PARÂMETROS DE DEGRADAÇÃO RUMINAL E DIGESTIBILIDADE IN VITRO DE DIETAS PARA RUMINANTES UTILIZANDO DIFERENTES NÍVEIS DE COPRODUTOS INDUSTRIAIS

Autores

DOI:

10.31413/nativa.v8i4.10269

Resumo

Objetivou-se investigar diferentes níveis de inclusão de três coprodutos (farelo de gérmen de milho desengordurado, grão de destilaria de milho e farelo de girassol) sob os parâmetros de degradação ruminal e digestibilidade in vitro. As dietas experimentais foram constituídas pela inclusão de níveis de 0, 100, 200 e 300 (g kg-1) dos coprodutos. A inclusão farelo de gérmen de milho desengordurado não alterou (P>0,05) a produção de gases da fração CNF, a taxa de degradação da fração CNF e a taxa de degradação da fração fibrosa, enquanto, a produção de gases da fração fibrosa apresentou redução linear (P<0,05). A inclusão do grão de destilaria de milho não alterou (P>0,05) a digestibilidade da MS e a taxa de degradação da fração rápida digestão, entretanto a produção de gases da fração de rápida digestão (VGCNF) apresentou redução linear (P<0,05). A inclusão do farelo de girassol não alterou (P>0,05) a produção de gases, a taxa de degradação da fração CNF e digestibilidade da MS. Assim o grão seco da destilaria do milho e o farelo de girassol podem ser incluídos até o nível de 300 g kg-1 nas dietas, e o farelo de gérmen de milho desengordurado incluído em níveis de até 100 g kg-1.

Palavras-chave: degradação ruminal; farelo de girassol; farelo de gérmen de milho; grão seco da destilaria do milho.

 

PARAMETERS OF RUMINAL DEGRADATION AND IN VITRO DIGESTIBILITY OF DIETS FOR RUMINANTS USING DIFFERENT LEVELS OF INDUSTRIAL CO-PRODUCTS

 

ABSTRACT: The objective was to investigate different levels of inclusion of three co-products (defatted corn germ meal, corn distillery grain and sunflower meal) under the parameters of ruminal degradation and in vitro digestibility. The experimental diets were constituted by the inclusion of levels of 0, 100, 200 and 300 (g kg-1) of the co-products. The inclusion of defatted corn germ meal no effect (P>0.05) the production of NFC fraction gases, the NFC fraction degradation rate and the fibrous fraction degradation rate, while the production of fibrous fraction gases presented a linear reduction (P<0.05). The inclusion of the corn distillery grain no affect (P>0.05) the digestibility of DM and the rate of degradation of the fast digest fraction, however the production of gases of the fast digest fraction showed a linear reduction (P<0.05). The inclusion of sunflower meal no effect (P>0.05) the gas production, the NFC fraction degradation rate and DM digestibility. Thus, the dry grain of the corn distillery and sunflower meal can be included up to the level of 300 g kg-1 in the diets, and the defatted corn germ meal included in levels of up to 100 g kg-1.

Key words: ruminal degradation; sunflower meal; corn germ meal; dry grain from corn distillery.

Biografia do Autor

Mariane Moreno Ferro, Universidade Federal de Mato Grosso

Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal, Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, MT, Brasil.

Daiane Caroline de Moura, Universidade do Estado de Mato Grosso

Universidade do Estado de Mato Grosso, Pontes e Lacerda, MT, Brasil.

Fabiana Gomes da Costa, Universidade Federal de Goias

Programa de Pós-Graduação em Zootecnia, Universidade Federal de Goiás, Goiânia, GO, Brasil.

Edimar Barbosa de Oliveira, Universidade Federal de Mato Grosso

Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal, Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, MT, Brasil.

Rafael Moreno Ferro, Universidade Federal de Mato Grosso

Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal, Universidade Federal de Mato Grosso, Cuiabá, MT, Brasil.

Luciano da Silva Cabral, Universidade Federal de Mato Grosso

Possui Graduação em Zootecnia pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (1995), Mestrado (1999) e Doutorado (2002) em Zootecnia pela Universidade Federal de Viçosa e Pos-doutorado em Microbiologia do Rumen na University of Wisconsin/USA. Atualmente é Professor Associado da Universidade Federal de Mato Grosso. Leciona nos cursos de Graduação em Agronomia e Zootecnia da Faculdade de Agronomia e Zootecnia da UFMT. Orienta estudantes de Mestrado e Doutorado nos Programas de Pós-Graduação em Agricultura Tropical e Ciência Animal da UFMT, atuando na área de Nutrição e Produção de ruminantes e Microbiologia do Rumen. Atualmente está na Coordenação do Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal da UFMT.

Referências

ASSOCIATION OF OFFICIAL ANALYTICAL CHEMISTS (AOAC): Official methods of analysis. 15.ed. Washington: AOAC. 1990.

ÁVILA, S. C.; MARTINS, A. A.; KOZLOSKII, G. V.; ORLANDI, T.; MEZZOMO, M. P.; STEFANELLO, C. M.; HENTZ, F.; CASTAGNINO, P. S. Suplementação com farelo de girassol para ovinos alimentados com silagem de bagaço de sorgo sacarino. Ciência Rural, v.43, n.7, p.1245-1250, 2013. DOI: 10.1590/S0103-84782013005000091.

DETMANN, E.; SOUZA, M. A.; VALADARES FILHO, S. C.; QUEIROZ, A. C.; BERCHIELLI, T. T.; SALIBA, E. O. S, CABRAL, L. S.; PINA, D. S.; LADEIRA, M. M.; AZEVEDO, J. A. G. Métodos para análise de alimentos. 2.ed. Visconde do Rio Branco: Suprema, 2012.

FRANCE, J.; THORNLEY, J. H. M.; LOPEZ, S.; SIDDONS, R. C.; DHANOA, M. S.; VAN SOEST, P. J.; GILL, M. On the two-compartment model for estimating extent of feed degradation in the rumen. Journal of Theoretical Biology, v.146, p.269-287, 1990. DOI: 10.1016/S0022-5193(05)80139-0.

FORTALEZA, A. P. S.; SILVA, L. D. F.; RIBEIRO, E. L. A.; BARBERO, R. P.; MASSARO JUNIOR, F. L.; SANTOS, A. X.; CASTRO, V. S.; CASTRO, F. A. B Degradabilidade ruminal In Situ dos componentes nutritivos de alguns suplementos concentrados usados na alimentação de bovinos. Semina: Ciências Agrárias, v. 30, n.2, p 481–496, abr./jun. 2009.

GOES, R. H. T. B.; SOUZA, K. A.; PATUSSI, R. A.; CORNELIO, T. C.; OLIVEIRA, E. R.; BRABES, K. C. S. Degradabilidade in situ dos grãos de crambe, girassol e soja, e de seus coprodutos em ovinos. Acta Scientiarum, v.32, n.3, p.271–277, 2010. DOI: 10.4025/actascianimsci.v32i3.791.

HALL, M. B. Challenges with non–fiber carbohydrate methods. Journal Animal Science, v.81, p.3226–3232, 2003. DOI: 10.2527/2003.81123226x.

HUHTANEN, P.; SEPPÄLÄ, A.; OTS, M.; AHVENJÄRVI, S.; RINNE, M. In vitro gas production profiles to estimate extent and effective first-order rate of neutral detergent fibre digestion in the rumen. Journal Animal Science, v.86, p.651–659, 2008. DOI: 10.2527/jas.2007-0246.

LICITRA, G.; HERNANDEZ, T. M.; VAN SOEST, P. J. Standardization of procedures for nitrogen fractionation of ruminant feeds. Animal Feed Science Technology, v.57, p.347–358, 1996, DOI: 10.1016/0377-8401(95)00837-3.

MCDOUGALL, E. I. Studies on Ruminant Saliva. 1. The Composition and Output of Sheep’s Saliva, Biochemical Journal, v.43, n.1, p.99–109, 1949. DOI: 10.1042/bj0430099.

MALAFAIA, PAM. Taxas de digestão das frações protéicas e de carboidratos de alimentos por técnicas "in situ", "in vitro" e de produção de gases. Viçosa MG: UFV, 1997. 85 p. Tese (Doutorado em Zootecnia) Universidade Federal de Viçosa.

MENDES, A. R.; EZEQUIEL, J. M. B.; GALATI, R. L.; BOCCHI, A. L.; QUEIRÓZ, M. A. Á.; FEITOSA, J. V. Consumo e Digestibilidade Total e Parcial de Dietas Utilizando Farelo de Girassol e Três Fontes de Energia em Novilhos Confinados. Revista Brasileira de Zootecnia, v. 34, n.2, p.679-691, 2005. DOI: 10.1590/S1516-35982005000200038

NRC. Nutrient requirements of small ruminants. Washington (DC): National Academia of Science, 2007.

PELL, A. N.; SCHOFIELD, P. Computerized Monitoring of Gas Production to Measure Forage Digestion in Vitro. Journal Dairy Science, v.76, p.1063–1073. 1993. DOI: 10.3168/jds.S0022-0302(93)77435-4.

RUFINO JUNIOR, J. 2017. Utilização de DDG e torta de girassol na alimentação de bovinos e ovinos confinados. Cuiabá, MT: UFMT, 2017. 65 p. Tese (Doutorado em Agricultura Tropical) Universidade Federal de Mato Grosso. Disponível em: <https://www.ufmt.br/ppgat/images/uploads/Disserta%c3%a7%c3%b5es-Teses/Teses/2017/Tese%20-%20Jo%c3%a3o%20Rufino%20Junior.pdf. > Acesso em: 10 jan 2020.

SANTO, A. X.; SILVA, L. D. F.; LANÇANOVA, J. A. C.; RIBEIRO, E. L. A.; MIZUBUTI, I. Y.; FORTALEZA, A. P. S.; HENZ, É. L.; JUNIOR, F. L. M. Fracionamento de carboidratos e proteínas, cinética de degradação ruminal in vitro pela técnica de produção de gás, de rações suplementares contendo torta de girassol, Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinaria e Zootecnia, v.69, n.1, p.234–242, 2017. DOI: 10.1590/1678-4162-8761.

SCHOFIELD, P.; PITT, R. E.; PELL, A. N. Kinetics of fiber digestion from in vitro gas productio”. Journal of Animal Science, v. 72, n.11, p. 2980–2991. 1994 DOI: 10.2527/1994.72112980x.

TILLEY, J. M. A.; TERRY, R. A. A two-stage technique for the in vitro digestion of forage Crops. The Journal of the British Grassland Society, v.18, p.104-111, 1963. DOI: 10.1111/J.1365-2494.1963.tb00335.x.

WATANABE, P. H.; EZEQUIEL, J. M. B.; GALATI, R. L.; AQUINO, T. M.; GOMES, T. R. Digestibilidade de dietas contendo casca de soja e farelo de gérmen de milho para bovinos. Veterinaria e Zootecnia, v.21, n.3, p. 403-408, 2009.

WERLE, C. H.; ZAMBOM, M. A.; SYPPERECK, M. A.; FORNARI, J. L.; GRUNEVALD, D. G.; TININI, R. C. R.; DESSBESELL, J. G. Grãos secos de destilaria com solúveis de milho: uma alternativa na alimentação de ruminantes – revisão de literatura. Arquivos Ciência Veterinária Zoologia, v.21, n.3, p.107-113, 2018. DOI:https://doi.org/10.25110/arqvet.v21i3.2018.6384.

Downloads

Publicado

2020-08-26

Edição

Seção

Zootecnia / Animal Husbandry