ASSOCIAÇÃO ENTRE CARACTERÍSTICAS DE QUALIDADE DE SEMENTES E RENDIMENTO DE GRÃOS EM CULTIVARES DE FEIJÃO

Autores

DOI:

10.31413/nativa.v9i2.11486

Palavras-chave:

Phaseolus vulgaris L., Potencial produtivo, PCA

Resumo

O cultivo de feijão apresenta elevada relevância em âmbito nacional. Além do rendimento de grãos, demais caracteres agronômicos associados são importantes na definição do potencial produtivo de um cultivar. Desse modo, o objetivo do trabalho foi avaliar a associação de características da qualidade de sementes com o rendimento de grãos em cultivares de feijão. Os experimentos foram executados em delineamento inteiramente casualizado e blocos ao acaso, ambos com quatro repetições, utilizando dez cultivares de feijão. As características avaliadas foram: rendimento de grãos (kg ha-1), número de plântulas normais e anormais, comprimento de plântula (cm), comprimento de raiz (cm), comprimento de parte aérea (cm), massa fresca e seca de plântulas (g), e de massa fresca e seca cotilédones (g). A análise de componentes principais captou uma variação percentual nos dois eixos iniciais de 67,40 para variáveis, e 99,15 para os cultivares. As variáveis rendimento de grãos, massa seca de cotilédones e massa fresca de cotilédones relacionaram-se positivamente, com forte associação. A variável com maior contribuição para a discriminação dos cultivares foi o rendimento de grãos. O comprimento de plântulas, plântulas anormais e plântulas normais apresentaram menores contribuições e podem ser utilizadas complementarmente na discriminação de genótipos.

Biografia do Autor

Paulo Henrique Cerutti, Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages, SC, Brasil.

Departamento de Agronomia, Área de Produção Vegetal.

Referências

ALLARD, R. W. Princípios do melhoramento genético de plantas. São Paulo: Edgard Blucher, 1971. 381p.

BARBIERI, R. L.; LEITE, D. L.; CHOER, E.; SINIGAGLIA, C. Divergência genética entre populações de cebola com base em marcadores morfológicos. Ciência Rural, Santa Maria, v. 35, n. 2, p. 303-308, 2005. https://doi.org/10.1590/S0103-84782005000200009

BARBOSA, F. R.; GONZAGA, A. C. de O. Informações técnicas para o cultivo do feijoeiro-comum na Região Central-Brasileira: 2012-2014. Santo Antônio de Goiás: Embrapa Arroz e Feijão, 2012. 247p. (Documentos, 272)

BERTOLIN, D. C.; SÁ, M. E.; MOREIRA, E. R. Parâmetros do teste de envelhecimento acelerado para determinação do vigor de sementes de feijão. Revista Brasileira de Sementes, Londrina, v. 33, n. 1, p. 104-112, 2011. DOI: https://doi.org/10.1590/S0101-31222011000100012

BRASIL. Ministério da Agricultura e Reforma Agrária. Regras para Análise de Sementes. Departamento Nacional de Defesa Vegetal, 2009. 395 p.

CAROVIĆ-STANKO, K.; LIBER, Z.; VIDAK, M.; BAREŠIĆ, A.; GRDIŠA, M.; LAZAREVIĆ, B.; ŠATOVIĆ, Z. Genetic diversity of Croatian common bean landraces. Frontiers in Plant Science, v. 8, p. 604, 2017. DOI: https://doi.org/10.3389/fpls.2017.00604

CQFS-RS/SC_Comissão de Química e Fertilidade do Solo – RS/SC. Manual de calagem e adubação para os Estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Rio de Janeiro: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo. 2016. 376p.

CRUZ, C. D. Aplicação de algumas técnicas multivariadas no melhoramento de plantas. 1990. 188 f. Tese de Doutorado. Tese (Doutorado) - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Piracicaba. 1990.

CRUZ, C. D.; REGAZZI, A. J. Modelos biométricos aplicados ao melhoramento genético. Viçosa: UFV-Imprensa Universitária, 1994. 390p.

DÖRR, C. S.; KOCH, F.; RADKE, A. K.; MIGLIORINI, P.; EBERHARDT, P. E. R.; VAHL, L. C. Qualidade fisiológica de sementes de feijão tratadas com zinco. Revista de Ciências Agroveterinárias, Lages, v. 16, n. 4, p. 414-421, 2017. DOI: https://doi.org/10.5965/22381171164201741

DOS SANTOS, F. G.; SILVEIRA, E. R.; JAMHOUR, J. Atributos de qualidade de sementes salvas de feijão. Revista Técnico-Científica do CREA-PR, n. 22, p. 1-14, 2019. Disponível em: http://creaprw16.crea-pr.org.br/revista/Sistema/index.php/revista/article/view/523

IPGRI. Descritores para Phaseolus vulgaris. International Plant Genetic Resources Institute, Rome, 2001. 45p.

KHAH, E. M.; ROBERTS, E. H.; ELLIS, R. H. Effects of seed ageing on growth and yield of spring wheat at different plant-population densities. Field Crops Research, v. 20, n. 3, p. 175-190, 1989.

MAMBRIN, R. B.; RIBEIRO, N. D.; HENNING, L.; MERTZ, M.; HENNING, F. A.; BARKERT, K. A. Seleção de linhagens de feijão com base no padrão e na qualidade de sementes. Revista Caatinga, Mossoró, v. 28, n. 3, p. 147-156, 2015.

MARCOS FILHO, Júlio. Fisiologia de sementes de plantas cultivadas. ABRATES, Londrina, 2015. 660p.

MARCOS FILHO, Júlio. Testes de vigor: importância e utilização. Vigor de sementes: conceitos e testes. ABRATES, Londrina, 1999. cap.1, p.1-21.

NAKAGAWA, J. Testes de vigor baseados na avaliação das plântulas. In: VIEIRA, R. D.; CARVALHO, N. M. (Eds.). Testes de vigor em sementes. Jaboticabal: Funep, 1994. p. 49-85.

OSSANI, P. C.; CIRRILO, M. A. MVar.pt: Análise multivariada (brazilian portuguese). 2020. R package version 2.1.2. Disponível em: https://cran.r-project.org/web/packages/MVar.pt/index.html

PEREIRA, A. V. Utilização de análise multivariada na caracterização de germoplasma de mandioca (Manihot esculenta Crantz). 180 f. 1989. Tese (Doutorado) – Universidade de São Paulo, Piracicaba, 1989.

PINHEIRO, R. D. A.; DUARTE, V. C. B.; BEVILAQUA, G. A. P.; ANTUNES, I. F. Efeito de preparados homeopáticos no vigor de sementes e desenvolvimento de plântulas de feijão. Revista de Ciências Agrárias, Lisboa, v. 42, n. 2, p. 81-90, 2019. DOI: https://doi.org/10.19084/rca.15209

R Core Team. A Language and Environment for Statistical Computing. R Foundation for Statistical Computing. Vienna, Austria, 2018.

RODRIGUES, L. S.; ANTUNES, I. F.; TEIXEIRA, M. G.; SILVA, J. B. da. Divergência genética entre cultivares locais e cultivares melhoradas de feijão. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 37, n. 9, p. 1275-1284, 2002. DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-204X2002000900011

SILVEIRA, D. C.; MACHADO, J. M.; FACCIOLI, M. W. F.; TOLFO, A. M.; EICH, C. Diversidade genética de acessos de feijão crioulo na região Noroeste do Rio Grande do Sul. Pesquisa Agropecuária Gaúcha, Porto Alegre, v. 25, n. 1/2, p. 133-146, 2019.

SOUZA, R. S.; WANDER, A. E. Aspectos econômicos da produção de feijão no Brasil. Revista de Política Agrícola, v. 23, n. 3, p. 43-54, 2014.

SUÁREZ, J. C.; POLANÍA, J. A.; CONTRERAS, A. T.; RODRÍGUEZ, L.; MACHADO, L.; ORDOÑEZ, C.; RAO, I. M. Adaptation of common bean lines to high temperature conditions: genotypic differences in phenological and agronomic performance. Euphytica, v. 216, n. 2, e28, 2020. DOI: https://doi.org/10.1007/s10681-020-2565-4

TEKRONY, D. M.; EGLI, D. B.; WICKHAM, D. A. Corn Seed Vigor Effect on No‐Tillage Field Performance. I. Field Emergence. Crop science, v. 29, n. 6, p. 1523-1528, 1989.

TEXEIRA, L. R.; BRACCINI, A. de L. e; SPERANDIO, D.; SCAPIM, C. A.; SCHUSTER, I.; VIGANÓ, J. Avaliação de cultivares de soja quanto à tolerância ao estresse hídrico em substrato contendo polietileno glicol. Acta Scientiarum. Agronomy, v. 30, n. 2, p. 217-223, 2008. DOI: https://doi.org/10.4025/actasciagron.v30i2.1731

TOBAR-TOSSE, D. E.; CASTOLDI, R.; CANDIDO, W. D. S.; FERRAUDO, A. S.; CHARLO, H. C. D. O.; BRAZ, L. T. Caracterização de genótipos de soja-hortaliça por análise de componentes principais. Ciência Rural, Santa Maria, v. 45, n. 7, p. 1214-1219, 2015. DOI: https://doi.org/10.1590/0103-8478cr20140597

Downloads

Publicado

2021-06-07

Edição

Seção

Agronomia / Agronomy