AVALIAÇÃO AGRONÔMICA DE NOVOS CLONES DE Manihot esculenta Crantz NO SEGUNDO CICLO VEGETATIVO

Autores

DOI:

10.31413/nativa.v9i3.10886

Resumo

O presente trabalho teve como objetivo avaliar as características agronômicas no segundo ciclo vegetativo de novos clones de mandioca de mesa oriundos de um programa de melhoramento, nas condições edafoclimáticas do município de Santarém, Oeste do Pará. O delineamento experimental utilizado foi em blocos casualizados com 13 tratamentos (novos clones de macaxeira) e três repetições. As parcelas foram constituídas por 10 plantas distribuídas em duas linhas de 5 metros, com espaçamento de 1,0 x 1,0 m. Os resultados obtidos denotam que a produtividade apresentou correlação significativa e positiva com a massa de raízes comerciais (r= 0,98), massa fresca da parte aérea (r= 0,61) e diâmetro médio das raízes (r= 0,63), com destaque para o clone C5 que obteve maiores rendimentos em relação a estas características, e consequentemente apresentou maior média de produtividade 44,70 t ha-1. Em relação ao tempo de cozimento das raízes, de treze clones testados, doze materiais obtiveram tempo médio de cozimento inferior a trinta minutos, sendo classificados como tempo de cozimento bom, com destaque para o clone C11, que apresentou média de 12,30 minutos. Todos os clones avaliados apresentam características agronômicas desejáveis tornando-se promissores para o mercado do município de Santarém, no baixo Amazonas.

Palavras-chave: melhoramento; baixo amazonas; produtividade; mandioca de mesa.

 

Agronomic evaluation of new Manihot esculenta Crantz clones in the second vegetative cycle

 

ABSTRACT: The present work aimed to evaluate the agronomic characteristics in the second vegetative cycle of new macaxeira clones from a breeding program under the edaphoclimatic conditions of the municipality of Santarém, Western Pará. The experimental design was randomized blocks with 13 treatments (new clones of cassava) and three repetitions. The plots consisted of 10 plants distributed in two rows of 5 meters, with 1.0 x 1.0 m spacing. The results show that yield was significantly and positively correlated with commercial root mass (r = 0.98), fresh shoot mass (r = 0.61) and mean root diameter (r = 0.63). highlighting clone C5 that obtained higher yields in relation to these characteristics, and consequently presented higher average yield 44.70 t ha-1. Regarding the root cooking time, of thirteen clones tested, twelve materials had an average cooking time of less than thirty minutes, being classified as good cooking time, especially clone C11, which presented an average of 12.30 minutes. All evaluated clones have desirable agronomic characteristics making them promising for the lower Amazon market.

Keywords: breeding; low amazons; productivity; table cassava.

Biografia do Autor

Rodrigo Magno de Sousa, Universidade Federal do Oeste do Pará, Santarém, PA, Brasil.

Instituto de Biodiversidade e Florestas/ Ciências Agrárias

Mateus Alves de Sousa, Universidade Federal do Oeste do Pará, Santarém, PA, Brasil.

Instituto de Biodiversidade e Florestas/ Ciências Agrárias

Renata Soares dos Santos, Universidade Federal do Oeste do Pará, Santarém, PA, Brasil.

Instituto de Biodiversidade e Florestas/ Ciências Agrárias

Edwin Camacho Palomino, Universidade Federal do Oeste do Pará, Santarém, PA, Brasil.

Instituto de Biodiversidade e Florestas/ Ciências Agrárias

Referências

AVIJALA, M. F. Diversidade e estimativas de parâmetros genéticos em mandioca (Manihot esculenta crantz), oriunda de Moçambique. 2013. 91f. Dissertação (Mestrado em Genética e Melhoramento) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2013.

BOREM, A. Melhoramento de Plantas. Viçosa: Editora UFV, 2005. 525p.

CEBALLOS, H.; IGLESIAS, C. A.; PÉREZ, J. C.; DIXON, A. G. O. Cassava breeding: opportunities and challenges. Plant Molecular Biology, v. 56, p. 503-516, 2004.

CONAB_Companhia Nacional de Abastecimento. Mandioca: raiz, farinha e fécula. Conjuntura mensal, Abril, 2019. Disponível em: https://www.conab.gov.br/info-agro/analises-do-mercado-agropecuario-e extrativista/analises-do-mercado/historico-mensal-de-mandioca/item/11655-mandioca-analise-mensal-abril-2019. Acesso em: 26 ago 2019.

COSTA, R. M. Produtividade da mandioca em resposta ao espaçamento e adubação de cobertura potássica no Brejo Paraibano. 2018. 33f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Federal da Paraíba, Areia, 2018.

CRUZ, C. D. Programa Genes V.2014.6.1 - Aplicativo computacional em genética e estatística. Disponível em: http://www.ufv.br/dbg/genes/genes,htm[con. Acesso em : ago set 2019.

DOS ANJOS, D. N.; VIANA, A. E. S.; CARDOSO, A. D.; MATSUMOTO, S. N. Características culinárias e teor de amido de variedades de mandioca avaliadas em dois períodos na região Sudeste da Bahia. Enciclopédia Biosfera, Goiânia, v. 10, n. 18, p. 785-793, 2014.

EBERTZ, O.; PALOMINO, E. C. Caracterização morfológica de genótipos de Manihot esculenta crantz obtidos por sementes. Agroecossistemas, Belém, v. 9, n. 2, p. 66-77, 2017.

EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Mandioca e Fruticultura. Disponível em: http://www.cnpmf.embrapa.br/. Acesso em: 10 mar 2019.

FAO. Dados da produção mundial da mandioca. Disponível em: <http://faostat.fao.org/ site/339/default.aspx>. Acesso em: 20 abr 2019.

FUKUDA, W. M. G.; SILVA, S. O. E. Melhoramento de mandioca no Brasil. In: CEREDA, M. P. (Ed.). Agricultura: Tuberosas amilaceas latino americanas. São Paulo: Fundação Cargil, 2002. p. 242-257.

GONÇALVES, G. M.; VIANA, A. P.; REIS, L. S.; NETO, F. V. B.; AMARAL JUNIOR, A. T.; REIS, L. S. Correlações fenotípicas e genético-aditivas em maracujá-amarelo pelo delineamento I. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 32, n. 5, p. 1413-1418, set./out. 2008.

GREVE, L. C.; MCARDLE, R. N.; GOHLKE, J. R.; LABAVITCH, J. M. Impact of heating on carrot firmness: changes in cell-wall components. Journal of the Science of Food and Agriculture, v. 42, n. 12, p. 2900-2906, 1994. DOI: http://dx.doi.org/0021-8561/94/1442-2900$04.50/0

IBGE_Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Levantamento Sistemático da produção agrícola. 2019. Disponível em: https://sidra.ibge.gov.br/home/lspa/brasil Acesso em: 27 ago 2019.

INMET_Instituto Nacional de Meteorologia, 2018. Disponível em: <http://www.inmet.gov.br/portal/index.php?r=home/page&page=rede_estacoes_conv_g43 raf>. Acesso em: 14 set 2019.

JESUS, A. M. S.; CARVALHO, S. P.; CUSTODIO, T. N.; OLIVEIRA, P. M.; GOMES, C. N. Avaliação agronômica de cultivares e clones de mandioca em área irrigada no Norte de Minas Gerais. Scientia Agraria Paranaensis, Marechal Cândido Rondon, v. 12, n. 3, p. 205-210, 2013. DOI: 10.18188/1983-1471/sap.v12n3p205-210

JUNIOR, L. B. B.; CARVALHO, F. L. C.; SOUSA, R. R.; ARAUJO, R. L.; BARROS, W. K. F. C.; VERAS, F. H. C.; BANDEIRA, A. C.; SILVA, R. B. Avaliação da cultura da mandioca em diferentes sistemas de manejo do solo. Global Science and Technology, Rio Verde, v. 12, n. 2, p. 152-169, 2019.

LARA, A. C. C.; BICUDO, S. J.; BRACHTVOGEL, E. L.; ABREU, M. L.; CURCELLI, F. Melhoramento genético da cultura da mandioca (Manihot esculenta crantz). Revista Raízes e Amidos Tropicais, Botucatu, v. 4, p. 54-64, 2008.

LESSA, L. S.; LEDO, C. A. S.; SANTOS, V. S. Seleção de genótipos de mandioca com índices não paramétricos. Revista Raízes e Amidos Tropicais, Botucatu, v. 13, n. 1, p. 1-17, 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.17766/1808-981X.2017v13n1p1-17

MODESTO JUNIOR, M. S.; ALVES, R. N. B.; Cultura da mandioca: Aspectos socioeconômicos, melhoramento genético, sistemas de cultivo, manejo de pragas e doenças e agroindústria. 21 ed. Brasília, DF: Embrapa, 2016. 40p.

NICK, C.; DE CARVALHO, S. P; JESUS, A. M. S.; CUSTÓDIO, T. N; MARIM, B. G.; DE ASSIS, L. H. B. Divergência genética entre subamostras de mandioca. Bragantia, Campinas, v. 69, n. 2, p. 289-298, 2010.

PEIXOTO, J. R.; BERNARDES, S. R.; SANTOS, C. M.; BONNAS, D. S.; FIALHO, J. F.; OLIVEIRA, J. A. Desempenho agronômico de variedades de mandioca mansa em Uberlândia. Revista Brasileira de Mandioca, v. 18, n. 1, p. 19-24, 2005.

PRATES, C. J. N.; GUIMARAES, D. G.; VIANA, A. E. S.; CARDOSO, A. D.; TEIXEIRA, P. R. G.; CARVALHO, K. D. Caracterização morfológica de genótipos de mandioca (Manihot esculenta crantz). Scientia Plena, Sergipe, v. 13, n. 9, p. 1-11, 2017. DOI: 10.14808/sci.plena.2017.090201

ROCHA, J. S.; COELHO FILHO, M. A.; LEDO, C. A. S.; SANTOS, V. S.; RIBEIRO, R. N. S.; JUNIOR, F. A. G. Avaliação de clones de mandioca mansa sob condições de sequeiro e irrigado. In: Congresso Brasileiro de Mandioca, 14. Anais... Cruz das Almas-BA: UFRB, 2011. 6p.

SEDAP_Secretaria de Desenvolvimento Agropecuario e da Pesca. Panorama agrícola do Pará - Mandioca. Disponível em: http://www.sedap.pa.gov.br/content/mandioca. Acesso em: 02 nov 2019.

TEIXEIRA, P. R. G.; VIANA, A. E. S.; CARDOSO, A. D.; MOREIRA, G. L. P.; MATSUMOTO, S. N.; RAMOS, P. A. S. Physical-chemical characteristics of sweet cassava varieties. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, Recife, v. 12, n. 2, p. 158-165, 2017. DOI:10.5039/agraria.v12i2a5433

TIRONI, L. F.; UHLMANN, L. O.; STRECK, N. A.; SAMBORANHA, F. K.; FREITAS, C. P. D. O. D.; SILVA, M. R. D. Desempenho de cultivares de mandioca em ambiente subtropical. Bragantia, Campinas, v. 74, n. 1, p. 58-66, 2015. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1678-4499.0352

VIEIRA, E. A.; FIALHO, F. J.; CARVALHO, L. J. C. B. (2015). Correlação fenotípica entre caracteres agronômicos em população segregante de mandioca de mesa. Revista Ceres, Viçosa, v. 61, n. 4, p. 523-529, 2014. DOI: http://dx.doi.org/10.1590/0034-737X201461040011

VIEIRA, E. A.; FIALHO, F. J.; CARVALHO, L. J. C. B.; MALAQUIAS, J. V.; FERNANDES, F. D. Desempenho agronômico de acessos de mandioca de mesa em área de Cerrado no município de Unaí, região noroeste de Minas Gerais. Científica, Jaboticabal, v. 43, n. 4, p. 371-377, 2015. DOI: http://dx.doi.org/10.15361/19845529.2015v43n4p371-377

VIEIRA, E. A.; FIALHO, J. F.; FALEIRO, F. G.; BELLON, G.; FONSECA, K. G. da; SILVA, M. S.; PAULA-MORAES, S. V. de; CARVALHO, L. J. C. B. Caracterização fenotípica e molecular de acessos de mandioca de indústria com potencial de adaptação às condições do Cerrado do Brasil Central. Semina Ciências Agrárias, v. 34, p. 567-582, 2013. DOI: http://dx.doi.org/10.5433/16790359.2013v34n2p567

Downloads

Publicado

2021-07-14

Como Citar

de Sousa, R. M., de Sousa, M. A., dos Santos, R. S., & Palomino, E. C. (2021). AVALIAÇÃO AGRONÔMICA DE NOVOS CLONES DE Manihot esculenta Crantz NO SEGUNDO CICLO VEGETATIVO. Nativa, 9(3), 310-317. https://doi.org/10.31413/nativa.v9i3.10886

Edição

Seção

Agronomia / Agronomy