DIVERSIDADE E USO DE PLANTAS EM QUINTAIS DO BAIRRO NOSSA SENHORA APARECIDA EM CUIABÁ, MATO GROSSO

Autores

DOI:

10.31413/nativa.v9i3.12518

Palavras-chave:

diversidade, plantas medicinais, uso popular, segurança alimentar

Resumo

Os quintais urbanos têm sido suprimidos das moradias, alterando a qualidade de vida das pessoas. Em Cuiabá, além da destruição das casas antigas que possuíam extensos quintais, parte expressiva das novas moradias não apresentam espaços destinados ao cultivo de plantas. Objetivou-se neste estudo levantar as espécies vegetais mantidas nos quintais do bairro Nossa Senhora Aparecida em Cuiabá, Mato Grosso. Foram selecionados pela técnica de bola de neve 15 quintais, entrevistados os mantenedores e realizadas turnês guiadas com os mesmos para a coleta e identificação das espécies.  A maioria dos entrevistados foi do sexo feminino e, as plantas foram obtidas com parentes e vizinhos. Mais de 60 % das espécies são exóticas, mas, estão presentes plantas obtidas no Cerrado como bocaiúva (Acrocomia aculeata), mama-cadela (Brosimum gaudichaudii), assa-peixe (Vernonia polyanthes) e imbaúba (Cecropia pachystachya). Os quintais do bairro Nossa Senhora Aparecida têm grande diversidade vegetal, representada por 125 espécies pertencentes a 58 famílias botânicas. As famílias mais frequentes foram Lamiaceae, Asteraceae e Euphorbiaceae, com destaque para as espécies Annona squamosa L., Carica papaya L., Malpighia glabra L. e Mangifera indica L., todas frutíferas que contribuem para a segurança alimentar. O uso medicinal da maioria das espécies indica a importância do incentivo à manutenção da diversidade nos quintais.

Palavras-chave: diversidade; plantas medicinais; uso popular; segurança alimentar.

 

Diversity and use of plants in homegardens in Nossa Senhora Aparecida district in Cuiabá, Mato Grosso, State, Brazil

 

ABSTRACT: Homegardens have been removed from housing, altering people's quality of life. In Cuiabá, in addition to the destruction of the old houses that had extensive homegardens, a significant part of the new houses do not have spaces for plants. The aim of this study was to survey the plant species kept in the homegardens of the Nossa Senhora Aparecida neighborhood in Cuiabá, Mato Grosso. 15 homegardens were selected by the snowball technique, the maintainers were interviewed and guided tours were held with them to collect and identify the species. Most of the interviewees were female and the plants were obtained from relatives and neighbors. More than 60% of the species are exotic, but there are plants obtained in the Cerrado such as bocaiúva (Acrocomia aculeata), mama-cadela (Brosimum gaudichaudii), assa-peixe (Vernonia polyanthes) and imbaúba (Cecropia pachystachya). The homegardens of the Nossa Senhora Aparecida neighborhood have great plant diversity, represented by 125 species belonging to 58 botanical families. The most frequent families were Lamiaceae, Asteraceae and Euphorbiaceae, with emphasis on the species Annona squamosa L., Carica papaya L., Malpighia glabra L. and Mangifera indica L., all of which contribute to food security. The medicinal use of most species indicates the importance of encouraging the maintenance of diversity in homegardens.

Keywords: diversity; medicinal plants; popular use; food security.

Referências

ABDEL-MOGIB, M.; ALBAR, H. A.; BATTERJEE, S. M. Chemistry of the Genus Plectranthus. Molecules, Basel, v. 7, n. 2, p. 271-301, 2002. DOI: 10.3390/70200271

ALBERTASSE, P. D.; THOMAZ, L. D.; ANDRADE, M. A. Plantas medicinais e seus usos na comunidade da Barra do Jucu, Vila Velha, ES. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, Botucatu, v. 12, n. 3, p. 250-260, 2010. DOI:10.1590/S1516-05722010000300002

ALBUQUERQUE, U. P.; CUNHA, L. V. F. C.; LUCENA, R. F. P.; ALVES, R. R. N. (Eds.) Methods and Techniques in Ethnobiology and Ethnoecology, New York: Springer Protocols Handbooks, 2014. 480p. DOI: https://doi.org/10.1007/978-1-4614-8636-7

ALVARES, C. A.; STAPE, J. L.; SENTELHAS, P. C.; GONÇALVES, J. L. M.; PAROVEK, G. Köppen’s climate classification map for Brazil. Meteorologische Zeitschrift, Berlin, v. 22, n. 6, p. 711-728, 2014. DOI: 10.1127/0941-2948/2013/0507

AMARAL C. N.; COELHO-DE-SOUZA, G. P.; SCHUCH, I.; SOUZA, M. Contribuições da produção de autoconsumo em quintais para a segurança alimentar e nutricional e renda em Jangada, Baixada Cuiabana, MT. Guaju, Matinhos, v. 2, n. 1, p. 102-119, 2016. DOI: http://dx.doi.org/10.5380/guaju.v2i1.46425

AMARAL, C. N.; GUARIM NETO, G. Os quintais como espaços de conservação e cultivo de alimentos: um estudo na cidade de Rosário Oeste (Mato Grosso, Brasil). Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas, Belém, v. 3, n. 3, p. 329-341, 2008. DOI: https://doi.org/10.1590/S1981-81222008000300004

AMOROZO, M. C. M.; VIERTLER, R. B. A abordagem qualitativa na coleta e análise de dados em etnobiologia e etnoecologia. In: ALBUQUERQUE, U. P.; LUCENA, R. F. P.; CUNHA, L. V. F. C. Métodos e técnicas na pesquisa etnobiológica e etnoecológica. Recife: NUPEEA, 2010. p.67-82.

BAJPAI, S.; SHARMA, A. K.; KANUNGO, V. K. Traditional home gardens: A preserve of medicinal plants. International Journal of Herbal Medicine, v. 1, n. 2, p. 152-161, 2013.

CARNIELLO, M. A.; SILVA, R. S.; CRUZ, M. A. B.; GUARIM NETO, G. Quintais urbanos de Mirassol D'Oeste-MT, Brasil: uma abordagem etnobotânica. Acta Amazônica, Manaus, v. 40, n. 3, p. 451-470, 2010. DOI: https://doi.org/10.1590/S0044-59672010000300005.

DE DAVID, M.; PASA, M. G. As plantas medicinais e a etnobotânica em Várzea Grande, MT, Brasil. Interações, Campo Grande, v. 16, n. 1, p. 97-108, 2015. DOI: https://doi.org/10.1590/1518-70122015108.

FLORENTINO, A. T. N.; ARAUJO, E. L.; ALBUQUERQUE, U. P. Contribuição de quintais agroflorestais na conservação de plantas da Caatinga, município de Caruaru, PE, Brasil. Acta Botânica Brasílica, São Paulo, v. 21, n. 1 p. 37-47, 2007. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-33062007000100005

GAO, J.; HE, T.; LI, Q. M. Traditional home-garden conserving genetic diversity: a case study of Acacia pennata in southwest China. Conservation Genetics, v. 13, n. 4, p. 891-898, 2012. DOI: 10.1007 / s10592-012-0338-x

GARCIA, B. N. R.; VIEIRA, T. A.; OLIVEIRA, F. A. Quintais agroflorestais e segurança alimentar em uma comunidade rural na Amazônia Oriental. Revista da Faculdade de Agronomia de La Plata, Maracaibo, v. 114, n. 1, p. 67-73, 2015.

GUARIM NETO, G.; AMARAL, C. N. Aspectos etnobotânicos de quintais tradicionais dos moradores de Rosário Oeste, Mato Grosso, Brasil. Polibotánica, Cidade do México, v. 29, p. 191-212, 2010.

GUARIM NETO, G.; NOVAIS, A. M. Composição florística dos quintais da cidade de Castanheira. In: GUARIM NETO, G.; CARNIELLO, M. A. (Orgs.). Quintais mato-grossenses: espaços de conservação e reprodução de saberes. Cáceres: EDUNEMAT, 2008. 203p.

IBGE_Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo Demográfico 2019. Disponível em: < https://cidades.ibge.gov.br/brasil/mt/cuiaba/panorama>.

KUMAR, B. M.; NAIR, P. K. R. Tropical home gardens: A time tested example of sustainable agroforestry. Netherlands: Springer Science, 2006. 380p.

LORENZI, H.; MATOS, F. J. A. M. Plantas Medicinais no Brasil: nativas e exóticas. 2 ed. Nova Odessa: Instituto Plantarum, 2008. 544p.

MOREIRA, R. P. M.; GUARIM NETO, G. A flora medicinal dos quintais de Tangará da Serra, Mato Grosso, Brasil. Biodiversidade, Cuiabá, v. 14, n. 1, p. 63-83, 2015.

OLIVEIRA, W. A. Os recursos vegetais e o saber local nos quintais da comunidade de Santo Antônio do Caramujo, Cáceres, Mato Grosso, Brasil. 104f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais e Ambientais) - Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá. 2013.

PAULINO, R. C.; HENRIQUES, G. P. S. A.; MOURA, O. N. S.; COELHO, M. F. B.; AZEVEDO, R. A. B. Medicinal plants at the Sítio do Gois, Apodi, Rio Grande do Norte State, Brazil. Revista Brasileira de Farmacognosia, Curitiba, v. 22, n. 1, p. 29-39, 2012. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-695X2011005000203

PEREIRA, P. V. M.; FIGUEIREDO NETO, L. F. Conservação de espécies florestais: um estudo em quintais agroflorestais no município de Cáceres – MT. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental, Santa Maria, v. 19 n. 3, p. 783-793, 2015.

PILLA, M. A. C.; AMOROZO, M. C. M.; FURLAN, A. Obtenção e uso das plantas medicinais no distrito de Martim Francisco, Município de Mogi-Mirim, SP, Brasil. Acta Botânica Brasílica, Brasília, v. 20, n. 4, p. 789-802, 2006. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-33062006000400005

RONDON NETO, R. M.; BYCZKOVSKI, A.; WINNICKI, J. A.; SIMÃO, S. M. M.; PASQUALOTTO, T. C. Os quintais agroflorestais do assentamento rural Rio da Areia, município de Teixeira Soares, PR. Cerne, Lavras, v. 10, n. 1, p. 125-135, 2004.

SANTOS, A. S.; OLIVEIRA, L. C. L.; CURADO, F. F.; AMORIM, L. O. Caracterização e desenvolvimento de quintais produtivos agroecológicos na comunidade Mem de Sá, Itaporanga d’Ajuda-Sergipe. Revista Brasileira de Agroecologia, Porto Alegre, v. 8, n. 2, p. 100-111, 2013.

SILVA, J. R. O., SILVA, I. C. O., COELHO, M. F. B., CAMILI, E. C. As plantas e seus usos nos quintais de Alta Floresta, Mato Grosso. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, Pombal, v. 14, n. 3, p. 420-428, 2019. DOI: https://doi.org/10.18378/rvads.v14i3.6086

SIVIERO, A.; DELUNARDO, T. A.; HAVERROTH, M.; OLIVEIRA, L. C.; MENDONÇA, A. M. S. Plantas medicinais em quintais urbanos de Rio Branco, Acre. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, Botucatu, v. 14, n. 4, p. 598-610, 2012. DOI: https://doi.org/10.1590/S1516-05722012000400005

SPILLER, C.; COELHO, M. F. B.; GONÇALVES, V. D.; PITON, L. P.; CAMILI, E. C. Estudo etnobotânico em quintais agroflorestais em bairro na Cidade de Cuiabá, Mato Grosso. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, Pombal, v. 11, n. 5, p. 138-142, 2016. DOI: https://doi.org/10.18378/rvads.v11i5.3832

TOURINHO, H. L. Z., SILVA, M. G. C. A. Quintais urbanos: funções e papéis na casa brasileira e amazônica. Boletim do Museu Paraense Emílio Goeldi. Ciências Humanas, Belém, v. 11, n. 3, p. 633-651, 2016. DOI: https://doi.org/10.1590/1981.81222016000300006

VIEIRA, T. A.; ROSA, L. S.; SANTOS, M. M. L. S. Agrobiodiversidade de quintais agroflorestais no município de Bonito, Estado do Pará. Revista de Ciências Agrarias, Belém, v. 55, n. 3, p. 159-166, 2012.

Downloads

Publicado

2021-07-28

Como Citar

Nobre da Silva, A., Coelho, M. de F. B., & Clarete Camili, E. . (2021). DIVERSIDADE E USO DE PLANTAS EM QUINTAIS DO BAIRRO NOSSA SENHORA APARECIDA EM CUIABÁ, MATO GROSSO. Nativa, 9(3), 327-336. https://doi.org/10.31413/nativa.v9i3.12518

Edição

Seção

Ciências Ambientais / Environmental Sciences