Um BRANDING EQUITY: AVALIAÇÃO DA MARCA DE SERVIÇOS FITNESS SOB A PERSPECTIVA DO CONSUMIDOR

Autores

  • Samara Silva Headley samarasilva09@ymail.com
    PUC-PR

DOI:

10.30781/repad.v8i1.17107

Palavras-chave:

Construção, branding, equity, academia, fitness, modelo

Resumo

O objetivo do estudo é analisar o branding equity sob a perspectiva dos consumidores de serviços fitness, visando desenvolver estratégias organizacionais. Estudar o assunto é importante devido a conotação estratégica atribuída às marcas, as quais são vistas como ativos estratégicos, que criam valor corrente para a organização.  Academicamente, há necessidade do aprofundamento do conhecimento sobre a ressonância da marca, especificamente no setor fitness, pois pesquisas em banco de dados nacionais e internacionais não encontraram estudos no setor. A metodologia, segue abordagem qualitativa, explicativa, indutiva fundamentada em estudo de caso e suportada por entrevistas semiestruturadas, cujos achados podem ser utilizados por organizações que se encontram em situações semelhantes. O estudo contribui para o reconhecimento do papel e do valor da marca como ativo organizacional e gera oportunidades de desenvolver estratégias de gestão para potencializar o valor da marca. Além disso, os esforços empregados emergem como elementos orientadores da reflexão estratégica e da ação tática no ramo fitness, equacionando os objetivos de curto e longo prazo. Os resultados apontam que a ressonância da marca decorre da harmonia entre julgamento da marca, ligação sentimental, desempenho, imagem social, reconhecimento de qualidade superior e do equilíbrio entre o valor da marca e funcionalidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AAKER, David Allen; JOACHIMSTHALER, Erich. Como construir marcas líderes. Porto Alegre: Bookman, 2007.

AMBEDKAR, Ande; PUNNIYAMOORTHY, Murugesan; NATARAJAN, Thamaraiselvan. Modeling Brand Resonance Score (BRS) - An Application in Financial Services. Journal of Modelling in Management, 2017. Doi: https://doi.org/10.1108/JM2-10-2016-0088.

American College of Sports Medicine – ACSM. 2020. Disponível em: <https://www.acsm.org/ > Acesso em 02/02/2024.

BAGHI, Ilaria; GABRIELLI, Veronica. Brand prominence in cause-related marketing: luxury versus non-luxury. Journal of Product & Brand Management, v. 27, 2018. Doi: 10.1108/JPBM-07-2017-1512.

BAPTISTA, Paulo; VIACAVA, Juan Jose; DEL SECCHI, Juliana. Consumer response to brand deletion: analysis of self-brand connection. ReMark - Revista Brasileira de Marketing, v. 2 1i 2. 18452, p. 468-522, 2022. Doi: 10.5585/remark.

BASTUG, Sedat: CALISIR, Vahit; GÜLMEZ, Seçil; ATEŞ, Alpaslan. Measuring Port Brand Equity: A Sentiment Analysis on Social Media Messages. Journal Sosyal Bilimler Dergisi, 2020.

BATEY. M. O Significado da Marca: como as marcas ganham vida na mente dos consumidores. Rio de Janeiro: Best Business, 2010.

CRESWELL, Jonhn. W. Qualitative Inquiry and Research Design: Choosing Among Five Approaches. Thousand Oaks, CA: Sage, 2012.

DESKA, Jason; HINGSTON, Sean; DELVECCHIO, Devon; STENSTROM, Eric; WALKER, Ryan; HUGENBERG, Kurt. The face of the brand: Spokesperson facial width‐to‐height ratio predicts brand personality judgments. Psychology & Marketing, v. 39, 2022. Doi: 10.1002/mar.21666.

FERREIRA, Paulo; OLIVEIRA, Alessandra; MOURA, Luiz Rodrigo; ROSA, Nina. A Medição Do Brand Equity A Partir Do Modelo De Ressonância Da Marca Em Um Hotel. Revista Eletrônica Gestão e Serviços, v. 8 n. 2 p. 2105-2126, 2017. Doi: 10.15603/2177-7284/regs.

Fitness Brasil: Panorama Setorial. Disponível em: <https://hub.ihrsa.org/portugues-publica%C3%A7%C3%B5es/panorama-setorial-fitness-brasil-2022> 2022. Acesso em 01/02/2024.

FOXALL, G. R. Operant behavioral economics. Managerial and Decision Economics, v. 37 (4/5), p. 215-223, 2015. Doi: 10.1002/mde.2712.

GIRARD, Tulay; TRAPP, Paul; PINAR, Musa; GULSOY, Tanses; BOYT, Thomas. Consumer-Based Brand Equity of a Private-Label Brand: Measuring and Examining Determinants. Journal of Marketing Theory and Practice, v. 25, p. 39-56. Doi: 201710.1080/10696679.2016.1236662.

HAN, Young. J.; NUNES, Joseph. C.; DRÈZE, Xavier. Signaling Status with Luxury Goods: The Role of Brand Prominence. Journal of Marketing, v. 74 (4), 15-30, 2010. Doi: https://doi.org/10.1509/jmkg.74.4.015.

HWANG, YooHee; MATTILA, Anna S. Feeling Left out and Losing Control: The Interactive Effect of Social Exclusion and Gender on Brand Attitude. International journal of hospitality management, v. 77, 2019.

KELLER, Kevin Lane. Gestão Estratégica de Marca: Construindo, Medindo e Gerenciando o Patrimônio da Marca. Prentice Hall, Upper Saddle River, 1998.

KELLER, Kevin Lane. Strategic brand management: buiding, measuring, and managing brand equity. 4ª. Edição, São Paulo: Pearson Education, 2013.

KHAUAJA, Daniela Motta Romeiro; MATTAR, Fauze Najib. Fatores de marketing na construção de marcas sólidas: estudo exploratório com marcas brasileiras. REGE Revista de Gestão, v.13 (4), 25-38, 2006.

KOTLER, Philip. KELLER, Kevin Lane. Administração de marketing. tradução Sônia Midori Yamamoto; revisão técnica Edson Crescitelli. 14ª. Edição, São Paulo: Pearson Education do Brasil, 2012.

LEÃO, André Luiz Maranhão de Souza; MELLO, Sérgio Carvalho Benício. Significação das Marcas pelos Consumidores em suas Interações Sociais: Recurso Simbólico de Expressões de Identidade Cultural. ReMark - Revista Brasileira De Marketing, v.11 (1), p. 47-74, 2012. Doi: https://doi.org/10.5585/remark.v11i1.2260.

LOURO, Maria João S. (2000). Modelos de avaliação de marca. Revista de Administração de Empresas. Revista de Administração de Empresas, v. 40 (2), Jun. 2000. Doi: https://doi.org/10.1590/S0034-75902000000200004.

MATTOS, Samuel Miranda; PEREIRA, Déborah Santana; MOREIRA; Thereza Maria Magalhães; CESTARI, Virna Ribeiro Feitosa; GONZALEZ, Ricardo Hugo. Recomendações de atividade física e exercício físico durante a pandemia Covid-19: revisão de escopo sobre publicações no Brasil. Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde (RBAFS), v. 25, 2020.

MENESES, Gabriel; HIGA, Amanda Tsibana; Auriani, Marcia. The challenge of small entrepreneurs in creating and consolidating a successful brand. Convergences - Journal of Research and Arts Education, v.15 n. 29, 2022.

MEYER, Heather; MANIKA, Danae. Consumer interpretation of brand prominence signals: insights for a broadened typology. Journal of Consumer Marketing, v. 34, p. 349-358, 2017. Doi: 10.1108/JCM-11-2014-1226.

MORGAN, Gareth. Imagens da organização. São Paulo: Atlas, 1996.

MOURA, Luiz Rodrigo; FERREIRA, Paulo; OLIVEIRA, Alessandra; ROSA, Nina. Test and validity of the Brand Resonance Model's. Revista Gestão & Tecnologia, v. 19. 4-24, 2019. Doi: 10.20397/2177-6652/2019.v19i1.1466.

MULLER, Re-an. The prominence of branding through history and its relevance to modern brands: a literature review. Global Business and Technology Association. Conference: GBATAAT: Vienna, Austria, 2017.

MUNIZ, Karlan; MARCHETTI, Renato. Brand Personality Dimensions in the Brazilian Context. BAR - Brazilian Administration Review. V 9. 168, 2012. Doi: 10.1590/S1807-76922012000200004.

OLIVEIRA, Elaine Ribeiro; ABREU, Nelsio Rodrigues. O desafio da construção das marcas: proposta de um modelo. ReMark - Revista Brasileira De Marketing, v. 19 (2), 470-494, 2020. Doi: https://doi.org/10.5585/remark.v19i2.17778.

PANDA, Rajshree; KAPOOR, Deepa. Managing loyalty through brand image, judgement and feelings for leveraging power brands. Management & Marketing, v. 11, 2016.. Doi: 10.1515/mmcks-2016-0020.

PASQUIM; Heitor Martins; MARTINEZ, Jessica Felix Nicacio; FURTADO, Roberto Pereira. Academias de ginástica e exercícios físicos no combate à covid-19: reflexões a partir da determinação social do processo saúde-doença. Ensaios e Movimento, v. 27, 2021. Doi: https://doi.org/10.22456/1982-8918.111724. 2021.

PORTO, Barreiros Rafael. Consumer-based brand equity: benchmarking the perceived performance of brands. Remark - Revista Brasileira de Marketing, v. 18. 10.5585/remark. v18i4.16383, 2020.

RAUT, Umesh Ramchandra. A Study on Brand Loyalty and Its Association with Demographics of Consumers: Evidence from the Cellphone Market of India. The IUP Journal of Brand Management, 2015.

REPORT INTERNATIONAL HEALTH, RACQUET AND SPORTSCLUB ASSOCIATION - IHRSA. Disponível em: <https://www.ihrsa.org/publications/the-2020-ihrsa-global-report/> 2020. Acesso em 30/01/2024.

ROCHA, M. D. A.; OLIVEIRA, S. L. I. D. Gestão estratégica de marcas. São Paulo: Saraiva, 2017. E-book. p. 11, 55, 379.

RODRIGUES, Phillipe; MELO, Marcelo; ASSIS, Monique; OLIVEIRA, Alexandre. Condições socioeconômicas e prática de atividades físicas em adultos e idosos: uma revisão sistemática. Revista Brasileira de Atividade Física & Saúde, v. 22. 217, 2017. Doi: 10.12820/rbafs.v.22n3p217-232.

SAMARA, Beatriz Santos; MORSCH, Marco Aurélio. Comportamento do consumidor: conceitos e casos. São Paulo: Prentice Hall, 2005.

SILVA, Fernando Siqueira da. CATELLI, Francisco. Os modelos na ciência: traços da evolução histórico-epistemológica. Revista Brasileira de Ensino Física, v. 41 ed. 4, 2019. Doi: https://doi.org/10.1590/1806-9126-RBEF-2019-0029.

SWAMINATHAN, Vanitha; SORESCU, Alina; STEENKAMP, Jan-Benedict; O’GUINN, Thomas; SCHMITT, Bernd. Branding in a Hyperconnected World: Refocusing Theories and Rethinking Boundaries. Journal of Marketing. 84, 2020. Doi: 002224291989990. 10.1177/0022242919899905.

TONI, Deonir de; MAZZON, José Afonso; MILAN, Gabriel Sperandio. A multidimensionalidade da imagem de preço de produto: um estudo com a imagem de preço de vestuário. Revista de Administração Mackenzie, v. 16, n. 4, p. 168-201, 2015. Doi: https://doi.org/10.1590/1678-69712015/administracao.v16n4p168-201.

WHEELER, A. Design de Identidade de Marca: guia essencial para toda equipe de gestão de marcas. 5ª. Edição, Porto Alegre: Bookman, v. 2, 60, p. 62-64, 2019.

Yin, Robert. K. Estudo de caso: Planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman, 2015.

Downloads

Publicado

2024-07-16

Como Citar

SILVA HEADLEY, S. Um BRANDING EQUITY: AVALIAÇÃO DA MARCA DE SERVIÇOS FITNESS SOB A PERSPECTIVA DO CONSUMIDOR. Revista Estudos e Pesquisas em Administração, [S. l.], v. 8, n. 1, 2024. DOI: 10.30781/repad.v8i1.17107. Disponível em: https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/repad/article/view/17107. Acesso em: 20 jul. 2024.