Características da Vegetação dos Biomas Pampa e Cerrado Monitorados por NDVI

Autores

Palavras-chave:

índice de vegetação, Vegetaçãoc Campestre, Biomas

Resumo

O monitoramento das variações espaciais e temporais da vegetação vem sendo realizado a partir de dados de Sensoriamento Remoto, especialmente os Índices de Vegetação (IV). O Índice de Vegetação por Diferença Normalizada (NDVI) é um dos IV mais aplicados nestes estudos e utiliza dados de reflectância nas bandas espectrais do vermelho e infravermelho, a fim de identificar as características biofísicas e estruturais da vegetação. Nesse sentido, objetivou-se monitorar e comparar as características fenológicas da vegetação campestre nos biomas Pampa e Cerrado a partir de perfis temporais do NDVI para o período de 2001 a 2019. Foram utilizados os dados do sensor MODIS – produto MOD13Q1, disponibilizados gratuitamente pela ferramenta Web SATVeg. A partir dos perfis temporais de NDVI analisados, identificou-se que a vegetação campestre nos biomas Pampa e Cerrado possuem características semelhantes, com maior produção de biomassa entre a primavera e verão e menor entre o outono e inverno, com valores que variam entre 0,20 e 0,88 no Cerrado e 0,34 e 0,88 no Pampa. Os dados permitiram concluir que as fases de crescimento da vegetação variam de acordo com os fatores climáticos de cada bioma: a precipitação no Cerrado e a temperatura no Pampa

Referências

ANDERSON, L. O.; SHIMABUKURO, Y. E. Monitoramento da cobertura terrestre: fenologia e alterações antrópicas. In: B. F. T. RUDORFF; Y. E. SHIMABUKURO; J. C. CEBALLOS. (Org.). Sensor MODIS e suas aplicações ambientais no Brasil. São José dos Campos: Editora Parêntese, 2007. p. 185-206.

BECERRA, J. A. B.; SHIMABUKURO, Y. E.; ALVALA, R. C. dos S. Relação do padrão sazonal da vegetação com a precipitação na região de cerrado da Amazônia Legal, usando índices espectrais de vegetação. Revista Brasileira de Meteorologia, v. 24, n. 2, p. 125-134, 2009.

BOLDRINI, I.I. A flora dos campos do Rio Grande do Sul. In: PILLAR, V.P.; MÜLLER, S.C.; CASTILHOS, Z.M.S; JACQUES, A.V.A. (Org.). Campos Sulinos: conservação e uso sustentável da biodiversidade. Brasília: MMA, 2009. p. 63 - 77.

CARVALHO JUNIOR, O. A. et al. Classificação de padrões de savana usando assinaturas temporais NDVI do sensor MODIS no Parque Nacional Chapada dos Veadeiros. Revista Brasileira de Geofísica, v. 26, n. 4, p. 505-517, 2008.

CLAPHAM Jr., W.B. Natural ecosystems. New York: McMillan, 1973.

CHEN, J. et al. A simple method for reconstructing a high quality NDVI time series data set based on the Savitzky-Golay filter. Remote Sensing of Environment, v. 91, p. 332-344, 2004.

CORDEIRO, A. P. A. et al. Regiões homogêneas de vegetação utilizando a variabilidade do NDVI. Ciência Florestal, v. 27, n. 3, p. 883-896, 2017.

FERREIRA, L. G.; HUETE, A. R. Assessing the seasonal dynamics of the Brazilian Cerrado vegetation through the use of spectral vegetation indices. International Journal of Remote Sensing, v. 25, n. 10. p. 1837-1860, 2004.

FERREIRA, L. G. et al. Seasonal landscape and spectral vegetation index dynamics in the Brazilian Cerrado: An analysis within the Large-Scale Biosphere–Atmosphere Experiment in Amazônia (LBA). Remote Sensing of Environment, v. 87, p. 534–550, 2003.

FORMAGGIO, A. R.; SANCHES, I. D. Sensoriamento remoto em agricultura. São Paulo: Oficina de Textos, 2017. 288p.

HERINGER, I.; JACQUES, A. V. A. Acumulação de forragem e material morto em pastagem nativa sob distintas alternativas de manejo em relação às queimadas. Revista Brasileira de Zootecnia, Viçosa, v. 31, p.599-604, 2002.

HILL, M. J. Vegetation index suites as indicators of vegetation state in grassland and savanna: An analysis with simulated SENTINEL 2 data for a North American transect. Remote Sensing of Environment, v. 137, p. 94 – 111, 2013.

HUETE, A., et al. Overview of the radiometric and biophysical performance of the MODIS vegetation indices. Remote Sensing of Environment, v. 83, p. 195-213, 2002.

Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). Disponível em: <http://www.icmbio.gov.br/cecat/conservacao-da-biodiversidade/biodiversidade.html >. Acesso em: 20 out. 2020.

JENSEN, J.R. Sensoriamento remoto do ambiente: uma perspectiva em recursos terrestres. São José dos Campos: Parêntese, 2009. 604 p.

JUNGES, A.H. et al. Temporal profiles of vegetation indices for characterizing grazing intensity on natural grasslands in Pampa biome. Scientia Agricola, v. 73, n. 4, p. 332-337, 2016.

LATORRE, et al. Produtos para ecossistemas terrestres - MODLAND. In. Rudorff, B. F. T.; SHIMABUKURO, Y. E.; CEBALLOS, J.C. (Org.) O sensor Modis e suas aplicações ambientais no Brasil. São José dos Campos: Editora Parêntese, 2007, p. 422.

MOREIRA, A. et al. Seasonal dynamics of vegetation indices as a criterion for grouping grassland typologies. Scientia Agrícola, Piracicaba, v.76, n.1, p.24-32, 2019.

MOTA JUNIOR, E. R. et al. Monitoramento da degradação da pastagem e a incorporação de atividades agrícolas na microrregião do Médio Araguaia/MT. Revista Geoaraguaia, v. 10, n. 2, p. 160-174, 2020.

NASA - National Aeronautics and Space Administration. MODIS (MODerate Resolution Imaging Spectroradiometer). Disponível em: <https://modis.gsfc.nasa.gov/data/> Acesso em: 15 set. 2020.

OVERBECK, G. E. et al. Brazil’s neglected biome: The South Brazilian Campos. Perspectives in Plant Ecology Evolution and Systematics, v.9, n. 1, p. 101-116, 2007.

PONZONI, F. J.; SHIMABUKURO, Y. E.; KUPLICH, T. M. Sensoriamento Remoto da Vegetação. Oficina de Textos, 2012. 176 p.

RATANA, P.; HUETE, A. R.; FERREIRA, L. Analysis of Cerrado Physiognomies and Conversion in the MODIS Seasonal-Temporal Domain. Earth Interactions, v. 9, n. 3. p. 1-22, 2005.

RIBEIRO, J. F.; WALTER, T. Fitofisionomias do bioma Cerrado. In: SANO, S. M.; ALMEIDA, S. P. (Eds.). Cerrado: Ambiente e flora. Brasília: EMBRAPA Cerrados, 1998.

ROUSE, J. W; et al. Monitoring the vernal advancement of retrogradation of natural vegetation. Greenbelt: National Aerospace Spatial Administration, 1973. 371p.

SANO, E. E.; BORGES, E. F. Séries temporais: comportamento espectral de imagens multidatas. In: MENESES, P. R.; ALMEIDA, T. de; BAPTISTA, G. M. de M. (orgs). Reflectância dos materiais terrestres: análise e interpretação. São Paulo: Oficina de Textos, 2019.

SAVITZKY, A.; GOLAY, M. J. E. Smoothing and differentiation of data by simplified least squares procedures. Analytical Chemistry, v.36, p.1627-1639, 1964.

TRENTIN, C. B. Os estoques de carbono nas áreas de vegetação campestre da APA do Ibirapuitã. 2015. Tese (Doutorado em Sensoriamento Remoto). PPGSR/UFRGS, Porto Alegre. 2015.

TRENTIN, C. B.; FONSECA, E. L. Monitoramento da fenologia da vegetação campestre do bioma Pampa e sua relação com a temperatura média do ar. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 15, 2011, Curitiba. Anais […] São José dos Campos: INPE, 2011. p. 1628.

TRENTIN, C. B.; TRENTIN A. B. Fenologia das pastagens no bioma Cerrado e sua relação com variáveis meteorológicas. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 18, (SBSR), 2017, Santos. Anais [...] São José dos Campos, INPE, 2017. p. 2989-2995.

TRINDADE, F. S. et al. Aplicabilidade do filtro Savitzky-Golay em séries temporais EVI durante o ciclo fenológico da Soja. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 19, (SBSR), 2019, Santos. Anais [...] São José dos Campos, INPE, 2019.

WAGNER, A. P. L., et al. Tendências temporais de índices de vegetação nos campos do Pampa do Brasil e do Uruguai. Pesq. agropec. bras., Brasília, v. 48, n. 9, p. 1192-1200, 2013.

Downloads

Publicado

2021-08-31

Como Citar

Trentin, C. B., Trentin, A. B., Moreira, A., & Righi, E. (2021). Características da Vegetação dos Biomas Pampa e Cerrado Monitorados por NDVI. Revista Geoaraguaia, 11(Especial), 69-84. Recuperado de https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/geo/article/view/12741

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)