ANÁLISE DE ÍNDICES DE VEGETAÇÃO PARA CLASSIFICAÇÃO DE ÁREAS POTENCIAIS DE OCORRÊNCIA DE ATTALEA SPECIOSA MART. EX SPRENG

Autores

Palavras-chave:

babaçu, NDMI, biomassa

Resumo

O Babaçu possui importância industrial na extração de seu óleo, essa palmeira está presente na América do Sul, principalmente na Bolívia, nas Guianas, no Suriname, e no Brasil. Verifica-se a necessidade de identificação e mapeamento desta fitofisionomia. Técnicas de sensoriamento remoto, principalmente as razões entre as bandas espectrais para definição de índices de vegetação tem proporcionado grande auxílio nessa investigação, mas são muitos esses índices e cada qual é mais apropriado a uma determinada vegetação estudada, sendo sensíveis à estruturas que envolvem maior ou menor reflectância dependendo da composição estrutural da planta.  Portanto, foi objeto do presente estudo a análise de diferentes índices de vegetação que contribuam para a identificação do Babaçu por meio dos seus respectivos valores de biomassa. Essa busca pautou-se na investigação de outros alvos como áreas de ocorrência de Cerrado e Pastagem que estão associadas a fitofisionomia do babaçu. Foram analisadas amostras de pixels das imagens processadas do sensor TM /Landsat 7, no município de Babaçulândia, ao norte do estado de Tocantins, região com grande presença de babaçuais. O trabalho pode inferir sobre aspectos de correlação entre as bandas espectrais e a escolha do tipo de índice de vegetação que mais se adéqua a análise verificando que há forte tendência para a utilização do NDMI (Normalized  Difference  Moisture  Index) em relaçõao aos outros índices aplicados. Essa constatação serve de subsídeo para estudos de mapeamento do babaçu com dados Landsat. 

Biografia do Autor

Bruno Leonardo Gonçalves e Castro, Docente no curso de Geografia da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) Doutor em Geociências pela Universidade de Brasília (UnB

Geógrafo, professor assistente da Universidade do Estado da Bahia (UNEB). 

Juliana Silvestre Silva, Doutora em Botânica pela Universidade de Brasília (UnB)

Doutora em Botânica pela Universidade de Brasília - UnB.

Pesquisadora  - Grupo de Pesquisa em Ambiente e Sustentabilidade dos biomas da Bahia (GASB).

Downloads

Publicado

2020-12-27

Edição

Seção

Artigos