Análise Espacial da Desigualdade Econômica na Região Norte do Brasil: Um Estudo das Microrregiões

Henry Antônio Silva Nogueira, Rubicleis Gomes da Silva

Resumo


O objetivo geral deste trabalho é identificar padrões espaciais de desigualdade econômica intermunicipal entre as microrregiões que compõem a região Norte do Brasil no período de 2010. Especificamente, pretende-se: a) determinar o grau de desigualdade econômica intermunicipal para as microrregiões, b) verificar se existe dependência espacial entre as microrregiões e, por fim, c) identificar o relacionamento entre as variáveis PIB per capita e desigualdade, e entre o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDH-M) e desigualdade econômica. Para alcançar os objetivos propostos, é utilizado o cálculo do grau de desigualdade de Williamson (coeficiente de Williamson) para as microrregiões, e ainda, são utilizadas técnicas de análise de distribuição espacial, especificamente, a Análise Exploratória de Dados Espaciais (AEDE), juntamente com as medidas de auto correlação I de Moran global e local, e seus respectivos índices. O estudo confirma observações empíricas e revela que na Região norte do Brasil ocorre um alto grau de desigualdade entre as microrregiões que a compõem. A desigualdade econômica é menor quando se aplica a análise às microrregiões. Ficou claro que existe um padrão de distribuição do grau de desigualdade entre as microrregiões do Norte do país, ou seja, em certa medida, pode-se afirmar que em alguns casos ocorre dependência pendencia espacial.


Palavras-chave


Desigualdade econômica, microregiões, AEDA

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.19093/res.v17i33.2234

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




 

 

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Este periódico está indexado nas bases: 

    

 

Revista de Estudos Sociais

Universidade Federal de Mato Grosso/Cuiabá-MT/Brasil

Faculdade de Economia

Boa Esperança, Cuiabá-MT. CEP: 78.060-900

Telefone:(65)3615.8522 – RAMAL:203

Email: ufmt.fe.res@gmail.com