IMPORTÂNCIA DOS SISTEMAS AGROFLORESTAIS NA COMPOSIÇÃO DE RENDA DE AGRICULTORES FAMILIARES: ESTUDO DE CASO NO MUNICÍPIO DE BELTERRA, PARÁ

Autores

DOI:

10.31413/nativa.v9i1.9528

Resumo

O Sistema Agroflorestal (SAF) é uma forma de diversificar a produção ao utilizar várias atividades e culturas em uma mesma área, envolvendo culturas agrícolas, essências florestais e, em alguns casos, envolvendo atividade pecuária. A análise econômica de projetos é uma atividade detalhada que requer elaborar planilhas de receitas e despesas de todas as atividades por meio do acompanhamento da produtividade de cada componente do sistema. Este estudo teve como objetivo realizar uma avaliação econômica de dois sistemas agroflorestais e avaliar sua importância financeira para os produtores. O estudo foi realizado em dois sistemas agroflorestais localizados no município de Belterra-PA nos anos de 2015 a 2017. A coleta de dados junto aos produtores foi baseada em entrevistas, com aplicação de questionário. No SAF 1 verificou-se que 96% da renda é oriunda da pimenta-do-reino, equivalendo a um total de R$ 50.135,46. O SAF 2 segue a mesma tendência de rentabilidade do SAF 1, sendo a pimenta-do-reino a cultura que impulsionou economicamente este sistema, com a produção em grãos, correspondendo a R$ 29.744,00 (66% da renda total do SAF 2). Os maiores custos nos SAFs 1 e 2 foram atribuídos a aquisição de insumos (NPK, esterco de galinha, esterco de gado e materiais para irrigação diversos) para o cultivo da pimenta-do-reino. Ressalta-se o uso de mão de obra, com preparo da área e tratos culturais, foi intenso nas duas propriedades, correspondendo a mais de 60% do total dos custos totais nos dois SAFs. O rendimento financeiro com atividades exercidas além do cultivo e manutenção dos SAFs 1 e 2 diversificam e complementam a remuneração dos produtores. Considera-se que os SAFs 1 e 2 são de extrema importância para os produtores avaliados, uma vez que geram renda e contribuem para a segurança alimentar e subsistência das famílias. O acompanhamento mensal, para aplicação de questionário de monitoramento da renda, mostrou ser viável a obtenção de dados confiáveis perante o estreitamento de confiança e atenção as atividades de exercidas.

Palavras-chave: agricultura familiar, viabilidade econômica, cultivo consorciado. 

 

Income composition by family farmers and the importance of agroforestry systems: case study in Belterra, Pará, Brazil

 

ABSTRACT: The Agroforestry System (SAF) is a way to diversify production by using various activities and crops in the same area, involving agricultural crops, forest essences and, in some cases, involving livestock activities. Economic analysis of projects is a detailed activity that requires preparing income and expense spreadsheets for all activities by monitoring the productivity of each component of the system. This study aimed to carry out an economic evaluation of two agroforestry systems and to assess their financial importance for producers. The study was carried out in two agroforestry systems located in the municipality of Belterra-PA in the years 2015 to 2017. The data collection from the producers was based on interviews, with the application of a questionnaire. In SAF 1, it was found that 96% of the income comes from black pepper, equivalent to a total of R $ 50,135.46. SAF 2 follows the same profitability trend as SAF 1, with black pepper being the crop that economically boosted this system, with grain production, corresponding to R $ 29,744.00 (66% of SAF 2's total income). The highest costs in SAFs 1 and 2 were attributed to the acquisition of inputs (NPK, chicken manure, cattle manure and various irrigation materials) for the cultivation of black pepper. The use of labor, with preparation of the area and cultural treatments, was intense in both properties, corresponding to more than 60% of the total total costs in the two SAFs. The financial income from activities carried out in addition to the cultivation and maintenance of SAFs 1 and 2 diversify and complement the remuneration of producers. SAFs 1 and 2 are extremely important for the producers evaluated, since they generate income and contribute to food security and subsistence for families. The monthly follow-up, for the application of an income monitoring questionnaire, proved to be viable to obtain reliable data in view of the strengthening of confidence and attention to the activities performed.

Keywords: family farming; economic viability; intercropping cultivation.

Referências

ABDO, M. T. V. N.; VALERI, S. V.; MARTINS, A. L. M. Sistemas agroflorestais e agricultura familiar: uma parceria interessante. Revista Tecnologia & Inovação Agropecuária, Frederico Westphalen, v. 12, p. 50-59, dez. 2008.

ALMEIDA, L. S. de; GAMA, J. R. V. Quintais agroflorestais: estrutura, composição florística e aspectos socioambientais em área de assentamento rural na Amazônia Brasileira. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 24, n. 4, p. 1041-1053, 2014. DOI: https://doi.org/10.1590/1980-509820142404023.

ALVARES, C. A.; STAPE, J. L.; SENTELHAS, P. C.; GONÇALVES, J. L. M.; SPAROVEK, G. Köppen’s climate classification map for Brazil. Meteorologische Zeitschrift, Stuttgart, v. 22, n. 6, p. 711-728, 2013. DOI: 10.1127 / 0941-2948 / 2013/0507

ALVES, F. P.; PAIXÃO, C. P. C.; FERREIRA, C. S.; SOUZA, L. L. de. Comportamento das exportações e produção de pimenta-do-reino-do- reino no Brasil e no Pará de 2005 À 2015. In: Congresso Internacional das Ciências Agrárias COINTER PDVAgro 2017, Anais... Natall: COINTER – PDVAgro.

ARCO-VERDE, M. F. Sustentabilidade biofísica e socioeconômica de sistemas agroflorestais na Amazônia brasileira. 2008. 188f. Tese (Doutorado em Ciências Florestais) - Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2008.

ARCO-VERDE, M. F.; AMARO, J. C. Análise financeira de sistemas produtivos integrados. 1 ed. Colombo: Embrapa Florestas, 2014. 74p.

BENTES-GAMA, M. M.; SILVA, M. L. da; MONTOYA, VILCAHUAMAN, L. J.; LOCATELLI, M. Análise econômica de sistemas agroflorestais na Amazônia Ocidental, Machadinho D’Oeste-RO. Revista Árvore, Viçosa, v. 29, n. 3, p. 401-411, 2005. DOI: https://doi.org/10.1590/S010067622005000300007.

BRITTO, G. C. Prestação de Serviços Ambientais em Unidades de Produção Familiar Rurais no município de Pacajá - Território da Transamazônica – Pará - Brasil. 2010. 179f. Dissertação (Mestrado em Agricultura Familiar e Desenvolvimento Sustentável). Universidade Federal do Pará e Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Amazônia Oriental. Belém, 2010.

CALORIO, C. M.; ONCALA, A. A. Agroextrativismo e Bolsa Verde na Política Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica. In: SAMBUICHI, R. H. R.; MOURA, I. F. de; MATTOS, L. M. de; ÁVILA, M. L. de; SPÍNOLA, P. A. C.; SILVA, A. P. M. da. Política Nacional de Agroecologia e Produção Orgânica no Brasil:. Brasília: IPEA, 2017. p. 359-379.

CANUTO, J. C. Sistemas Agroflorestais: experiências e reflexões Brasília. 1 ed. Brasília: Embrapa, 2017. 216p.

CARNEIRO-JUNIOR, J. F. C.; LIMA, J. M. de; SILVA, A. L. P. da; NASCIMENTO, M. N. C. F. Análise de mercado da pimenta-do-reino de no período de 1990 a 2015. Tecnologia & Ciência Agropecuária, João Pessoa, v. 11, n. 6, p. 139-145, dez. 2017.

CARDOSO, M. S. P.; GARCIA, W. S.; SILVA, I. M. da. Viabilidade Econômica da produção de Pimenta-do-reino em pequena escala no município de Tomé-Açu (PA). Revista Gestão em Conhecimento, Tomé-Açu, v. 1, n. 1, p. 97-112, jan./jun. 2018.

CAVALCANTE, T. R. M. Polinizações manual e natural da gravioleira (Annona muricata L., Annonaceae). 2000. 55f. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia) -Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2000.

CONAB_Companhia Nacional de Abastecimento. Disponível em: < http://sisdep.conab.gov.br/precosiagroweb/> Acesso em: 13 de dez de 2019.

CORDEIRO, A. Floresta nacional do tapajós: plano de manejo. Belterra: IBAMA, v. 1, 2004. 350 p.

DE-SÁ, C. P.; BALZON, T.; OLIVEIRA, T. J.; BAYAMA, M. M. A.; CARNEIRO-JUNIOR, J. M. C. Diagnóstico sócio-econômico da piscicultura praticada por pequenos produtores da regional do Baixo Acre. Rio Branco: Embrapa Acre, 2008. 9p. Disponível em: https://ainfo.cnptia.embrapa.br/digital/bitstream/item/141722/1/20097.pdf

FRIGHETTO, R. T. S.; FRIGHETTO, N.; SCHNEIDER, R. P.; FERNANDES-LIMA, P. C. O Potencial da Espécie Moringa oleifera (Moringaceae). I. A Planta como Fonte de Coagulante Natural no Saneamento de Águas e como Suplemento Alimentar. Revista Fitos, São Paulo, v. 3, n. 2, p. 78-88, jun. 2007.

HOMMA, A. K. O. Dinâmica dos sistemas agroflorestais: o caso da Colônia Agrícola de Tomé-Açu, Pará. Revista Instituto de Estudos Superiores da Amazônia, Belém, v. 2, n. 1/2, p. 57-65, 2004.

IBGE. Pesquisa de Orçamentos Familiares, 2008. Disponível em: Acesso em: 27 de outubro de 2019.

IBGE/PAM. Panorama Agrícola do Pará 2010/2017. SEDAP-PA.

INMET_Instituto Nacional de Meteorologia. Banco de dados meteorológicos para ensino e pesquisa - BDMEP. Disponível em: <http://www.inmet.gov.br/portal/index.php?r=bdmep/bdmep>. Acesso em 12 dezembro 2016.

LUNZ, A. M. P. Quintais agroflorestais e o cultivo de espécies frutíferas na Amazônia. Revista Brasileira de Agroecologia, Dois Vizinhos, v. 2, n. 2, p. 1255-1258, 2007.

MACEDO, R. L. G. Princípios básicos para o manejo sustentável de sistemas agroflorestais. 1 ed. Lavras: UFLA/FAEP, 2000. 157p.

MACIEL, H. M.; KHAN, A. S. Política ambiental no Brasil: a implantação do programa bolsa verde. Revista Ibero-Americana de Ciências Ambientais, Aracaju, v. 6, n. 1, p. 172-186, 2015. DOI: http://dx.doi.org/10.6008/SPC2179-6858.2015.001.0014

MENDES, F. A. T. Avaliação de modelos simulados de sistemas agroflorestais em pequenas propriedades cacaueiras selecionadas no município de Tomé-Açu, no estado do Pará. Belém-PA, 2003. Revista GEPEC, Toledo, v. 7, n. 1, p. 1-19, 2003. DOI: https://doi.org/10.48075/igepec.v7i1.300

NASCIMENTO, E. C. do; CRUZ, B. E. V. da; CALVI, M. F.; CARVALHO, J. P. L de; REIS, C. C. dos; GOMES, D. L. A influência do Programa Bolsa Família nas práticas alimentares das famílias do Território do Marajó, Pará, Brasil. Scientia Plena, Aracaju, v. 12, n. 6, p. 1-11, 2016. DOI: https://doi.org/10.14808/sci.plena.2016.069931

OLIVEIRA, M. L.; SCARAMUSSA, P. H. M.; SANTOS, A. R. S.; BENJAMIN, A. M. S. da. Análise do Custo Econômico de um Sistema Agroflorestal na comunidade Nova Betel, município de Tomé Açu, Estado do Pará. In: Congresso Internacional das Ciências Agrárias COINTER PDVAgro 2017, Anais... Natal: COINTER – PDVAgro.

OLIVEIRA, M. A. S.; JUNQUEIRA, N. T. V.; ALVES, R. T.; OLIVEIRA, J. N. S.; ICUMA, I. M.; ANDRADE, G. A. de; SILVA, J. F. e. Broca-do-fruto da graviola no Distrito Federal. Planaltina: Embrapa Cerrados, 2011. 4p. (Comunicado Técnico, 55)

PINTO, A. C. Q.; SILVA, E. M. da. Tratos culturais. Graviola. Produção: aspectos técnicos. 1 ed. Brasília: Embrapa Informação Tecnológica, 2001. 41p.

RAMOS, C. J. G.; KATO, O. R.; AZEVEDO, de C. M. B. C.; SHIMIZU, M. K. Análise Financeira do Consorcio de Melancia e Mandioca no sistema de preparo de área com corte e trituração. In: Seminário de Iniciação Científica, 19.; Seminário Pós-Graduação da Embrapa Amazônia Oriental, 3., Anais... Belém-PA, Embrapa Amazônia Oriental, 2015.

SANGUINO, A. C.; SANTANA, A. C. de; HOMMA, A.K. O.; BARROS, P. L. C. de; KATO, O. R.; AMIN, M. M. O. G. Avaliação econômica de sistemas agroflorestais no Pará. Revista de Ciências Agrárias, Belém, n. 47, p. 71-88, 2007.

SERRÃO, E. A. S.; HOMMA, A. K. O. Agriculture in the Amazon: the question of sustainability. Washington: Committee for Agriculture and Environment in the Humid Tropics, 1991. 100p.

SERRANO, L. A. L. Pimenta-do-reino: Alta rentabilidade atrai produtores para a atividade. Revista Campo & Negócios, Uberlândia, p. 1-6, 2014. Disponível em: http://www.revistacampoenegocios.com.br/pimenta-do-reino-alta-rentabilidade-atrai-produtores-25/08/2014. Acesso em: 13 de fev de 2019.

SILVA, S. E. L. da; GARCIA, T. B. A cultura da graviola (Annona muricata L.). Manaus: Embrapa Amazônia Ocidental, 1999. 19p.

SILVA, G. F. da; SANTANA, M. DE F. S. de; LIMA, A. K. V. DE O.; BERGAMASCO, R. PAIVA, P. M. G. SANT’ANNA, M. C. S. de; SERAFINI, M. R. BERY, C. C. de. Potencialidades da Moringa oleifera Lam. São Cristóvão: Universidade Federal de Sergipe, 2018a. 228p.

SILVA, S. U. P. da; PAULETTO, D.; MOTA, C. G. da; NASCIMENTO, G. de C. S. do; SANTOS, J. A. C. dos; RODE, R.; NOCE, R. Viabilidade Econômica de Sistemas Agroflorestais em Novo Progresso, Pará. Revista Ibero-Americana de Ciências Ambientais, v. 9, n. 6, 2018b. DOI: https://doi.org/10.6008/CBPC2179-6858.2018.006.0003

SILVA, L. de J; MENEGHETTI, G. A.; MORENO, A. A.; da SILVA, K. E.; PINHEIRO, J. O. C. Produção para Autoconsumo na Floresta Nacional (Flona) do Pau-Rosa, Maués, AM. In: Workshop de Pesquisa e Agricultura Familiar: Fortalecendo a Interação da Pesquisa para a Inovação e Sustentabilidade. Anais... Workshop de Pesquisa e Agricultura Familiar: Fortalecendo a Interação da Pesquisa para a Inovação e Sustentabilidade. Brasília, DF: Embrapa, 2016.

SOUZA, G. Q. de. Criação de Galinhas Caipiras em Quintais Agroflorestais em Figueirópolis D’oeste – MT. In: X Congresso Brasileiro de Sistemas Agroflorestais, 2016. Anais... Cuiabá: X Congresso Brasileiro de Sistemas Agroflorestais, 2016.

SOUZA, A. N., OLIVEIRA, A. D., SCOLFORO, J. R. S., REZENDE, J. L. P., MELLO, J. M. Viabilidade Econômica de um Sistema Agroflorestal. Cerne, Lavras, v. 13, n. 1, p. 96-106, 2007.

VASCONCELOS, M. C. Moringa oleífera Lam. Aspectos morfométricos, fisiológicos e cultivo em gradiente de espaçamento. 2013. 65f. Dissertação (Mestrado em Agroecossistemas) – Universidade Federal de Sergipe, Aracaju, 2013.

Downloads

Publicado

2021-02-24

Edição

Seção

Desenvolvimento Rural / Rural development