AGROECOLOGIA COMO FORMA DE RESISTÊNCIA AO MODELO HEGEMÔNICO DE PRODUÇÃO AGRÍCOLA

Autores

  • Alessandro Oliveira Almeida Unemat Cáceres MT.
  • Josemir Paiva Rocha Programa de Pós-graduação em Geografia/Unemat-Cáceres, professor do IFMT/Juína
  • Judite de Azevedo do Carmo Professora da Pós-graduação em Geografia/Unemat-Cáceres e do curso de Licenciatura em Geografia/Unemat-Sinop
  • Luzia Gomes Lira Programa de Pós-graduação em Geografia/Unemat-Cáceres, professora Seduc/MT

Resumo

A agroecologia é uma forma de resistência do pequeno produtor/camponês ao modelo hegemônico de produção agrícola.  Este modelo de prática agrícola se baseia na utilização da ecologia e de seus conceitos para nortear a formulação de agroecossistemas que sejam sustentáveis. A partir de sua adoção surgem locais de resistência ao modelo convencional. Os exemplos destes locais de resistência são inúmeros, onde espaços rurais antes precários e decadentes têm se transformado em nichos de prosperidade socioeconômica com menor desigualdade. O trabalho realizado teve como objetivo demonstrar que a prática da agroecologia desenvolvida no assentamento rural “Florestan Fernandes” em São José dos Quatro Marcos, no estado de Mato Grosso é um exemplo da já mencionada resistência à produção agrícola que se impõe como modelo hegemônico. A metodologia adotada consistiu de: revisão bibliográfica, entrevistas e registros fotográficos realizados durante a pesquisa de campo, quando também se procedeu a observação das práticas agrícolas e vivências dos assentados. Ficou demonstrado pela pesquisa que o modelo de produção agroecológica, praticado no assentamento, possibilita a constituição de espaço de valorização cultural, ambiental e economia solidária, onde o produtor convive de forma harmônica com a natureza, tendo a terra como o sinônimo de vida e fonte do seu “bem viver”, assim há a garantia da sustentabilidade ambiental concomitante à qualidade de vida dos sujeitos. Portanto há a consideração de que a prática agrícola na localidade analisada é uma das alternativas de resistência do campesinato ao processo hegemônico de produção que o descaracteriza e esgota os recursos naturais.

Biografia do Autor

Josemir Paiva Rocha, Programa de Pós-graduação em Geografia/Unemat-Cáceres, professor do IFMT/Juína

Graduado em Geografia, mestrando do Programa de Pós-Graduação em Geografia/Cáceres, desenvovlve pesquisa na tema´tica de Geografia Agra´ria. 

Judite de Azevedo do Carmo, Professora da Pós-graduação em Geografia/Unemat-Cáceres e do curso de Licenciatura em Geografia/Unemat-Sinop

Doutora em Geografia, atua principalmente nos seguintes temas: Arranjo Produtivo Local, Espaço Urbano, Dinâmicas Sócioespaciais, Campo e Cidade, Consumo e Ensino de Geografia

Downloads

Publicado

2020-12-27

Edição

Seção

Artigos