSSERL, Edmund. Conferências de Paris. Lisboa, Portugal: Edições 70, 1992.

KUNZ, Elenor. Educação física: ensino & mudanças. Ijuí, RS: Unijuí, 1991.

LAUER, José Gilvane. A corporeidade e o corpo sujeito, ressignificados na educação básica. 2015. 105f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade do Oeste de Santa Catarina, Joaçaba, SC, 2015.

MAUSS, Marcel. As técnicas do corpo. In: MAUSS, Marcel. Sociologia e antropologia. São Paulo: Cosac Naify, 2003.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Fenomenologia da percepção. 3. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

MOREIRA, Wagner Wey. Fenômeno da corporeidade: pensado e corpo vivido. In: DANTAS, Estélio Henrique Martin (Org.). Pensando o corpo e movimento. Rio de Janeiro: Shape, 2005.

NAKAYAMA, Masatoshi. Melhor do karatê: visão abrangente-práticas. São Paulo: Pensamento-Cultrix, 2001.

RODRIGUES, Cae; ZOBOLI, Fabio; CALAZANS, Luis Henrique. Motricidade humana como tema de produção em periódicos da educação física brasileira. Motricidades: Revista SPQMH, v. 2, n. 1, p. 32-44, jan.-abr.

SÉRGIO, Manuel. Um corte epistemológico: da educação física à motricidade humana. Lisboa, Portugal: Instituto Piaget, 1999.

______. Motricidade humana: uma nova ciência do homem. Lisboa: Portugal, Edição MEC/DGD, 1986.

______. Tem futuro a ciência da motricidade humana? Publicatio UEPG, v. 25, n. 3, p. 299, 2017.

SILVA, José Milton Ferreira da. A linguagem do corpo na capoeira. Rio de janeiro: Sprint, 2003.

SILVANO, Luiz Clebson de Oliveira; SILVA, Adriana Lúcia Leal da; SILVA, Vera Lúcia Reis. Educação física e atividade epistemológica: saberes necessários à prática docente. Revista do programa de pós-graduação em ensino, v. 2, n. 1, p.137-149, 2018.

SOARES, Carmen Lúcia e colaboradores. Metodologia do ensino de educação física. São Paulo: Cortez, 1992.

SOUZA, Julia Paula Motta de. Epistemologia da educação física: análise da produção científica do programa de pós-graduação da Faculdade de Educação Física da UNICAMP (1991-2008). Motrivivência, v. 23, n. 36, p. 247-267, jun., 2011.

VIEIRA, Almir Martins. Questões hermenêuticas em estudos organizacionais: um olhar sobre a fenomenologia e sobre a etnografia. Anais XXXIII Encontro da ANPAD, São Paulo, 2009.

Downloads

Publicado

2018-11-29

Como Citar

Leite, F. F., Pimenta, A. M., Gomes, A. P. M., Silva, I. B. da, & Silva, J. de C. (2018). CORPO, CULTURA E MOVIMENTO: REFLEXÕES SOBRE A MOTRICIDADE HUMANA EM UMA PERSPECTIVA FENOMENOLÓGICA. Corpoconsciência, 22(3), 58-73. Recuperado de https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/corpoconsciencia/article/view/6995