MÉTODOS DE MEDIÇÃO DE ALTURA EM FRAGMENTO DE FLORESTA ESTACIONAL DECIDUAL

Autores

DOI:

10.31413/nativa.v8i5.10335

Resumo

Dificuldades relativas à aquisição e à utilização de hipsômetros contribuem para o uso da estimativa visual da altura de árvores em florestas nativas. Diante disso, este trabalho objetivou comparar o método da estimativa visual com balizamento com o hipsômetro digital Haglof na medição de altura de árvores em um fragmento de Floresta Estacional Decidual. A coleta de dados compreendeu 187 árvores contidas em quatro parcelas permanentes. Para as análises comparativas, os dados foram distribuídos em classes de altura e de diâmetro. A estimativa visual com balizamento apresentou confiabilidade na medição da altura de árvores de até 11 m, não diferindo estatisticamente do hipsômetro digital. Entretanto, observou-se uma tendência de subestimação da altura de árvores maiores. Para árvores com altura superior a 11 m, o hipsômetro digital mostrou-se mais confiável. 

Palavras-chave: inventário florestal; mensuração florestal; hipsômetro.

 

METHODS OF MEASUREMENT OF HEIGHT IN FRAGMENT OF DECIDUAL STATE FOREST

 

ABSTRACT: Difficulties related to the acquisition and use of hypsometers contribute to the use of the visual estimate of the height of trees in native forests. Therefore, this study aimed to compare the method of visual estimation with beaconing with the Haglof digital hypsometer to measure the height of trees in a fragment of Seasonal Deciduous Forest. The data collection comprised 187 trees contained in four permanent plots. For comparative analysis, the data were distributed in height and diameter classes. The visual estimation with beacon showed reliability in measuring the height of trees up to 11 m, not differing statistically from the digital hypsometer. However, there was a tendency to underestimate the height of larger trees. For trees higher than 11 m, the digital hypsometer was more reliable.

Keywords: forest inventory; forest measurement; hypsometer.

Biografia do Autor

Lucas Matias de Souza Frutuoso, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Engenheiro Florestal

Débora de Melo Almeida, Universidade Federal Rural do Pernambuco

Mestranda em Ciências Florestais

João Gilberto Meza Ucella Filho, Universidade Federal de Lavras

Mestrando em Ciência e Tecnologia da Madeira

Vital Caetano Barbosa Junior, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Engenheiro Florestal

Gabriel Siqueira de Andrade, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Graduando em Engenharia Florestal

Juliana Lorensi do Canto, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Doutora em Ciência florestais

Referências

ALVARES, C. A; STAPE, J. L; SENTELHAS, P. C; GONÇALVES, J. L de M; SPAROVEK, G. Köppen's climate classification map for Brazil. Meteorologische Zeitschrift, v. 22, n. 6, p. 711-728, 2013. DOI: https://doi.org/10.1127/0941-2948/2013/0507

ANDRADE, V. C. L.; RIBEIRO, J. R.; PINTO, I. O.; SANTOS, M. J. F.; TELES, L. B.; TERRA, D. L. C. V. Hipsômetros baseados no princípio geométrico avaliados em área de Cerrado sensu stricto. Nativa, Sinop, v. 4, n. 5, p. 333-336, 2016. DOI: http://dx.doi.org/10.14583/2318-7670.v04n05a10

CESARO, A.; ENGEL, O. A.; FINGER, C. A. G.; SCHNEIDER, P. R. Comparação dos métodos de amostragem de área fixa, relascopia, e de seis árvores, quanto a eficiência, no inventário florestal de um povoamento de Pinus sp. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 4, n. 1, p. 98-108, 1994.

CESTARO, L. A; SOARES, J. J. Variações florística e estrutural e relações fitogeográficas de um fragmento de floresta decídua no Rio Grande do Norte, Brasil. Acta Botanica Brasilica, Brasília, v. 18, n. 2, p. 203-218, 2004. https://doi.org/10.1590/S0102-33062004000200001

CURTO, R. A; SILVA, G. F.; SOARES, C. P. B; MARTINS, L. T; DAVID, H. C. Métodos de estimação de altura de árvores em floresta estacional semidecidual. Floresta, Curitiba, v. 43, n. 1, p. 105-116, 2013. DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rf.v43i1.26791

DAVID, H. C. Métodos de medição de altura de árvores em uma floresta nativa do sul do Espírito Santo. 2011. 24 f. TCC (Graduação) - Curso de Engenharia Florestal, Universidade Federal do Espírito Santo, Jerônimo Monteiro, 2011.

FELICIANO, M. E.; RIBEIRO, A; FERRAZ FILHO, A. C; VITOR, P. C. G. Avaliação de diferentes hipsômetros na estimativa da altura total. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, Pombal, v. 11, n. 2, p. 1-5, 2016. DOI: https://doi.org/10.18378/rvads.v11i2.3741

GONÇALVES, D. A.; VAN ELDIK, T.; POKORNY, B. O uso de dendrômetro a laser em Florestas Tropicais: Aplicações para o manejo florestal na Amazônia. Floresta, Curitiba, v. 39, n. 1, p. 175-187, 2009. DOI: http://dx.doi.org/10.5380/rf.v39i1.13737

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA – IBGE - Manual Técnico da Vegetação Brasileira. 2. ed. Rio de Janeiro: IBGE, 2012.

JESUS, C. M. D.; MIGUEL, E. P.; LEAL, F. A.; ENCINAS, J. I. Avaliação de diferentes hipsômetros para medição da altura total em um povoamento clonal de Eucalyptus urophylla x Eucalyptus grandis. Enciclopédia Biosfera, Goiânia, v. 8, n. 15, p. 291-299, 2012.

SILVA, J. C.; MENDONÇA, A. R.; SILVA, G. F.; CURTO, R. A.; FIGUEIREDO, L. T. M.; SILVA, M. L. M. Métodos de medição da altura comercial de árvores na região Amazônica. Scientia Forestalis, Piracicaba, v. 47, n. 123, p. 588-598, 2019. DOI: http://dx.doi.org/10.18671/scifor.v47n123.20

SILVA, G. F.; MÔRA, R.; CURTO, R. A. Simulação de erros na medição de altura de árvores inclinadas com aparelhos baseados em princípios trigonométricos. Nativa, Sinop, v. 5, n. 5, p. 372-379, 2017. DOI: http://dx.doi.org/10.5935/2318-7670.v05n05a12

SILVA, G. F.; CURTO, R. A; SOARES, C. P. B; PIASSI, L. C. Avaliação de métodos de medição de altura em florestas naturais. Revista Árvore, Viçosa, v. 36, n. 2, p. 341-348, 2012a. DOI: http://doi.org./10.1590/S0100-67622012000200015

SILVA, G. F.; OLIVEIRA, O. M.; SOUZA, C. A .M; SOARES, C. P. B; LEMOS, R. Influência de diferentes fontes de erro sobre as medições de alturas de árvores. Cerne, Lavras, v. 18, n. 3, p. 397-405, 2012b. https://doi.org/10.1590/S0104-77602012000300006

Downloads

Publicado

2020-09-25

Edição

Seção

Engenharia Florestal / Forest Engineering