ÍNDICE DE VEGETAÇÃO POR DIFERENÇA NORMALIZADA ASSOCIADO ÀS VARIÁVEIS PLUVIOMÉTRICAS PARA A SUB-BACIA DO RIO ESPINHARAS – PB/RN

Autores

DOI:

10.31413/nativa.v9i1.10453

Resumo

No semiárido brasileiro, onde se insere o bioma caatinga, a precipitaçãos é um dos fator limitante para seu desenvolvimento sócioeconômico e ambiental, este estudo avaliou a correlação existente entre o nível de cobertura vegetal e as variáveis pluviométricas locais, considerando a climatologia de 2005 e 2015, utilizando-se imagens dos sensores TM e OLI dos satélites Landsat 5 e Landsat 8, respectivamente. O ano de 2005 apresentou maiores valores de NDVI em relação a 2015, com valores máximos de 0,71 e 0,78 no período seco e úmido, respectivamente. No ano de 2015, os valores máximos são de 0,64 e 0,61, para o período seco e úmido, respectivamente. Os maiores valores foram observados no período chuvoso de 2005, nas áreas de influência das estações meteorológicas de Matureia, Salgadinho e Areia de Baraúnas. No período seco, nota-se a baixa variabilidade dos valores de NDVI, sendo as maiores leituras observadas nas estações de Matureia, Salgadinho e Teixeira. As estações que apresentaram as maiores reduções nos valores de NDVI de 2005 para 2015, no período chuvoso, foram Matureia, Santa Teresinha e Salgadinho, com reduções de 41,9%, 38,2% e 32,7%, respectivamente. As correlações mais significativas foram estabelecidas para os períodos secos. As menores correlações foram verificadas no período chuvoso. A elevação dos níveis pluviométricos na região não implicou o aumento progressivo nos valores de NDVI.

Palavras-chave: semiárido; geoprocessamento; índice de vegetação normalizada.

 

Normalized difference vegetation index associated with pluviometric variables for Espinharas River sub-basin - PB/RN States

 

ABSTRACT: In the Brazilian semiarid, where the caatinga biome is inserted, precipitation is a limiting factor for its socioeconomic and environmental development, This study evaluated the correlation between the level of vegetation cover and the local rainfall variables, considering the climatology of 2005 and 2015, using images from the TM and OLI sensors of the Landsat 5 and Landsat 8 satellites, respectively. The year 2005 presented higher NDVI values compared to 2015, with maximum values of 0.71 and 0.78 in the dry and wet periods, respectively. In 2015, the maximum values are 0.64 and 0.61, for the dry and wet periods, respectively. The highest values were observed in the rainy period of 2005, in the weather stations of Matureia, Salgadinho and Areia de Baraúnas. In the dry period, the low variability of NDVI values is noted, with the highest readings observed in the Matureia, Salgadinho and Teixeira platforms. The platforms that showed the greatest reductions in NDVI values from 2005 to 2015, in the rainy season, were Matureia, Santa Teresinha and Salgadinho, with reductions of 41.9%, 38.2% and 32.7%, respectively. The most significant correlations were established for the dry periods. The smallest correlations were found in the rainy season. The increase in rainfall levels in the region did not imply a progressive increase in NDVI values.

Keywords: semiarid; geoprocessing; normalized difference vegetation index.

Referências

AESA_Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba. Mapa interativo. AESA, 2010. Disponível em:<http://www.aesa.pb.gov.br/geoprocessamento/geoportal/sigaesaweb.html>. Acesso em: 11. jan. 2017.

AQUINO, C. M. S.; OLIVEIRA, J. G. B. Estudo da dinâmica do Índice de Vegetacão por Diferença Normalizada (NDVI) no Núcleo de São Raimundo Nonato-PI. GEOUSP - Espaço e Tempo, São Paulo, n. 31, p. 157-168, 2012. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.21790892.geousp.2012.74261

ARRAES, F. D. D.; ANDRADE, E. M.; SILVA, B. B. Dinâmica do balanço de energia sobre o açude Orós e suas adjacências. Revista Caatinga, Mossoró, v. 25, n. 1, p. 119-127, 2012.

ARAÚJO, I. P.; LIMA, J. R.; MENDONÇA, I. F. C. Uso e degradação dos recursos naturais no semiárido brasileiro: estudo na Microbacia Hidrográfica do Rio Farinha, Paraíba, Brasil. Caminhos de Geografia, Uberlândia, v. 12, n. 39, p. 255-270, 2011.

BARBOSA, H. A.; KUMAR, T. V. L.; SILVA JUNIOR, I. W. Analysis of the NDVI Temporal Dynamics in Semi-arid Ecosystems: Brazilian Caatinga and African Western Sahel. Revista Brasileira de Geografia Física, Recife, v. 2, p. 300-306, 2011. DOI: 10.26848/rbgf.v4i2.232655

DE OLIVEIRA GOULART, A. C.; DELGADO, R. C.; DE OLIVEIRA JÚNIOR, J. F.; DE GOIS, G.; DOS SANTOS, E. O. Relação espectro-temporal entre índices de vegetação e a chuva na cidade do Rio de Janeiro. Revista de Ciências Agrárias, Belém, v. 58, n. 3, p. 277-283, 2015. DOI: http://doi.editoracubo.com.br/10.4322/rca.1990

BEZERRA, J. M.; MOURA, G. B.; SILVA, B. B.; LOPES, P. M.; SILVA, Ê. F. F. Parâmetros biofísicos obtidos por sensoriamento remoto em região semiárida do estado do Rio Grande do Norte, Brasil. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v. 18, n. 1, p. 73-84, 2014. DOI: https://dx.doi.org/10.1590/s1415-43662014000100010

CUNHA, J. E. D. B. L.; RUFINO, I. A. A.; SILVA. B. B.; CHAVES, I. D. B. Dinâmica da cobertura vegetal para a Bacia de São João do Rio do Peixe, PB, utilizando-se sensoriamento remoto. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v. 16, n. 5, p. 539-549, 2012. DOI: https://doi.org/10.1590/S1415-43662012000500010

CUNHA, M.; DA SILVA JÚNIOR, M. C.; DE LIMA, R. B. A flora lenhosa na Floresta Estacional Semidecídua Montana do Pico do Jabre, PB. Revista Brasileira de Ciências Agrárias, Recife, v. 8, n. 1, p. 130-136, 2013. DOI: 10.5039/agraria.v8i1a2294

DA SILVA BARBOSA, A. H.; DE CARVALHO, R. G.; CAMACHO, R. G. V. Aplicação do NDVI para a análise da distribuição espacial da cobertura vegetal na Região Serrana de Martins e Portalegre–Estado do Rio Grande do Norte. Revista do Departamento de Geografia, São Paulo, v. 33, p. 128-143, 2017. DOI: https://doi.org/10.11606/rdg.v33i0.128171

FERREIRA, S. M. J.; FERREIRA, F. S. H.; SILVA, A. H.; SANTOS, M. A.; GALVÍNCIO, D. J. Análise Espaço-Temporal da Dinâmica da Vegetação de Caatinga no Município de Petrolina–PE. Revista Brasileira de Geografia Física, Recife, v. 4, p. 904-922, 2012. DOI: https://doi.org/10.26848/rbgf.v5.4.p904-922

FOODY, G. M. Assessing the accuracy of land cover change with imperfect ground reference data. Remote Sensing of Environment, v. 114, p. 2271-2285, 2010. DOI: https://doi.org/10.1016/j.rse.2010.05.003

FRANCISCO, P. R. M.; CHAVES, I. B.; LIMA, E. R. V. Mapeamento das Terras para Mecanização Agrícola - Estado da Paraíba. Revista Brasileira de Geografia Física, Recife, v. 5, n. 2, p. 233-249, 2012. DOI: 10.26848/rbgf.v5i2.232784

IBGE_Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Censo, 2010. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/cidadesat/topwindow.htm?1>. Acesso em 11/02/2017.

LIMA, A. L. A.; RODAL, M. J. N. Phenology and wood density of plants growing in the semi-arid region of northeastern Brazil. Journal of Arid Environments, v. 74, n. 11, p. 1363-1373, 2010. DOI: https://doi.org/10.1016/j.jaridenv.2010.05.009

LOPES, H. L.; CANDEIAS, A. L.; ACCIOLY, L. J.; SOBRAL, M. D.; PACHECO, A. P. Parâmetros biofísicos na detecção de mudanças na cobertura e uso do solo em bacias hidrográficas. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v. 14, n. 11, p. 1210-1219, 2010. DOI: https://doi.org/10.1590/S1415-43662010001100011

MARKHAM, B. L.; BARKER, L. L. Thematic mapper bandpass solar exoatmospherical irradiances. International Journal of Remote Sensing, v. 8, n. 3, p. 517-523, 1987. DOI: https://doi.org/10.1080/01431168708948658

NASSUR, O. A. C.; FERREIRA, E.; SÁFADI, T.; DANTAS, A. A. A. Monitoramento e projeção futura da vegetação no Parque Nacional do Itatiaia através de sensoriamento remoto. Cerne, Lavras, v. 21, n. 3, p. 511-517, 2015. DOI: 10.1590/01047760201521031823

NICÁCIO, R. M.; ARAUJO, L. L.; GONZAGA, E. P.; LIBOS, M. I. P. de C.; OLIVEIRA, L. M. T. de. Relação NDVI e Precipitação na Bacia do Rio Coxim – MS. Geografia, Rio Claro, v. 43, p. 667-680, 2009.

PONZONI, F. J.; SHIMABUKURO, Y. E. A imagem como fonte de dados radiométricos (abordagem quantitativa). PONZONI, FJ, SHIMABUKURO, YE Sensoriamento remoto no estudo da vegetação. São José dos Campos: Parêntese, 2010. p. 68-102.

RUSSELL, M. Monitoring regional vegetation change using reflectance measurements from multiple solar zenith angles. Environment international, v. 27, n. 2-3, p. 211-217, 2001. DOI: https://doi.org/10.1016/S0160-4120(01)00089-7

SILVA, D. A. O.; LOPES, P. M. O.; MOURA, G. B. D. A.; SILVA, Ê. F. D. F.; SILVA, J. L. B. D.; BEZERRA, A. C. Evolução Espaço-Temporal do Risco de Degradação da Cobertura Vegetal de Petrolina-PE. Revista Brasileira de Meteorologia, v. 34, n. 1, p. 89-99, 2019. DOI:http://dx.doi.org/10.1590/0102-7786334018

SILVA, R. M. P. S.; LIMA, J. R.; MENDONÇA, I. F. C. Alteração da cobertura vegetal na sub-bacia do Rio Espinharas no período 2000 – 2010. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v. 18, n.2, p. 202–209, 2014. DOI: https://doi.org/10.1590/S1415-43662014000200011

SOBRINHO, T. A.; OLIVEIRA, P. T. S.; RODRIGUES, D. B. B.; AYRES, F. M. Delimitação automática de bacias hidrográficas utilizando dados SRTM. Engenharia Agrícola, Jaboticabal, v. 30, n. 1, p. 46-57, 2010.DOI: https://doi.org/10.1590/S0100-69162010000100005.

WANG, J.; RICH, P. M.; PRICE, K. P. Temporal responses of NDVI to precipitation and temperature in the central Great Plains, USA. International journal of remote sensing, v. 24, n. 11, p. 2345-2364, 2003. DOI: https://doi.org/10.1080/01431160210154812

YANAGI, S. N. M. Modeling Radiative Transfer in Tropical Raing Forest Canopies: Sensitivity of Simulated Albedo to Canopy Architectural Parameters. Anais da Academia Brasileira de Ciências, Rio de Janeiro, v. 83, n. 4, p. 1231-1242, 2011. DOI: https://doi.org/10.1590/S0001-37652011000400010

Downloads

Publicado

2021-02-26

Edição

Seção

Engenharia Florestal / Forest Engineering