REMUNERAÇÃO DE EXECUTIVOS: Uma análise da produção científica internacional de 2006 a 2015

Autores

  • Roberto Francisco de Souza PPGC - Programa de Pós - Graduação / Mestrado em Contabilidade - Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE)
  • Ivan Rafael Defaveri PPGC - Programa de Pós - Graduação / Mestrado em Contabilidade - Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE)
  • Delci Grapegia Dal Vesco Pós-doutora em Contabilidade pela Universidade Federal do Paraná-UFPR; doutora em Contabilidade e Administração pela Universidade Regional de Blumenau, SC; mestre em Contabilidade pela Universidade Federal do Paraná, PR.

DOI:

10.30781/repad.v4i2.10331

Palavras-chave:

, Remuneração de Executivos, Sistemas de Incentivo, Bibliometria

Resumo

Esta pesquisa aborda a produção cientifica sobre remuneração executiva no período de 2006 a 2015. Tem como objetivo investigar a produção científica permanente sobre remuneração de executivos, disponíveis na base de dados internacional Scopus. Para o estudo e para a interpretação dos dados, utilizou-se a análise de conteúdo fundamentada em Bardin. Foram analisados os títulos de 571 artigos, considerando o termo “executive compensation”. Verificou-se que o tema é frequentemente discutido no cenário internacional. Há concentração de pesquisas em países desenvolvidos, destacando-se os EUA, UK, e em desenvolvimento, com destaque para a China. A literatura de governança corporativa é a mais recorrente nas pesquisas relacionadas a remuneração de executivos, seguida pela literatura de desempenho e teoria da agência. Predomina a metodologia quantitativa com o uso de técnicas estatísticas e modelagem econométrica.

   

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Roberto Francisco de Souza, PPGC - Programa de Pós - Graduação / Mestrado em Contabilidade - Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE)

Mestre em Contabilidade pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE)

Professor no Centro Universitário Mauricio de Nassau - Salvador (UNINASSAU)

    

Ivan Rafael Defaveri, PPGC - Programa de Pós - Graduação / Mestrado em Contabilidade - Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE)

Mestre em Contabilidade pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE)  

Delci Grapegia Dal Vesco, Pós-doutora em Contabilidade pela Universidade Federal do Paraná-UFPR; doutora em Contabilidade e Administração pela Universidade Regional de Blumenau, SC; mestre em Contabilidade pela Universidade Federal do Paraná, PR.

Pós-doutora em Contabilidade pela Universidade Federal do Paraná-UFPR; doutora em Contabilidade e Administração pela Universidade Regional de Blumenau, SC; mestre em Contabilidade pela Universidade Federal do Paraná, PR. Coordenadora e Professora do Mestrado em Contabilidade da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) - Campus de Cascavel-PR. Professora do Mestrado Profissional em Administração da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE) - Campus de Cascavel-PR. Professora do curso de graduação de Ciências Contábeis e do Membro do Núcleo de Pesquisas em Controladoria e Sistemas de Controle Gerencial da UFSC. 

Referências

ACEDO, F. J.; CASILLAS, J. C. Current paradigms in the international management field: An author co-citation analysis. International Business Review, v. 14, n. 5, p. 619-639, 2005.

ANTHONY, R. N.; GOVINDARAJAN, V. Sistemas de controle gerencial. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2006.

ARAÚJO, C. AA. Bibliometria: evolução histórica e questões atuais. Em questão, v. 12, n. 1, p. 11-32, 2006.

BARDIN, L.. Análise de conteúdo.(1991). Lisboa: Edições, v. 70, n. 3, 2000.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. São Paulo: Edições Setenta, 2011.

BARKEMA, H. G.; GOMEZ-MEJIA, L. R. Managerial Gompensation and Firm Performance: A General Research Framework. Academy of Management journal, v. 41, n. 2, p. 135-145, 1998.

BOGAERT, J.; ROUSSEAU, R.; VAN HECKE, Piet. Percolation as a model for informetric distributions: fragment size distribution characterised by Bradford curves. Scientometrics, v. 47, n. 2, p. 195-206, 2000.

BOUWENS, J.; LENT, L. Performance measure properties and the effect of incentive contracts. Journal of Management Accounting Research, v. 18, n. 1, p. 55-75, 2006.

BRADFORD, S. C. Sources of information on specific subjects. Engineering, 137(3550), p. 85-86, 1934

CONYON, M. J. Executive compensation and incentives. The Academy of Management Perspectives, v. 20, n. 1, p. 25-44, 2006.

DUTRA, J. S. Gestão de pessoas: modelo, processos, tendências e perspectivas. São Paulo:

Atlas, 2002.

EGGHE, L. Zipfian and lotkaian continuous concentration theory. Journal of the American Society for Information Science and Technology, v. 56, n. 9, p. 935-945, 2005.

GUEDES, V. LS. ; BORSCHIVER, S. Bibliometria: uma ferramenta estatística para a gestão da informação e do conhecimento, em sistemas de informação, de comunicação e de avaliação científica e tecnológica. Encontro Nacional de Ciência da Informação, v. 6, n. 1, p. 1-18, 2005.

HANASHIRO, D. M. M. et al (Org.). Gestão do fator humano: uma visão baseada em

stakeholders. 2. ed. São Paulo: Saraiva, 2008.

HOLGADO-SILVA, H. C. et al. Bibliometria em estudos organizacionais: o perfil das produções em ecologia das organizações. Gestão e Sociedade, v. 12, n. 31, p. 2042-2066, 2018.

JENSEN, M.C.; MURPHY, K.J. Performance pay and top-management incentives. The

Journal of Political Economy, v. 98, n. 2, p. 225-264, Apr. 1990

JUNIOR, C. M. et al. As leis da bibliometria em diferentes bases de dados científicos. Revista de Ciências da Administração, v. 18, n. 44, p. 111-123, 2016.

KRAUTER, E.. Contribuição do sistema de remuneração de executivos para o desempenho financeiro: um estudo em empresas industriais brasileiras. Tese de Doutorado. Universidade de São Paulo. 2009.

KRAUTER, E. Remuneração de Executivos e Desempenho Financeiro: um Estudo com Empresas Brasileiras. Revista de Educação e Pesquisa em Contabilidade. v. 7, n. 3, art. 3, p. 259-273, jul./set. 2013

LOTKA, A. J. The frequency distribution of scientific productivity. Journal of the Washington academy of sciences, v. 16, n. 12, p. 317-323, 1926.

MACIAS-CHAPULA, C. A.; O papel da informetria e da cienciometria e sua perspectiva nacional e internacional. Revista Ciência da Informação, Brasília, DF, v. 27, n. 2, p. 134-140, 1998.

MURPHY, K. J. Executive compensation. Handbook of labor economics, v. 3, p. 2485-2563, 1999.

MILKOVICH, G. T.; BOUDREAU, J. W. Administração de recursos humanos. São Paulo:

Atlas, 2000.

OLIVA, E. C.; ALBUQUERQUE, L. G. Sistema de remuneração de executivos e conselheiros como suporte à estrutura de governança corporativa. BASE - Revista de Administração e Contabilidade da UNISINOS, v. 4, n. 1, p. 61-73, 2007.

PRITCHARD, A. Statistical bibliography or bibliometrics? Journal of Documentation, [S.l.], v. 25, n. 4, p. 348-349, 1969.

RIBEIRO, H. C. M. et al. Cocriação de valor: uma bibliometria de 2000 a 2014. Revista Eletrônica de Estratégia & Negócios, v. 9, n. 1, p. 118-151, 2016.

RODRIGUES, D. G. N. A diversidade no Conselho de Administração e a utilização de sistemas de incentivos. 2014. Tese de Doutorado. Instituto Superior de Economia e Gestão.

SILVA, J. O.. BEUREN, I. M. Evidenciação da remuneração variável dos executivos nas maiores empresas brasileiras listadas na Bovespa. Enfoque: Reflexão Contábil. v. 34, p. 95-124, 2015.

SOUZA, R. F. et al. Sistemas de Incentivos e Remuneração de Executivos: Uma Análise da Produção Científica Brasileira. In: X Congresso Anpcont. 2016.

XAVIER, P. R. et al. Remuneração variável: quando os resultados falam mais alto. São Paulo: Makon, 1999.

Downloads

Publicado

2020-05-24