A DEMANDA POR CARVÃO VEGETAL E SUAS CONSEQUÊNCIAS ECONÔMICAS SOBRE O AGRONEGÓCIO DO EUCALIPTO NO BRASIL

Autores

Palavras-chave:

Economia florestal, Estruturas de mercado, Externalidades.

Resumo

As agroindústrias que consomem biomassa florestal têm crescido a taxas expressivas nos últimos anos, principalmente as que demandam: celulose e papel, siderurgia a carvão vegetal, painéis de madeira para móveis e construções civis, toras extraídas para exportação in natura, entre outros. Porém, o que mais se tem destaque, e preocupações socioeconômicas e ambientais, é a produção de carvão vegetal como insumo-produto a atividade siderúrgica. Logo, esse trabalho teve como objetivo apresentar essa dependência de consumo das siderurgias pelo carvão vegetal e a relação desse consumo com a expansão da Silvicultura do Eucalipto. Para tanto, utilizou-se o Modelo de Correlação Linear e o MMMQ como instrumentos de análise estatística do grau de influência e relação do Carvão Vegetal sobre a Produção de Eucalipto e vice-versa. Os resultados encontrados apresentaram uma projeção crescente e linear da atividade Silvícola do Eucalipto, a fim de atender uma expressiva necessidade de elevação da produção de Carvão Vegetal como principal insumo-produto demandado pelas siderurgias. Sob o ponto de vista do agronegócio esses resultados podem ser dimensionados a uma produção industrial mais limpa e sustentável, atendendo assim as imposições globais, com a finalidade de se produzir com recursos renováveis.

Biografia do Autor

LEANDRO PESSOA LUCENA, UNIVERSIDADE FEDERAL DO MATO GROSSO - UFMT

Doutorando em Agronegócios pela (UFRGS/2010), Mestre em Agronegócios pelo consórcio (UFMS/UnB/UFG - 2008), Bacharel em Ciências Econômicas pela (UFMS/2005) e Professor Assistente do Departamento de Economia da (UFMT/CUR). Tenho experiência na área de economia com ênfase em métodos quantitativos e análises multicriteriais de decisões, atuando principalmente nos seguintes temas: Agricultura Urbana, Avaliação do Ciclo de Vida dos Produtos, Mensuração econômica dos Impactos Ambientais, Análise de Cadeias produtivas e Economia dos Recursos Naturais.

FRANCISCO JOSÉ KLIEMANN NETO, UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL - UFRGS

Possui graduação em Engenharia Metalúrgica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1978), mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (1980) e doutorado em Engenharia de Produção - Institut National Polytechnique de Lorraine - INPL (1985). Atualmente é professor adjunto da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, atuando no ensino de graduação e pós-graduação. Temas de pesquisa: arranjos produtivos, clusters, logística, gestão de custos e avaliação de desempenho.

FERNANDA MARIANO MASSUIA, UNIVERSIDADE DE CUIABÁ - UNIC

Especialista em Administração de Recursos Humanos (FAAP/2007), Graduada em Psicologia (Bacharelado e Licenciatura) pela (UEL/2005). Atualmente docente pela Universidade de Cuiabá - UNIC. Tenho experiência na área de Psicologia, com ênfase em Recursos Humanos, Análise do Comportamento, Psicologia e Educação. E na área acadêmica atuo principalmente nos seguintes temas: Educação e Necessidades Especiais, Teorias de Aprendizagem, Análise do Comportamento Aplicada e Gestão Estratégica de Recursos Humanos.

CARLOS EDUARDO DE FREITAS, UNIVERSIDADE FEDERAL DO MATO GROSSO - UFMT

Possui graduação (2007) em Ciências Econômicas e mestrado (2010) em Teoria Economia pela Universidade Estadual de Maringá. Atualmente é professor assistente da Universidade Federal de Mato Grosso.Tem experiência na área de Economia, com ênfase em Mudança Tecnológica, atuando principalmente nos seguintes temas: desemprego, desemprego tecnológico, economia polítca e teoria economica.

Downloads

Publicado

2014-08-09

Como Citar

LUCENA, L. P., NETO, F. J. K., MASSUIA, F. M., & DE FREITAS, C. E. (2014). A DEMANDA POR CARVÃO VEGETAL E SUAS CONSEQUÊNCIAS ECONÔMICAS SOBRE O AGRONEGÓCIO DO EUCALIPTO NO BRASIL. Revista De Estudos Sociais, 13(25), 158-172. Recuperado de https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/res/article/view/270

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)