Certificação Socioambiental: Oportunidades para o Etanol Brasileiro

Autores

  • Reinaldo Fiuza Sobrinho
  • Edson Antonio Deliberali
  • Giomar Viana
  • Pery Francisco Assis Shikida

Resumo

Este artigo tem como objetivo propor a certificação socioambiental para a cultura da cana-de-açúcar como ferramenta de garantia da produção sustentável do etanol brasileiro, reduzindo a assimetria de informações com o mercado externo, mitigando ou eliminando barreiras não tarifárias ao produto. O estudo evidenciou que as crescentes exigências relacionadas à produção sustentável dos biocombustíveis poderá ser fator limitante à conquista do mercado externo pelo etanol brasileiro. Desta forma, são fornecidas duas opções para a certificação socioambiental na produção do etanol: a primeira parte da adoção de certificados específicos como a ISO 14001, SA 8000 e NBR 16001; a segunda, na adaptação de certificações socioambientais integrados em uso no País como a Rede de Agricultura Sustentável (RAS), a Forest Stewardship Council (FSC) e o padrão ProTerra.

 

Downloads

Publicado

2011-05-24

Como Citar

Sobrinho, R. F., Deliberali, E. A., Viana, G., & Shikida, P. F. A. (2011). Certificação Socioambiental: Oportunidades para o Etanol Brasileiro. Revista De Estudos Sociais, 10(20), 18-43. Recuperado de https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/res/article/view/227

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)