Heterogeneidade Estrutural, Tecnologias Concorrentes e Desenvolvimento Sustentável: Uma Proposição Teórica com Vistas ao Tratamento da Dinâmica Agrária na Amazônia

Autores

  • Francisco de Assis Costa Costa

Resumo

Com vistas a subsidiar análises da dinâmica agrária na Amazônia considerando a diversidade estrutural já indicado por diversas pesquisas empíricas o artigo apresenta o modelo de trajetórias concorrentes de Brian Arthur, no qual introduz modificações para que considere o papel do controle sobre os fundamentos naturais na determinação das externalidades que afetam, mediados pelas instituições, os payoffs dos agentes. Sobre o resultado incorpora variáveis de incerteza para ao final discutir estratégias que possam evitar desastres (lock-in em trajetória indicada como indesejável) ou promover um futuro promissor (lock-in em trajetória desejável).

Downloads

Publicado

2014-08-11

Como Citar

Costa, F. de A. C. (2014). Heterogeneidade Estrutural, Tecnologias Concorrentes e Desenvolvimento Sustentável: Uma Proposição Teórica com Vistas ao Tratamento da Dinâmica Agrária na Amazônia. Revista De Estudos Sociais, 14(28), 168-185. Recuperado de https://periodicoscientificos.ufmt.br/ojs/index.php/res/article/view/1836

Edição

Seção

Artigos